Home Superliga Carol Gattaz: “Foi a vitória da garra e da resiliência. O time está exausto”
Superliga - 22 de dezembro de 2018

Carol Gattaz: “Foi a vitória da garra e da resiliência. O time está exausto”

Eleita a melhor em quadra e ganhadora do Troféu VivaVôlei na vitória do Minas sobre o Sesc RJ por 3 sets a 2 nesta sexta-feira à noite, em Belo Horizonte, no encerramento da 9ª rodada da Superliga Cimed Feminina de Vôlei 2018/2019, a central Carol Gattaz revelou que o resultado foi na base da “superação”.

Há duas semanas, o Minas estava na China, disputando o Mundial de Clubes, onde conquistou a surpreendente medalha de prata. Na semifinal, derrotou o favorito Eczacibasi VitA, da Turquia, por 3 sets a 2 e perdeu a final para o turco Vakifbank por 3 sets a 0, atual campeão do torneio. Desde a decisão, a equipe encarou a longa e desgastante viagem de volta para o Brasil e fez dois jogo fora de casa pela Superliga – as vitórias sobre o Balneário Barueri, no Sul, e Osasco/Audax, em Osasco, por 3 sets a 0. Entre viagens e jogos o time teve pouco tempo para treinar e descansar.

– A equipe está de parabéns. Nós chegamos para essa partida depois de uma sequência de jogos difíceis. O time está exausto e hoje (ontem) foi um jogo de superação. Foi a vitória da garra e da resiliência. O Sesc RJ é uma grande equipe e ainda tem muito a crescer até os playoffs. Esperamos jogos fortes e difíceis daqui para frente. Estamos felizes de encerrar o ano com essa vitória – disse a capitã minastenista.

– O Rio é uma grande equipe, tem muito a crescer, como nós também temos ainda, e vai dar trabalho nos playoffs. Daqui para frente vai se cada vez mais sofrido. Temos de nos reinventar a cada jogo – completou a central.

A oposto Bruna Honório, maior pontuadora do Minas na partida, com 20 acertos – 4 pontos a menos que a ponteira dominicana Peña, do Sesc RJ, maior pontuadora do jogo -, relembrou os tempos em que defendeu o Sesc, de 2012 a 2015.

– Foram três anos maravilhosos, fui muito feliz lá. A vitória de hoje (ontem) foi importante. Mas ainda temos muito para evoluir.

Bruna Honório foi a mair pontuadora do Minas, com 20 pontos (Orlando Bento/MTC)

O Minas e os demais clubes da Superliga Feminina entram agora em recesso para as festas de fim de ano. Não haverá jogos, mas haverá treinos. As mineiras voltam à quadra dia 4 de janeiro, para o clássico contra o líder invicto Dentil/Praia Clube, às 21h30, em Uberlândia, com transmissão pelo SporTV2.

Veja também

Fluminense: aposta em elenco alto, jovem e agressivo

Primeiro campeão brasileiro de vôlei feminino, em 1976, e seis vezes campeão sul-americano…