Home Praia Douglas Souza e dupla Ágatha/Duda levam Prêmio Brasil Olímpico
Praia - Seleção Brasileira - 15 de novembro de 2018

Douglas Souza e dupla Ágatha/Duda levam Prêmio Brasil Olímpico

Escolha foi feita por júri especializado escolhido pelo COB

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) anunciou Douglas Souza como o destaque do vôlei nacional em 2018. Na praia, Ágatha e Duda foram as escolhidas e vão faturar o Prêmio Brasil Olímpico.

Na votação de jornalistas, dirigentes, ex-atletas e personalidades do esporte, o ponta venceu Lipe e Tandara, os outros dois indicados. Editor do webvolei, Daniel Bortoletto foi um dos eleitores.

Certamente pesou na votação o desempenho de Douglas Souza no Campeonato Mundial. A “última impressão” teve forte influência na definição do júri, levando em consideração que Lipe e Tandara não se destacaram tanto assim na principal competição da temporada.

– Estou realmente muito honrado por essa escolha. Ser eleito, por um júri tão especial, o melhor atleta do vôlei do ano é algo muito grande e importante para a minha carreira. Esse é um prêmio respeitado, valorizado e estou extremamente feliz com essa indicação – comentou Douglas.

O jogador do EMS/Taubaté vive um momento importante para mudança de patamar na carreira profissional. Deu uma excelente resposta no Mundial, encara um novo desafio profissional após a saída do Sesi e tem demonstrado maturidade ao assumir tais responsabilidades.

Com a atual escassez de novos talentos no vôlei nacional, a evolução de Douglas Souza é essencial para o presente e para um futuro próximo da Seleção.

– Isso só me motiva ainda mais e me faz querer evoluir a cada dia dentro da minha carreira. Sei da responsabilidade que representa essa premiação e vou fazer de tudo para continuar representando o voleibol da melhor maneira possível.

No vôlei de praia, prêmio para Ágatha e Duda. Elas formaram a dupla em janeiro de 2017, estão completando a segunda temporada juntas, e já são campeãs do Circuito Mundial e do World Tour Finals.

Duda e Ágatha formam parceria interessante para Tóquio-2020 (FIVB Divulgação)

O ano de 2018 foi realmente especial para as brasileiras. Aos 20 anos, Duda foi eleita melhor jogadora da temporada internacional neste ano, tendo sido a mais jovem a alcançar este título. Duda venceu também como melhor jogadora ofensiva e melhor ataque. Ágatha conquistou as categorias de atleta mais inspiradora e esportista do ano – todas premiações da Federação Internacional de Voleibol (FIVB).

– Ficamos muito felizes por esse reconhecimento. É uma cerimônia muito importante para o esporte olímpico brasileiro, e representar uma modalidade com tantos times excelentes é sinal de que temos trabalhado com muito comprometimento. O Brasil possui muitas duplas boas, estamos honradas e vamos continuar focadas em nossos objetivos. Acredito que a união e a perseverança da nossa equipe foram importantes nesta última temporada, conseguimos fechar o ano com títulos importantes, mas sabemos que ainda temos muito para evoluir – disse Duda.

Veja também

Macris desabafa sobre novo piso: “É rir pra não chorar”

A levantadora Macris, do Itambé/Minas, não escondeu a insatisfação com o novo piso utiliza…