Home Superliga Na reedição da última final, reencontro também das centrais Carol e Juciely
Superliga - 10 de janeiro de 2019

Na reedição da última final, reencontro também das centrais Carol e Juciely

A 11ª rodada do turno da Superliga Cimed feminina 18/19 será marcada pela reedição da última final da competição. O Sesc RJ receberá o Dentil/Praia Clube, líder e atual campeão, às 21h30 desta sexta-feira, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ). O SporTV 2 transmitirá ao vivo.

Na edição 17/18, o time de Uberlândia (MG) ficou com o título ao vencer a equipe carioca no golden set da partida decisiva.

Na classificação geral, o Dentil/Praia Clube é o líder, com 27 pontos (nove vitórias e uma derrota). O Sesc RJ está na terceira colocação, com 19 pontos (sete resultados positivos e três negativos). O Minas é o segundo colocado, com 25 pontos e nove vitórias.

A partida também colocará frente a frente duas das melhores centrais da competição que já jogaram juntas no time carioca e na Seleção.

No Sesc RJ, a experiente a central Juciely, de 38 anos, tem o terceiro melhor bloqueio da competição, com 1,04% de eficiência e o quarto ataque mais eficiente, com 57% de aproveitamento. No Dentil/Praia Clube, a meio de rede Carol aparece como a terceira melhor atacante, com 57% de eficiência, e a quinta melhor bloqueadora, com 0,97% de aproveitamento por set. As estatísticas são do site oficial da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

Para a central Juciely, do Sesc RJ, o duelo contra o Dentil/Praia Clube tem tudo para ser equilibrado.

– É um jogo muito importante para o nosso grupo. Será uma partida difícil. Esse confronto foi a última final da competição e são dois times que se conhecem muito bem. Sabemos da força do Dentil/Praia Clube que conta com jogadoras experientes e de qualidade. Estudamos o time delas e espero que possamos fazer o melhor jogo possível – afirmou Juciely, que ainda falou da boa relação com a central Carol.

– A Carol cresceu muito fisicamente e tecnicamente. Ela está jogando muito bem tanto no bloqueio como no ataque. Ela sempre atacou muitas bolas pela frente e vem mostrando evolução nas bolas de China. Jogamos muito tempo juntas e é difícil passar pelo bloqueio dela. Era melhor ter a Carol do mesmo lado – brincou Juciely.

Comemoração da central do Sesc (Divulgação)

Pelo lado do Dentil/Praia Clube, a central Carol comentou sobre a expectativa para o duelo contra seu antigo time e falou da alegria em voltar ao Rio de Janeiro.

– Estar no Rio para mim é sempre um motivo de felicidade. Amo essa cidade que me acolheu tão bem, apesar de não jogar mais aqui, me sinto em casa. O jogo com certeza será difícil para os dois lados. O Sesc RJ é um time de grande qualidade, todos os profissionais são ótimos, então espero bastante entrega de ambas as partes – disse Carol, que também comentou sobre o duelo na rede contra a central Juciely.

– Enfrentar a Jucy vai ser um grande desafio. Ela é uma jogadora extremamente forte que me ajudou muito nos anos em que jogamos juntas. Vamos estudá-la bastante e tentar fazer o melhor para saírmos de quadra com a vitória – garantiu Carol.

LEIA TAMBÉM

+ Confira os grupos dos Pré-Olímpicos de agosto

+ Médico esclarece estágio da recuperação de Drussyla

Veja também

Flávio admite viver momento especial da carreira

Aos 29 anos, Flávio vive um dos melhores momentos da carreira. O meio de rede defenderá o …