Home Destaques Médico do Sesc cauteloso com Drussyla: “Não há previsão de retorno”
Destaques - Superliga - 9 de janeiro de 2019

Médico do Sesc cauteloso com Drussyla: “Não há previsão de retorno”

Ney Pecegueiro do Amaral descarta volta imediata da jogadora

O torcedor do Sesc terá de conter a ansiedade até a estreia de Drussyla na temporada 2018/2019.

Em recuperação de uma fratura por estresse na tíbia da perna direita, a ponta não tem uma data prevista para voltar a jogar. A afirmação é do médico Ney Pecegueiro do Amaral.

– Drussyla está em tratamento de uma fratura por estresse da tíbia, fazendo apenas atividades que não comprometam a sua recuperação, precisando permanecer em repouso até que essa fratura apresente consolidação. Não há previsão de retorno – disse o médico.

Nos últimos dias, circularam rumores nas redes sociais de que a volta de Drussyla estava próxima, motivados por fotos postadas pela atleta e por companheiras de time em treinamentos. O fato concreto é que Drussyla, que convive com o problema desde a volta do Campeonato Mundial no Japão, está treinando com a equipe há algum tempo. Mas fazendo apenas movimentos que não comprometam sua recuperação. Ou seja: sem saltar.

Fraturas por estresse são sempre um dilema para os atletas. É preciso paciência para que haja a consolidação, evitando que um retorno precipitado possa agravar ainda mais a fratura, aumentando consideravelmente o prazo para o retorno.

Drussyla é destaque do projeto carioca (Wander Roberto/Divulgação)

Sem Drussyla, Bernardinho tem usado na Superliga Cimed a oposto Monique compondo a linha de passe, já que as pontas Kosheleva e Peña não tem o fundamento passe como principal característica de jogo. O Sesc tem sofrido em algumas partidas para estabilizar a recepção e permitir que a levantadora Roberta possa usar mais as centrais e não jogar apenas com bolas altas nas extremidades.

Na classificação da competição, o Sesc ocupa o terceiro lugar, atrás de Dentil/Praia Clube e Minas. Na sexta-feira, confronto direto com o time de Uberlândia, na reprise da final do ano passado.

LEIA TAMBÉM

+ Roberta confia em evolução do Sesc no returno

+ Peña fala sobre a segunda temporada no vôlei brasileiro

Veja também

Brasil leva virada na Copa Pan-Americana

A quarta-feira (10/8) não foi marcada pela reabilitação do Brasil na Copa Pan-Americana, e…