Home Superliga Sada/Cruzeiro passa sem problemas pelo Corinthians
Superliga - 7 de novembro de 2018

Sada/Cruzeiro passa sem problemas pelo Corinthians

Le Roux desequilibra e fatura prêmio de melhor do jogo

Na final da Copa do Brasil (de futebol), o Cruzeiro levou a melhor sobre o Corinthians. No primeiro duelo entre eles pela Superliga masculina 2018/2019 de vôlei, o Sada/Cruzeiro levou a melhor sobre o Corinthians/Guarulhos.

Em jogo antecipado pela quinta rodada do turno, o time mineiro venceu no Ginásio da Ponte Grande, em Guarulhos, por 3 sets a 0 (25/19, 25/16 e 25/15).

Essa foi a terceira vitória do Sada Cruzeiro na competição – o time de Marcelo Mendez já venceu o Vôlei UM Itapetininga e o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão, e acabou superado pelo Vôlei Renata.

O central Le Roux foi eleito o melhor jogador da partida e levou o VivaVôlei. O francês foi o maior pontuador da partida, com 12 acertos.

– Eu não me lembro, mas acho que é a primeira vez que marco tantos pontos em ace em um único jogo. Me senti muito bem na partida e estou muito feliz, pois jogo após jogo estamos melhorando, ganhando mais entrosamento. Estamos treinando muito também, e as coisas vão acontecendo. Nós precisamos de um pouco de tempo para chegar ao nosso melhor nível e isso está começando a aparecer – disse Le Roux, citando os cinco aces.

O americano Sander foi titular e terminou a partida com nove pontos.

O técnico do Sada Cruzeiro elogiou o desempenho da equipe, especialmente no saque.

– Não esperava um jogo tão tranquilo, pois o Corinthians tem ótimos jogadores. Acho que fomos muito bem no ataque e o nosso saque foi demolidor. Fizemos 14 pontos nesse fundamento – disse Mendez.

Na estatística da CBV, o número de aces cruzeirenses no jogo foi 11.

Le Roux foi o melhor da partida em Guarulhos (Divulgação CBV)

O Corinthians agora soma três resultados negativos, após ser superado pelo Fiat/Minas na primeira rodada, pelo EMS/Taubaté na segunda e, nesta noite, pelo Sada Cruzeiro. Após a partida, o técnico Gersinho elogiou o desempenho do adversário.

– O Sada/Cruzeiro é um time forte no bloqueio, então precisávamos do nosso saque para não deixar a vida deles fácil. Nós pecamos no passe e na virada de bola, e no voleibol masculino isso não tem perdão. Vamos para o próximo jogo, contra o Sesc-RJ, tentar dar o nosso melhor e evoluir no que pecamos – disse.

Veja também

Zé Roberto vê jogo contra o praia como chance aprendizado

A tabela da Superliga Feminina 2020/21 não está dando moleza para o São Paulo Barueri. Nos…