Home Superliga Juciely joga responsabilidade para o Minas no clássico com o Sesc
Superliga - 20 de dezembro de 2018

Juciely joga responsabilidade para o Minas no clássico com o Sesc

Central coloca o Sesc como franco-atirador no duelo desta sexta

O favoritismo, desta vez, é do adversário. O Sesc, quase sempre apontado como favorito destacado, agora prefere deixar a “responsabilidade” com o Minas, rival nesta sexta-feira, às 21h30, em Belo Horizonte, pela Superliga Cimed feminina.

A mineira Juciely, que está em sua nona temporada seguida no Sesc, mas já vestiu a camisa do Minas, entende que o momento do vice-campeão mundial e vice-líder da Superliga é melhor do que o vivido pelas cariocas.

– Sempre entraremos em quadra para vencer. É a nossa obrigação e sempre continuará sendo. Mas a responsabilidade por um bom resultado está com o Minas desta vez. Ainda estamos tentando manter um padrão, encontrar nossa regularidade. Enquanto isso, elas estão vivendo ótima fase e ganhando de todos os adversários. Sem dúvida virão com tudo, mas acredito que estaremos preparadas para fazer um bom jogo – concluiu Juciely.

Juciely também sabe bem que o fator casa pode ser fundamental quando se atua em BH. Principalmente quando as donas da casa vivem grande fase.

– O Minas montou um grande elenco, vive uma fase sensacional e, com isso, o fator casa favorece a elas. Sabemos o quanto a torcida lá é fanática e tenta nos incomodar a todo instante. Ainda mais quando o time corresponde como tem correspondido. Elas estão muito entrosadas, jogando num nível altíssimo e será uma partida muito difícil. Estamos estudando muito, ao longo de toda a semana, para tentar conter as principais jogadas delas. Mas é uma tarefa complicada, já que teremos pela frente jogadoras como a Natália, Gabriela, a jovem Mayany, que se destacou no Mundial, Macris, Carol Gattaz, a Bruna… – analisou Juciely.

Por conta do fechamento do aeroporto de Confins, desde a madrugada, a comissão técnica do Sesc optou por ir de ônibus para Belo Horizonte. O aeroporto foi reaberto no início da tarde, após uma série de voos cancelados.

– Infelizmente tivemos esse problema com o nosso voo na manhã desta quinta. Não conseguimos embarcar, pois o aeroporto de Confins estava fechado e nossa viagem para BH será de ônibus. Vamos aproveitar esse tempo para ficarmos ainda mais juntas, como time mesmo, e para mantermos o foco nessa missão complicada que teremos pela frente – finalizou a central.

Outro fator que pode ser positivo para o Sesc é o conhecimento que detém do adversário. As ponteiras Natália e Gabi, as meios de rede Mara e Gattaz e a oposta Bruna já atuaram no Rio de Janeiro e terão seus movimentos ainda mais monitorados pelas ex-companheiras.

– O Minas possui grande elenco e a gente já conhece a maioria das jogadoras. Joguei com Gabi, Natália, Bruna, já treinei muito com a Macris, com a Gattaz e acabamos ficando sabendo das manias, dos jeitos. E quando vamos estudar, quando vemos o vídeo e colocamos em prática no treino, fica muito mais fácil sabendo como elas se portam – explicou a levantadora Roberta.

Veja também

Paulista com cinco jogos nesta sexta-feira

A sexta-feira promete ser bastante movimentada no Campeonato Paulista. A segunda rodada da…