Home Destaques Dínamo Moscou acaba com a invencibilidade de 28 jogos do poderoso Vakifbank na Champions
Destaques - Internacional - 13 de março de 2019

Dínamo Moscou acaba com a invencibilidade de 28 jogos do poderoso Vakifbank na Champions

O Dínamo Moscou reverteu um placar de 7 a 3 no tie-break para acabar com a invencibilidade de quase três anos do Vakifbank na Liga dos Campeões da Europa Feminina. Depois de uma série de 28 vitórias consecutivas da potência turca, o time russo venceu, nesta quarta-feira, de virada, por 3 sets a 2 – parciais de (20-25, 25-23, 25-23, 21-25, 15-13) -, em Moscou, na Rússia, pela partida de ida das quartas de final. O confronto de volta será na próxima quarta-feira, em Istambul, na Turquia. Se o Vakifbank vencer, haverá o golden set para decidir a vaga na semifinal.

A última derrota do time de Zhu e cia foi na final da Champions de 2016, para o italiano Pomi Casalmaggiore. De lá para cá, o Vakif conquistou os dois títulos (2017 e 2018 da competição) de forma invicta.

As opostas Nataliya Gonchorova, do Dínamo Moscou, e Sloetjes, do Vakifbank, dividiram o posto de maiores pontuadoras do confronto, com 26 pontos cada uma. A ponteira chinesa Ting Zhu, do time turco, pontuou 24 vezes.

O Dínamo Moscou perdia o tie-break por 7 a 3 (Divulgação/CEV)

Esta foi a segunda vitória do Dínamo contra uma equipe turca de ponta nesta temporada – elas derrotaram o Fenerbahce na quinta rodada da fase de grupos.

O início da partida foi muito intenso e deu o tom para o que viria a seguir. O Dínamo mostrou a sua capacidade de bloqueio enquanto o Vakifbank respondeu com excelentes saques. As táticas da equipe visitante funcionaram muito bem no primeiro set, com os turcos conquistando uma vitória por 25 a 20.

O Vakif teve que trabalhar duro para cada ponto que marcou e isso deixou a impressão de que o Dínamo teria uma chance de vencer este jogo. As respetivas estrelas – Nataliya Goncharova e Ekaterina Lyubushkina para o Dínamo, Zhu Ting e Lonneke Slöetjes para o VakifBank – estiveram à altura dos seus papéis e Lyubushkina foi muito importante no terceiro set, onde marcou quase tantos pontos como Goncharova (seis contra sete).

Sloetjes cometeu um erro crucial no final do terceiro set, que ajudou o Dínamo a selar a vitória. No tie-break, o Dínamo pedia por 7 a 3, mas com a força dos contra-ataques conseguiu a virada e a vitória por 15 a 13.

– Estou orgulhoso da minha equipe. Elas fizeram um ótimo trabalho! Não foi fácil, mas foi possível! – comemorou Alexander Sukomel, treinador do Dínamo.

– Foi um jogo extremamente difícil e tentei me concentrar em cada bola. Estou orgulhoso por termos feito isso! Perdemos o quarto set mas nos reagrupamos no quinto e acabamos ganhando! Eu não pensei naquele momento sobre o resultado e a pontuação, apenas pensei em cada bola – contou a ponteira Helena Havelkova, do Dínamo.

– Tivemos um grande jogo como equipe. Nós tentamos não cometer muitos erros. Antes do jogo era a opinião comum que o Vakifbank é um time muito forte e que elas eram as favoritos desta rodada, mas nós provamos que podemos mostrar nosso jogo – desabafou Nataliya Goncharova.

– Foi um dos nossos melhores jogos nesta temporada! Na verdade, às vezes vencemos por 3 a 0 na liga russa, mas hoje tivemos a oportunidade de mostrar que somos um adversário valioso para uma das melhores equipes do mundo! Fomos ótimos como equipe nesta partida, nos apoiamos e vencemos. Estamos preparados há cerca de sete dias antes deste jogo e estou feliz por termos alcançado o resultado desejado – disse a levantadora sérvia Maja Ognjenovic, do Dínamo.

LEIA TAMBÉM

Anunciada a sede das finais da Liga das Nações masculina

Itambé/Minas vira e segue líder da Superliga feminina

Sander, destaque do Sada/Cruzeiro, recebe propostas do exterior

+Egonu desequilibra na Champions, Novara vence e anuncia técnico

Líbero Serginho fala sobre mais um título do Sada/Cruzeiro e planos para o futuro

Giba volta a atuar para promover vôlei inglês

Veja também

Após decepção em casa, duplas brasileiras jogam na China

As duplas brasileiras já têm mais um desafio pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 2019.…