Home Fora de Quadra Bernardinho se despede de Jesus Morlán
Fora de Quadra - 12 de novembro de 2018

Bernardinho se despede de Jesus Morlán

Espanhol era técnico da seleção de canoagem e lutava contra um câncer

O técnico Bernardinho usou o Instagram para se despedir de Jesus Morlán.

Treinador da Seleção Brasileira de canoagem velocidade, o espanhol, de 52 anos, morreu neste domingo, em Belo Horizonte (MG), após longa batalha contra um tumor no cérebro.

“Hoje meu amigo Jesus nos deixou. Um dos maiores treinadores da história da canoagem no mundo e que revolucionou essa modalidade no Brasil. Um líder, íntegro, altruísta, generoso, firme e justo, um companheiro que o esporte me trouxe em 2015, um ser humano que ficará para sempre na minha memória. Acompanhei de perto sua luta contra essa doença maldita, bem como todas as suas conquistas. Conheci suas encantadoras esposa e filha, a quem deixo aqui meus sentimentos”, escreveu Bernardinho.

O comandante do Sesc ainda lembrou do encontro de Jesus Morlán com a Seleção Brasileira masculina de vôlei na véspera da conquista do ouro olímpico no Rio de Janeiro.

“Trocávamos mensagens constantemente e ele sempre se preocupando comigo, com minha saúde, com o vôlei, com meu futuro… como se não se incomodasse com a sua doença… falávamos de Tóquio 2020 e as suas medalhas de ouro que ele traria com seus filhos da canoagem. E a história que ficará para sempre na minha memória e tenho a certeza na de todos da equipe de vôlei do Brasil, campeã olímpica no Rio 2016. Após o treino da véspera da nossa final, pedi a Jesus que acompanhara nossa atividade, que dissesse algumas palavras de incentivo aos nossos atletas. Seria uma surpresa para os rapazes; fomos para uma sala no ginásio e passei algumas informações aos rapazes, pré-final, a tensão era visível na vigília do grande dia. E então disse a eles que ficassem tranquilos pois traria alguém para falar com eles, e que ele resolveria tudo, pois se ele não conseguisse, ninguém conseguiria. E então disse: pode entrar Jesus. Ele entrou, todos sorriram e com seu olhar intenso e seu portunhol cheio de energia disse simplesmente: amanhã é o dia de buscar o que é de vocês: a sonhada e suada medalha de ouro.. Me deu um abraço emocionado e se foi. Queria ter podido dar esse último abraço nele antes de sua partida.. Que as lagoas do paraíso recebam Jesus como ele merece”, finalizou.

View this post on Instagram

Hoje meu amigo Jesús nos deixou. Um dos maiores treinadores da história da canoagem no mundo e que revolucionou essa modalidade no Brasil. Um líder , íntegro, altruísta, generoso , firme e justo , um companheiro que o esporte me trouxe em 2015 , um ser humano que ficará para sempre na minha memória. Acompanhei de perto sua luta contra essa doença maldita, bem como todas as suas conquistas. Conheci suas encantadoras esposa e filha, a quem deixo aqui meus sentimentos. Trocávamos mensagens constantemente e ele sempre se preocupando comigo, com minha saúde, com o vôlei, com meu futuro… como se não se incomodasse com a sua doença… falávamos de Tóquio 2020 e as suas medalhas de ouro que ele traria com seus filhos da canoagem. E a história que ficará para sempre na minha memória e tenho a certeza na de todos da equipe de vôlei do Brasil campeã olímpica no Rio 2016; após o treino da véspera da nossa final , pedi a Jesús , que acompanhara nossa atividade ,que dissesse algumas palavras de incentivo aos nossos atletas. Seria uma surpresa para os rapazes; fomos para uma sala no ginasio e passei algumas informações aos rapazes, pré final, a tensão era visível na vigília do grande dia .E então disse a eles que ficassem tranquilos pois traria alguém para falar com eles, e que ele resolveria tudo, pois se ele não conseguisse, ninguém conseguiria… e então disse:… pode entrar Jesús… ele entrou , todos sorriram e com seu olhar intenso e seu portunhol cheio de energia disse simplesmente: amanhã é o dia de buscar o que é de vocês , a sonhada e suada medalha de ouro… me deu um abraço emocionado e se foi. Queria ter podido dar esse último abraço nele antes de sua partida… que as lagoas do paraíso recebam Jesús como ele merece ❤️

A post shared by Bernardo Rezende (@bernardinho_oficial) on

Morlán foi diagnosticado com câncer cerebral em novembro de 2016. O treinador passou por uma cirurgia, além de intenso tratamento nos últimos anos com uso de quimioterapia e radioterapia, entre outras tentativas.

O espanhol foi contratado pelo COB para trabalhar no Brasil 2013 e, sob seu comando, a modalidade alcançou resultados históricos, como as três medalhas nos Jogos Olímpicos Rio 2016, com Isaquias Queiroz e Erlon de Souza, além de 10 em Mundiais.

Veja também

Macris desabafa sobre novo piso: “É rir pra não chorar”

A levantadora Macris, do Itambé/Minas, não escondeu a insatisfação com o novo piso utiliza…