Home Internacional Bruninho ganha apoio após reclamar de calendário
Internacional - 29 de dezembro de 2018

Bruninho ganha apoio após reclamar de calendário

O levantador Bruninho ganhou o apoio de companheiros de profissão e ícones do vôlei ao reclamar sobre o calendário do vôlei mundial.

O desabafo do brasileiro aconteceu nas redes sociais. No Instagram, o post recebeu quase 30 mil curtidas, além de comentários de jogadores do presente e do passado.

O campeão olímpico e mundial Nalbert, capitão do Brasil por vários anos, escreveu:

“Totalmente de acordo! Conte comigo nessa luta. Atletas não são máquinas! E o pior é ser “papel higiênico”… somos usados e jogados no lixo depois!”, comentou o atual comentarista do SporTV.

Bruninho respondeu para o compatriota:

– Temos que buscar algo para que pelo menos no futuro, para uma próxima geração seja melhor.

Adenízia foi outra a apoiar Bruninho. A levantadora polonesa Wolosz foi outra a comentar a publicação.

View this post on Instagram

Domingo faremos o último jogo do ano. Agradeço a Deus por me dar saúde pra fazer aquilo que amo e ainda receber por isso. Me sinto abençoado. Mas não posso deixar de fazer uma crítica construtiva as entidades que controlam o nosso voleibol mundial. Um ano extremamente desgastante, com inúmeras viagens , jogos e campeonatos. Do clube pra seleção e vice versa. Datas especiais, tipo Natal ,passamos viajando e treinando. As lesões aumentam e nem sempre o espetáculo é o melhor pra todos. Que @fivbvolleyball @cevolleyball @legavolley @cbvolei e todos entendam que somos humanos e precisamos de um calendário que também veja o lado da saúde do atleta e não só as questões de negócios (Business) ou dinheiro. Entendam que os atletas são os verdadeiros protagonistas de tudo isso. E que nós atletas possamos nos unir para mudar um pouco esse sistema! Um abraço e deus abençoe a todos. Domenica giocheremo l'ultima partita dell'anno. Ringrazio Dio per avermi dato la salute per fare ciò che amo e ancora ricevere per questo. Mi sento fortunato. Ma non posso mancare di fare una critica costruttiva alle entità che controllano il nostro mondo della pallavolo. Un anno estremamente stressante, con innumerevoli viaggi, partite e campionati. Dal club alle Nazionali e viceversa. Date speciali, come Natale, abbiamo trascorso viaggi e allenamenti. Gli infortuni aumentano e lo spettacolo non è sempre il migliore per tutti. @fivbvolleyball @cevolleyball @legavolley @cbvolei e tutti dovrebbero capire che siamo umani e abbiamo bisogno di un calendario che veda anche il lato salute dell'atleta e non solo le questioni di Business o soldi. I atleti sono i veri protagonisti dello spettacolo. E che noi atleti possiamo unirci per cambiare un po 'di questo sistema. Sunday we will play the last game of the year. I thank God for giving me health to do what I love and still receive for it. I feel blessed. But I can not fail to make a constructive criticism of the entities that control our world volleyball. An extremely stressful year, with countless trips, games and championships. From the club to the national teams. Special dates, like Christmas, we spent traveling and training.The injuries increase

A post shared by Bruno Rezende (@bruninho1) on

– Precisamos nos unir! Quem sabe pelo menos pra próxima geração possa ter um calendário que seja bacana pra todos – comentou Bruninho.

A mensagem teve apoio ainda do italiano Zaytsev, adversário de Bruninho em vários jogos importantes nos últimos anos. Ele pediu para união dos atletas para o pedido ser ouvido pelas entidades.

 

Veja também

Mineiro masculino: divulgados os oito participantes

A Federação Mineira anunciou, nesta terça-feira, os oito participantes do Estadual masculi…