Home Superliga Claudinha: “Temos uma equipe forte, podemos reagir. A competição está aberta”
Superliga - 7 de janeiro de 2019

Claudinha: “Temos uma equipe forte, podemos reagir. A competição está aberta”

Oitavo na Superliga, Osasco/Audax enfrenta o surpreendente Curitiba, amanhã, no Paraná

O ano novo começa nesta terça-feira para o Osasco/Audax. Após o recesso do Natal e Réveillon, a equipe enfrenta o Curitiba Vôlei, a partir das 20h, na capital paranaense, pela 10ª rodada da Superliga Cimed Feminina 2017/2918. Oitavo colocado com 12 pontos (5 derrotas e 4 vitórias) o time paulista busca o quinto resultado positivo na competição. O Curitiba, que subiu este ano da Superliga B para a primeira divisão do vôlei nacional, é a grande surpresa do torneio. Ocupa a sexta posição, com 16 pontos (5 vitórias e 4 derrotas).

– A pausa para as festas de final de ano foi importante para a cabeça e o corpo. Pudemos descansar bem ao mesmo tempo que mantivemos o trabalho de condicionamento físico – disse Claudinha, que recupera-se de um esporão no pé e vem jogando na base do sacrifício nos últimos jogos.

Por prevenção, a diretoria do Osasco inscreveu, na semana passada, a levantadora Karine Guerra, 39 anos, que já defendeu o clube na temporada 2012, quando conquistou a Superliga e o Mundial de Clubes. Karine atuou no Minas na temporada passada, mas não chegou a jogar toda a Superliga porque engravidou. Ela tinha anunciado a aposentadoria em maio, mas voltou atrás e é mais uma opção para o técnico Luizomar de Moura, além da reserva Carol Albuquerque.

Karine Guerra disputou o Mundial de Clubes de 2012 com o Osasco (Divulgação)

Claudinha acredita que Osasco terá um 2019 melhor que o final de 2018.

– Temos uma equipe forte e acredito que podemos reagir na competição, que está completamente aberta. Os adversários sabem o peso dessa camisa. E sabemos que é preciso respeitar todos os rivais para apresentar nosso melhor vôlei e conquistar as vitórias. Com muito trabalho, foco e união, vamos buscar os primeiros lugares na tabela de classificação – completa Claudinha.

A partida contra o Curitiba Vôlei é a penúltima do primeiro turno da Superliga. O Osasco/Audax encerra sua participação na metade inicial da da fase de classificação jogando novamente fora de casa. Na sexta-feira (11), encara o BRB/Brasília Vôlei, a partir das 20h, no Distrito Federal. O reencontro com a torcida será na abertura do returno, dia 18 de janeiro, contra o São Cristóvão Saúde/ São Caetano.

LEIA MAIS

+ Fabiana viaja para Bauru e pode voltar ao líder Praia

+ Em entrevista exclusiva ao Web Vôlei, Roberta garante que o Sesc RJ vai crescer na Superliga

+ No Bola da Vez, Giba fala sobre doping, corte de Ricardinho, família e pós carreira

Veja também

Brasil leva virada na Copa Pan-Americana

A quarta-feira (10/8) não foi marcada pela reabilitação do Brasil na Copa Pan-Americana, e…