Home Supercopa Remodelados, Dentil/Praia Clube e Osasco/Audax disputam Supercopa
Supercopa - 9 de novembro de 2018

Remodelados, Dentil/Praia Clube e Osasco/Audax disputam Supercopa

Em Fortaleza, mineiras e paulistas duelam pelo 1º título nacional da temporada feminina

Dentil/Praia Clube, atual campeão da Superliga, e Osasco/Audax, vencedor da última Copa Brasil, passaram por profundas mudanças para a temporada 2918/2019. Neste sábado, em Fortaleza, mineiras e paulistas, ainda longe do ideal, jogarão pelo primeiro título nacional do ano.

A partir das 21h30 (de Brasília), no Centro de Formação Olímpica, a partida única definirá o campeão da Supercopa.

Os dois times entrarão em quadra carregando o vice-campeonato dos respectivos estaduais. O Praia perdeu na final em jogo único do Mineiro para o Minas por 3 a 0, enquanto Osasco foi derrotado em dois tie-breaks no Paulista pelo Sesi Bauru.

O Dentil/Praia Clube tem na equipe titular as caras novas de Carli Lloyd, a central Carol, a ponta oposto Rosamaria. Entre as remanescentes da conquista inédita da Superliga os destaques são Fabiana, Fernanda Garay, Suelen e Fawcett.

– Chegamos em Fortaleza com total determinação para buscar esse título, que é tão importante para começarmos essa temporada nacional de clubes com um resultado como esse. Sabemos da força do Osasco Audax e da dificuldade que vamos enfrentar, mas vamos com tudo para esse jogo de amanhã – disse Rosamaria.

Fernanda Garay é um dos destaques do Praia (Divulgação)

Pelo Osasco, a expectativa é a reestreia da americana Hooker. Com ela o experiente time que já conta com Paula Pequeno, Carol Albuquerque, Walewska, Mari Paraíba, Camila Brait e Claudinha pode mudar de patamar.

– Vamos para mais uma decisão em menos de uma semana. Batemos na trave no Paulista e fica um gostinho de quero mais. Agora teremos mais um adversário muito forte pela frente, mas estamos confiantes e acredito muito na nossa equipe e no nosso trabalho. Estamos evoluindo a cada partida e agora é entrar em quadra para dar o nosso melhor. Tenho certeza que vamos voltar com uma vitória – comentou Claudinha.

Essa vai ser a quarta edição da Supercopa. Em 2015 o título ficou com o Rexona-Ades, em 2016, com o nome de Rexona-Sesc, a equipe carioca foi bicampeã, e em 2017, já como Sesc RJ, o time dirigido pelo técnico Bernardinho conquistou o terceiro título.

Veja também

Mineiros vencem na abertura da 7ª rodada da Superliga

A rodada deste sábado na Superliga Masculina 2020/21 foi dos mineiros. Sada/Cruzeiro, Amér…