Home Copa Brasil Marlon: “Foi uma vitória fantástica e vamos com tudo para essa final”
Copa Brasil - 27 de janeiro de 2019

Marlon: “Foi uma vitória fantástica e vamos com tudo para essa final”

Levantador orquestrou o Fiat/Minas na grande vitória sobre o EMS/Taubaté

O levantador do Fiat/Minas, Marlon, comemorou a conquista da vaga na final da Copa Brasil, neste sábado à noite, depois da vitória, de virada, por 3 sets a 2, sobre o EMS/Taubaté/Funvic – parciais de 34/32, 20/25, 20/25, 25/22 e 15/9 -, no ginásio Jones Minosso, em Lages (SC). O adversário na decisão, neste domingo, às 19h30, com transmissão pelo SporTV 2  será o Sada/Cruzeiro, que derrotou o Copel Telecom/Maringá por 3 sets a 1 na outra semifinal. 

– Para nós foi um resultado duplo porque, além da classificação para a final, ainda não tínhamos vencido o EMS Taubaté Funvic desde a última Superliga Cimed. Mostramos que podemos brigar na parte de cima da tabela e vencer as equipes grandes fazendo um trabalho criterioso”, destacou Marlon.

O capitão ainda comentou sobre a noite deste sábado.

– Foi uma vitória fantástica e vamos com tudo para essa final. Deixamos a ansiedade passar e retomamos a coragem no jogo. Além disso, os jogadores que entraram, como o Piá e o Davy, deram mais energia para o time e os detalhes fizeram a diferença para nós – analisou o capitão e levantador.

O líbero Maique comemora (Nilton Wolff/Divulgação)

O JOGO

Felipe Roque abriu o placar da partida. O EMS Taubaté Funvic respondeu. Flávio bloqueou e o Fiat/Minas empatou: 3/3. Com Douglas, a equipe paulista abriu dois (5/3). Mais uma vez com Douglas, dessa vez no bloqueio, 7/5. Roque pontuou três vezes seguidas e o Minas virou o placar em 10/9. Com Bob pela entrada de rede, o Fiat/Minas chegou a 14/11 e o técnico adversário pediu tempo. A equipe mineira ainda marcou 16/12. Athos bloqueou e o EMS Taubaté Funvic aproximou no placar (16/18), forçando Nery Tambeiro a pedir tempo. No ace de Lucarelli, o time de Taubaté encostou de vez: 20/21. No erro do adversário, 21/21. Com Lucarelli bem no saque, o EMS Taubaté Funvic marcou 23/21. O set ganhou ainda mais em emoção com o empate em 24/24. O jogo seguiu extremamente equilibrado, até que, com Flávio, o Fiat/Minas fechou em 34/32.

Com Honorato, na habilidade, o time mineiro marcou 3/2 logo no começo do set. No ponto de saque de Douglas, o EMS Taubaté Funvic virou o placar (4/3) e Nery pediu tempo. A equipe paulista teve cinco de vantagem em 13/8. O Fiat/Minas pontuou duas vezes e reduziu a diferença: 10/13. Na largadinha de Vissotto, 16/11. Cledenilson atacou pelo meio de rede e o time mineiro fez 15/19. No bloqueio de Flávio, a vantagem de Taubaté caiu (17/20) e Castellani pediu tempo. No erro do adversário, o Fiat/Minas fez 19/21 e deu mais equilíbrio a reta final do set. Com ponto de saque de Uriarte, o EMS Taubaté Funvic fechou em 25/20.

O terceiro set começou com equilíbrio, com as equipes empatando em 3/3. O EMS Taubaté Funvic abriu três em 6/3. A vantagem paulista aumentou em 11/6. Com Athos, a equipe dirigida pelo técnico Daniel Castellani chegou a 14/9. Douglas pontuou em uma bola pelo fundo meio e a equipe de Taubaté chegou a 18/12. Contando com erros do adversário, o EMS ainda colocou a ampla vantagem de 20/13. O Fiat/Minas reagiu, passou a pontuar mais e diminuiu a distância no placar para 18/23. Depois disso, cada equipe marcou dois pontos e a parcial foi encerrada com vitória para Taubaté em 25/20.

O quarto set esteve igual até o 3/3. O EMS Taubaté Funvic abriu dois (5/3) e o Fiat/Minas novamente empatou. No erro do adversário, a equipe mineira assumiu o comando do marcador: 8/7. Piá conseguiu um ponto de saque que levou o Fiat/Minas a 11/9. No ace de Flávio, 14/11. Castellani pediu tempo. Honorato marcou 15/13. A vantagem do time de Nery Tambeiro foi a três em 19/16. Depois de passar, Honorato atacou e levou seu time a 22/19. Cledenilson marcou 23/19 e Castellani parou o jogo. O Fiat/Minas venceu por 25/22 e levou a decisão para o tie break.

O set decisivo começou como os outros: equilibrado. No bloqueio, o Fiat/Minas fez 3/2. Com Davy, no contra-ataque, o time mineiro marcou 4/3. O oposto foi para o saque e pontuou: 5/3. O EMS Taubaté Funvic chegou ao ponto de empate em 5/5. No contra-ataque, Honorato pontuou e a equipe de Belo Horizonte chegou a dois de vantagem na troca de quadra: 8/6. Honorato marcou 10/7. Com Davy, o Fiat/Minas fez 12/9. O time mineiro seguiu no comando do marcador e fechou em 15/9.

TODOS OS CAMPEÕES DA COPA BRASIL MASCULINA:

2007 – Cimed EC (SC), em Joinville (SC)

2014 – Sada Cruzeiro (MG), em Maringá (PR)

2015 – EMS Taubaté Funvic (SP), em Campinas (SP)

2016 – Sada Cruzeiro (MG), em Campinas (SP)

2017 – EMS Taubaté Funvic (SP), em Campinas (SP)

2018 – Sada Cruzeiro (MG), em São Paulo (SP)

TABELA

Fase classificatória

Jogo 1 – 10.01 (QUINTA-FEIRA) – Sesi-SP 2 x 3 Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), às 19h, no Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) (25/19, 24/26, 25/22, 22/25 e 19/21)

Jogo 2 – 10.01 (QUINTA-FEIRA) – EMS Taubaté Funvic (SP) 3 x 1 Vôlei Renata (SP), às 20h, no ginásio Abaeté, em Taubaté (SP) (25/22, 22/25, 25/21 e 25/16)

Jogo 3 – 16.01 (QUARTA-FEIRA) – Sesc RJ x Fiat/Minas (MG), às 20h, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ) (25/20, 22/25, 25/22, 18/25 e 11/15)

Jogo 4 – 15.01 (TERÇA-FEIRA) – Sada Cruzeiro (MG) 3 x 1 Vôlei UM Itapetininga (SP), às 20h, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG) (27/25, 25/21, 24/26 e 25/14)

Semifinais

Jogo 5 – 26.01 (SÁBADO) – Sada Cruzeiro (MG) 3 x 1 Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) – às 19h, no Ginásio Jones Minosso, em Lages (SC) (25/21, 23/25, 25/21 e 25/15)

Jogo 6 – 26.01 (SÁBADO) – Fiat/Minas (MG) 3 x 2 EMS Taubaté Funvic (SP) – às 21h, no Ginásio Jones Minosso, em Lages (SC) (34/32, 20/25, 20/25, 25/22 e 15/9)

Final

Jogo 7 – 27.01 (DOMINGO) – Sada Cruzeiro (MG) x Fiat/Minas (MG) – às 19h30, no Ginásio Jones Minosso, em Lages (SC) – SPORTV

LEIA MAIS

Sada/Cruzeiro derrota o Copel Telecom/Maringá e está na final da Copa Brasil

Em partida emocionante, Sesi/Barueri derrota o Hinode/Barueri no tie-break

Lavarini abre o jogo sobre acerto com as coreanas

Alê Oliveira – campeão da Superliga antes de ser repórter do SporTV

Milena Rasic escala o Dream Team do vôlei feminino

+ Horácio Dileo e o desafio de ser o assistente de Marcelo Mendez na Seleção Argentina

Veja também

Irmãs Key e Keyt Alves se enfrentam no Paulista

Companheiras fora das quadras, as irmãs Key e Keyt Alves serão rivais nesta terça-feira, n…