Home Superliga Lucão vê EMS/Taubaté com moral em alta para a decisão
Superliga - 17 de abril de 2019

Lucão vê EMS/Taubaté com moral em alta para a decisão

Central exaltou a classificação em três jogos contra o Sada/Cruzeiro

Em sua primeira temporada vestindo a camisa da EMS/Taubaté Funvic, o central Lucão já tem bons motivos para comemorar. Campeão paulista com a equipe ainda em 2018, ele agora comemora a classificação para a final da Superliga Cimed 2018/2019.

Esta será a segunda decisão consecutiva do central de 33 anos, que na temporada passada defendia o Sesi, justamente o adversário da equipe taubateana na série final, que começa no próximo dia 23 de abril.

O jogador falou à assessoria do clube sobre o momento de Taubaté e da expectativa para a série em melhor de cinco das finais.

SEMI CONTRA O SADA/CRUZEIRO

Sem dúvidas vencer o Sada/Cruzeiro em três partidas seguidas nos dá moral, já que eles são uma equipe que vinha hegemônica, sempre com um grande plantel e sempre dificultou muito para todas as equipes, especialmente em playoffs. Ter vencido da forma como foi, com 3 a 0, mas em três jogos muito equilibrados, com parciais altas em que qualquer uma das duas equipes poderia ter vencido, dá moral sim. Mas essa moral acabou agora, porque a final é outra história, é contra o Sesi e com certeza não vai ter nada fácil nos esperando do lado de lá.

REENCONTRO COM O EX-TIME

Já trabalhei com praticamente aquela equipe toda, mesmo os que não foram meus companheiros no Sesi, foram meus companheiros em outros times, que é o caso do Éder, que me substituiu quando vim para o Taubaté. É um time que eu conheço bem, e no que eu puder ajudar, claro, eu vou. Mas hoje em dia todo mundo conhece todo mundo, todos os jogos estão aí na TV ou na internet. O que espero mesmo é agora conquistar essa Superliga pelo Taubaté.

SUZANO

Acho que vai ser bacana (jogar em Suzano), porque é uma cidade próxima, a viagem é tranquila para quem está em Taubaté. Vai atender as duas equipes bem, está num meio termo para os dois. E um ginásio maior vai atender bem a demanda de público para um jogo dessa grandeza e importância. Esse lado da Superliga de colocar as finais em ginásios maiores é um atrativo para o público muito bom.

Lucão festeja bom momento de Taubaté (Divulgação)

DECISÃO

Acho que o surpreendente numa série final de cinco jogos dura muito pouco. Você pode até surpreender no primeiro jogo, mas logo as equipes se estudam e surpreender acaba ficando bem difícil. O que temos que fazer é seguir com o nosso plano, treinando bem, estudando o adversário para eliminar os pontos fortes deles, e focar no nosso melhor jogo. Se o Taubaté jogar bem essa série, tem enormes chances de sair campeão.

LEIA TAMBÉM

Entrevista exclusiva com a bicampeã olímpica Sheilla

Sander fala em volta ao Sada/Cruzeiro no futuro

Renan solta a primeira lista dos convocados para a Seleção Masculina

Adenízia pede afastamento da Seleção e deixa Tóquio-2020 em aberto

Um papo com Macris sobre Seleção, veganismo, ranking e futuro

Veja também

Após decepção em casa, duplas brasileiras jogam na China

As duplas brasileiras já têm mais um desafio pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 2019.…