Home Internacional Final da Champions League tem sabor de revanche para time de Bruninho e Leal
Internacional - 17 de maio de 2019

Final da Champions League tem sabor de revanche para time de Bruninho e Leal

Civitanova e Zenit Kazan reeditam, neste sábado, a partir das 14h (de Brasília), em Berlim, na Alemanha, a final da Champions League 2017/2018. O time russo, que na época contava com o ponteiro cubano naturalizado polonês Leon – hoje no Perugia – venceu a equipe italiana por 3 sets a 2, em uma partida épica que durou 2h24min e teve parciais apertadas (29/27, 18/25, 23/25, 25/23 e 17/15).

Leon marcou 32 pontos e o oposto Maxim Mikhailov, 24, somando 56 pontos, metade do total marcado no jogo pelo Zenit (112). Pelo Civitanova, o maior pontuador foi o oposto búlgaro Sokolov, com 29 acertos. O confronto foi na cidade de Kazan, na Rússia. O Perugia foi o terceiro colocado.

O “dream team” da Champions League daquele ano foi formado pelos ponteiros Leon (Zenit Kazan) e Osmany Juantonera (Civitanova), os centrais Stakovic (Civitanova) e Marko Podrascanin (Perugia), o oposto Sokolov (Civitanova), o levantador Alexander Butko (Zenit Kazan) e o líbero Jénia Grebennikov (Civitanova).

De virada

Bruninho e Leal não atuavam no clube italiano ainda. Eles só foram contratados nesta temporada. O sentimento para os torcedores do Civitanova é de revanche. O time chegou a fazer 2 a 1 na decisão e ficou muito perto do segundo título da história – foi campeão em 2001/2002, mas viu a taça escapar.

Em 2018, o Zenit Kazan derrotou o Civitanova na final da Liga dos Campeões por 3 a 2 e conquistou seu quarto título consecutivo – o sexto da história (CEV/Divulgação)

O Kazan busca seu quinto título de Liga dos Campeões consecutivo – o sétimo da história. A equipe russa, que conquistou o torneio nas edições de 2007/2008, 2011/2012, 2014/2015, 2015/2016, 2016/2017 e 2017/2018 é o segundo clube com mais títulos na história, atrás do CSKA Moscou, com 13 ouros 3 pratas 1 bronze na competição.

O último time italiano a comemorar a Champions foi o Trentino, no tricampeonato de 2008/2009, 2009/2010 e 2010/2011. A Itália vem amagando vices campeonatos há três anos, todos para o Kazan. Em 2015/2016 a prata ficou como Trentino, em 2016/2017 com o Perugia, e ano passado com o Civitanova.

Campeão e vice

Leal, Bruninho e cia conquistaram, terça-feira, o título do Campeonato Italiano, após vencerem o Perugia, por 3 sets a 2, na final. O Scudetto deu novo ânimo ao time, que vinha de dois vices na temporada. Perdeu a final do Mundial de Clubes para o Trentino, no final do ano passado, e a fina da Copa Itália para o Perugia, em fevereiro.

Já o Zenit Kazan perdeu a final do Campeonato Russo na semana passada para o surpreendente Kemerovo e vem sedento para a final da Champions.

Leon marcou 32 pontos para o Kazan na final de 2018 (CEV/Divulgação)

LEIA TAMBÉM

Leal é inscrito para defender o Brasil na Liga das Nações

+ Civitanova vira sobre o Perugia e conquista o Italiano 

Eczacibasi oficializa a contratação de Natália

Lloyd surpreende e é anunciada no vôlei turco

+ EMS/Taubaté bate o Sesi SP e fatura o inédito título da Superliga

Lucarelli é o MVP da Superliga 2018/2019

Confira a lista de todos os 25 campeões da Superliga Masculina

Problema cardíaco afasta Bruna Honório da Seleção

Asics anuncia lançamento de novo uniforme da Seleção

Modena anuncia fim da carreira do treinador Julio Velasco

Na mira do Sada/Cruzeiro, esloveno fecha com o Trentino

Marcelinho anuncia aposentadoria

Veja também

As estatísticas de Brasil 3 x 0 China em Brasília

A estreia da Seleção Brasileira na Liga das Nações feminina (VNL) não poderia ser melhor. …