Home Superliga Fisioterapeuta do Osasco/Audax explica problema de Claudinha
Superliga - 8 de janeiro de 2019

Fisioterapeuta do Osasco/Audax explica problema de Claudinha

Haglund. Esse nome estranho é o tormento da levantadora Claudinha, do Osasco/Audax.

A deformidade com tal denominação é uma proeminência óssea na região posterior do osso calcâneo. Como consequência do crescimento as estruturas próximas, no caso a bursa e o próprio tendão calcâneo, ficam inflamados, gerando dor. E a jogadora vem sofrendo isso desde a temporada passada.

O fisioterapeuta Thiago Menezes Lessa Moreira, do time de Osasco, explicou ao Web Vôlei o problema da jogadora.

– O esporão mais comum é na região inferior do calcâneo (embaixo do pé). No caso dela é no calcanhar. O tratamento tem como objetivo diminuir a inflamação dessas estruturas, aliviando assim a dor. Para isto usamos os recursos da fisioterapia e medicamentos – comentou Thiago.

Em dezembro, as dores de Claudinha se intensificaram. E o trabalho diário em quadra passou a ser controlado para evitar um agravamento.

– Dosar a carga de treino faz parte do tratamento também. ela tem reagido bem ao tratamento proposto e estamos dosando a carga de treinos para que ela possa continuar a evoluir – confirmou o fisioterapeuta.

Claudinha em ação por Osasco (João Neto/Fotojump)

A preocupação com Claudinha e o processo de recuperação da reserva Carol Albuquerque fizeram Osasco pensar numa reposição emergencial, com a inscrição da Karine, como publicado pelo Web Vôlei.

Neste momento, o Osasco descarta uma atitude radical para resolver definitivamente o problema de Claudinha.

– A cirurgia nesse caso é um dos tratamentos indicados. Mas enquanto o tratamento fisioterápico estiver sendo eficiente, deve ser persistido – finalizou Thiago.

LEIA TAMBÉM

+ Claudinha confia em reação do Osasco/Audax

+ Os desafios da ex-jogadora Elisângela na gestão do Balneário Camboriú

Veja também

Brasil vai disputar 7º lugar na Copa Pan-Americana

A Seleção Brasileira sub-21 segue sem vitória na Copa Pan-Americana masculina. Neste sábad…