Home Superliga Com 30 pontos de Hooker, Osasco/Audax derrota o São Caetano, em casa
Superliga - 18 de janeiro de 2019

Com 30 pontos de Hooker, Osasco/Audax derrota o São Caetano, em casa

O Osasco/Audax venceu o São Cristóvão/São Caetano por 3 sets a 1 – parciais de 25/12, 25/19, 23/25 e 25/19 -, em 1h44min de partida, na noite desta sexta-feira, em Osasco, na abertura do returno da Superliga Cimed Feminina 2018/2019. Com o resultado, a equipe do técnico Luizomar de Moura chegou aos 21 pontos (7 vitórias e 5 derrotas). O São Caetano segue na vice-lanterna da competição, com 5 pontos (11 derrotas e 1 vitória).

A oposto Hooker marcou 30 pontos e foi a maior pontuadora da partida – foram 24 pontos de ataque, 4 de bloqueio e 2 de saque e ficou com o Troféu VivaVôlei.

A norte-americana Hooker ficou com o VivaVôlei (CBV/Divulgação)

A peruana Ângela Leyva marcou 14 pontos (todos de ataque) e a ponteira Mari Paraíba, 13 (8 de ataque, 2 de saque e 3 de bloqueio). Pelo São Caetano, o destaque foi a ponteira Fernanda Tomé, com 14 pontos (11 de ataque, 1 de saque e 2 de bloqueio).

Na próxima rodada, sexta-feira (25.01), o Osasco tem o clássico paulista contra o Sesi/Bauru, às 19h30, em Osasco (com transmissão pelo Canal Vôlei Brasil). O São Caetano recebe o Minas, em casa, no Ginásio Lauro Gomes, às 2h, no mesmo dia.

A equipe de Osasco tem um compromisso na próxima terça-feira, pela Copa Brasil. O adversário é o Hinode/Barueri, no Ginásio José Corrêa, em Barueri. Os outros três confrontos pelas quartas de final acontecem no mesmo dia: Minas Tênis Clube (MG) x Fluminense (RJ); Sesi Vôlei Bauru (SP) x Sesc RJ (RJ) e Dentil/Praia Clube (MG) x Curitiba Vôlei (PR).

Leyva ataca contra o bloqueio do São Caetano (João Pires/FotoJump)

O jogo

Carol Albuquerque engatou uma série de três saques e o Vôlei Osasco abriu 3/0 no primeiro set. São Caetano tentou resistir, mas o bloqueio das donas da casa estava a postos. Com dois ataques seguidos de Angela Leyva, as atletas de Osasco chegaram ao 17/10. Com Mari Paraíba forçando o saque – com direito a dois aces – o time osasquense fez 22/10 e encaminhou uma tranquila vitória por 25/12.

O segundo set começou mais parelho. Com Mari explorando o bloqueio e Carol conseguindo um ace na sequência, as donas da casa abriram três pontos (11/8). A dedicação e bom posicionamento defensivo ajudaram. Após grandes defesas de Camila Brait e Walewska, Leyva virou na entrada de rede e fez 14/10. Mas o São Caetano não entregava os pontos e encostou (14/13). E apesar de a parcial seguir mais equilibrada, prevaleceu o maior volume de jogo do time osasquense. Na base da sutileza, Hooker fechou o segundo set em 25/19 com uma largadinha.

Bela defesa da Carol Albuquerque (João Pires/FotoJump)

Os dois times abusaram dos erros no serviço no início do terceiro set. Com isso, o placar seguiu igual, apesar da boa distribuição de bola de Carol Albuquerque. Coube a Mari Paraíba, com um ataque e um bloqueio, garantir dois pontos de vantagem (16/14). Contudo, o São Caetano continuou na cola e passou à frente no 20/19, obrigando Osasco a pedir tempo. Com um ace, Hooker empatou no 22/22. Porém, conseguindo forçar mais o saque, as visitantes levaram o set por 25/23.

Após ser surpreendido, o Vôlei Osasco voltou para o terceiro ser com “sangue nos olhos’. Com Hooker martelando a bola, o time da casa abriu 7/1. No decorrer da parcial, as adversárias tentaram entrar no jogo. Mas o bloqueio de Osasco segurou a ponta do placar. Natasha armou o paredão para marcar no 18/12. Hooker seguiu com grande atuação foi decisiva na vitória por 25/19, sendo a dona da última bola do jogo.

Mari Paraíba marcou 13 pontos (João Pires/FotoJump)

Vôlei Osasco-Audax entrou em quadra com Carol Albuquerque (1), Hooker (30), Walewska (10), Nati Martins (9), Mari Paraíba (13), Angela Leyva (14) e a líbero Camila Brait. Entraram: Kika, Vivi, Natasha (2), Claudinha, Lorenne. Técnico: Luizomar de Moura.

O São Caetano entrou em quadra com Maria Alejandra, Dayana (9), Fernanda Tomé (14), Dayse (6), Fê Isis (5), Diana (12) e a líbero Andressa. Entraram: Karina, Ana Paula, Paulina, Sonaly, Maria Eduarda (2). Técnico: Antonio Rizola.

LEIA TAMBÉM

CBV libera Herrera para enfrentar o Flu

Veja como ficaram as semifinais da Libertadores

Segundo portal, Band quer voltar a transmitir jogos de vôlei

Fiat/Minas surpreende o favorito Sesc RJ, no Rio, e está nas semifinais da Copa Brasil

Tandara fala sobre futuro após passagem pela China

Veja também

Flávio admite viver momento especial da carreira

Aos 29 anos, Flávio vive um dos melhores momentos da carreira. O meio de rede defenderá o …