Home Superliga Fiat/Minas perde em casa para o Caramuru e termina o turno em oitavo
Superliga - 22 de dezembro de 2018

Fiat/Minas perde em casa para o Caramuru e termina o turno em oitavo

A expectativa era conseguir uma vitória expressiva diante da sua torcida, na Arena do Minas, para encerrar o ano com triunfo e subir três posições na tabela de classificação. Mas, a realidade foi outra. O Fiat/Minas perdeu para o vice-lanterna Vôlei Caramuru por 3 sets a 1 (25/18, 21/25, 25/22 e 25/20), em Belo Horizonte, pela 11ª e última rodada do turno da Superliga Cimed Masculina de Vôle 2018/2019 e terminou essa primeira etapa da competição na oitava colocação, com 14 pontos (5 vitórias e 6 derrotas).

O time de Ponta Grossa comemorou sua segunda vitória consecutiva no torneio até agora – é o penúltimo colocado, com 8 pontos (2 vitórias e 9 derrotas). Antes de bater os minastenistas, o Caramuru derrotou o lanterna São Judas Voleibol na rodada anterior.

A Superliga entra em recesso neste domingo para as festas de fim de ano e os jogos só retornam no ano que vem. O Fiat/Minas volta a jogar no dia 11 de janeiro (um sábado), contra o Corinthians/Guarulhos, em Belo Horizonte, às 18h (com transmissão pelo Globoesporte.com). Já o Caramuru tem pela frente o EMS/Taubaté/Funvic, no dia 12 (domingo), às 17h, em Taubaté, com transmissão pela TV Gazeta.

Em tarde inspiradíssima, o oposto Léozão, do Caramuru, marcou 29 pontos (28 de ataque e 1 de saque) e ficou com o Troféu VivaVôlei. O maior pontuador do Minas foi oposto Davy, com 19 acertos. O central Flávio, do time mineiro, também foi destaque, com 17 pontos.

Léozão ficou com o VivaVôlei (CBV/Divulgação)

Para o capitão minastenista Marlon, o time não esteve bem e faltou um pouco mais de agressividade no ataque.

– O nosso sistema defensivo, hoje, esteve muito abaixo. Faltou funcionar, de um modo geral, o nosso sistema bloqueio/defesa, que é o nosso ponto forte. Não sacamos bem e isso gera um efeito negativo em cadeia. Um sistema interfere no outro e, infelizmente, hoje, não conseguimos jogar bem. Faltou agressividade no ataque e temos que trabalhar muito forte para corrigirmos essas falhas – avaliou o levantador do Fiat/Minas.

Fiat/Minas: Marlon, Davy, Flávio, Matheus, Bob, Honorato e o líbero Rogerinho. Entraram: Piá, Maique, Cledenilson, Carísio, Felipe Roque, Rafael.

Técnico: Nery Tambeiro.

Caramuru Vôlei: Gustavo, Jonatas, Leozão, Alejandro, Thales, Peron e o líbero Gian. Entraram: Matheus, Japa, Alexsandro, Eric, Bruno e Gian.

Técnico: Victor Hilmann.

O Caramuru é de Ponta Grossa, no Paraná (Orlando Bento/MTC)

 

 

Veja também

Flávio admite viver momento especial da carreira

Aos 29 anos, Flávio vive um dos melhores momentos da carreira. O meio de rede defenderá o …