Home Mundial de Clubes Vakifbank bate o Praia e impede final brasileira na China
Mundial de Clubes - 8 de dezembro de 2018

Vakifbank bate o Praia e impede final brasileira na China

Atual campeão teve trabalho, mas bateu as mineiras em Shaoxing

O Vakifbank Istambul vai defender o título mundial, neste domingo, às 10h (de Brasília), em Shaoxing, na China.

O time turco, atual detentor do caneco, derrotou na semifinal o Dentil/Praia Clube por 3 sets a 1, parciais de 25-21, 25-21, 22-25 e 25-18.

O resultado impediu uma final 100% brasileira, mais precisamente 100% mineira, já que o Minas Tênis Clube passou pelo Eczacibasi na preliminar.

Para delírio da torcida local, a ponta chinesa, chamada de rainha, terminou com 20 acertos. Em alguns momentos parecia que ela jogava com raiva, talvez insatisfeita com o próprio desempenho no início, um pouco abaixo do que o habitual.

A holandesa Sloetjes, poupada por Giovanni Guidetti nos dois primeiros jogos do Mundial e pouco utilizada contra o Minas, na sexta, se destacou nos primeiros sets. A oposto terminou com 18 pontos, mesmo sendo substituída por Karakurt. A jovem teve performance no ataque e no saque importante no quarto set (nove acertos), inclusive. Ponto para Giovanni Guidetti na mudança.

O Praia, que demonstrou um ótimo volume de jogo, pecou na virada de bola. Fawcett demorou para entrar no jogo, enquanto as bolas de meio de Lloyd com Carol e Fabiana não estavam na sintonia ideal. Fernanda Garay liderou o time de Uberlândia na pontuação, com 18 acertos.

Guidetti em mais uma final com o Vakifbank (FIVB Divulgação)

Carol teve ótima performance no bloqueio, com sete marcados no fundamento. Rosamaria entrou bem, ajudando o time mineiro a levar o terceiro set e equilibrar o quarto (terminou com 12 acertos). Na parcial final, inclusive, o Praia chegou a ter 16 a 11. Até que a virada de bola deu uma travada e as turcas conseguiram a virada.

O time comandado por Paulo Coco voltará à quadra às 7h (de Brasília), neste domingo, para disputar o bronze contra o Eczacibasi.

Veja também

Fluminense: aposta em elenco alto, jovem e agressivo

Primeiro campeão brasileiro de vôlei feminino, em 1976, e seis vezes campeão sul-americano…