Home Destaques Vaivém: Uma das maiores reformulações do país será no Sesc
Destaques - Vaivém - 11 de abril de 2019

Vaivém: Uma das maiores reformulações do país será no Sesc

Apesar da manutenção de campeões olímpicos, time carioca mudará bastante

Entre os quatro semifinalistas da Superliga Cimed masculina, o Sesc será um dos times com transformação mais profunda para a temporada 2019/2020.

Os cariocas já definiram boa parte da reformulação no elenco.

No levantamento, troca completa: o experiente Marlon e o jovem argentino Matias Sanchez formarão uma interessante dupla, substituindo Thiaguinho e Everaldo. O campeão mundial em 2010, aos 41 anos, vinha conduzindo o jovem time do Fiat/Minas com louvor, enquanto hermano me chama demais a atenção desde 2015, quando o acompanhei no Mundial sub-21 no México, e pude comprovar in loco, neste ano, a evolução no último Sul-Americano de Clubes, em Belo Horizonte, com a camisa do Obras de San Juan.

Da Argentina também chegará Jan Martinez, como antecipou Bruno Voloch. Uma aposta. O jogador de 21 anos e 1,90m, do Bolívar, chegará para a posição atualmente ocupada pelo búlgaro Penchev. Presença constante nas seleções de base em competições internacionais, o ponta possui uma qualidade maior na linha de passe, algo que o europeu, com mais foco na força de ataque e saque, deixou a desejar nesta temporada. Para a posição também está acertado o acordo com Ademar, destaque do Vôlei UM Itapetininga na Superliga. Japa, um nome sempre muito utilizado por Giovane na posição e útil demais no fundo de quadra, tem proposta de Portugal e deve sair.

No meio de rede, o campeão olímpico Maurício Souza acertou com o EMS/Taubaté. A reposição foi feita com Flávio, outro jogador com longa passagem pelo Minas. Veja mais sobre mudanças no Taubaté e no Sada/Cruzeiro.

Maurício Borges seguirá no Sesc RJ (Orlando Bento/MTC)

Para a reserva de Wallace, o Sesc quer Dani, revelação do Vôlei Renata. Certamente uma boa aposta, visto a performance do canhoto na primeira Superliga.

A intenção da diretoria foi montar uma nova base em torno do oposto Wallace, estrela da companhia, do ponta Maurício Borges, com o contrato renovado, do central Tiago Barth e do líbero Tiago Brendle.

Por Daniel Bortoletto

LEIA TAMBÉM

Novara elimina o Vakifbank, no golden set, com 39 pontos de Egonu

De virada, Sesi-SP derrota o Sesc RJ e já pode garantir vaga na final no próximo sábado

Civitanova bate poloneses e vai encarar o Zenite Kazan na final da Champions

EMS/Taubaté vira para cima do Sada/Cruzeiro e faz 2 a 0 na série semifinal

+ Dentil/Praia Clube atropela o Sesi/Bauru de novo e vai à final da Superliga

Itambé/Minas sofre em Osasco, mas se garante na decisão

Veja também

Após decepção em casa, duplas brasileiras jogam na China

As duplas brasileiras já têm mais um desafio pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 2019.…