Home Copa Brasil Sada/Cruzeiro derrota Copel Telecom/Maringá e está na final da Copa Brasil
Copa Brasil - 26 de janeiro de 2019

Sada/Cruzeiro derrota Copel Telecom/Maringá e está na final da Copa Brasil

Time mineiro deslanchou no fim com o crescimento do saque

O Sada/Cruzeiro é o primeiro finalista da Copa Brasil Masculina 2019. O time, atual campeão da competição, que busca o quarto título do torneio – ergueu a taça nas edições de 2014, 2016 e 2018 -, derrotou o Copel Telecom/Maringá por 3 sets a 1 – 25/21, 23/25, 25/21 e 25/15 -, neste sábado, no ginásio Jones Minosso, em Lages (SC). O adversário na final, neste domingo, às 19h30, é o Fiat/Minas, que derrotou o EMS/Taubaté/Funvic por 3 sets a 2, na outra semifinal. O jogo decisivo terá transmissão pelo SporTV2.

O oposto Evandro e o ponteiro norte-americano Sander, ambos do Sada/Cruzeiro, foram os maiores pontuadores da partida, com 18 acertos cada.

O capitão Filipe, do Sada/Cruzeiro (Nilton Wolff/Divulgação)

O ponteiro e capitão do time mineiro, Filipe, comentou o resultado e a classificação para a decisão da Copa Brasil.

– Foi uma vitória importante. Sabíamos da dificuldade que seria jogar contra o Copel Telecom Maringá Vôlei que cresceu muito na temporada. Fizemos um bom jogo. No início tivemos algumas falhas de saques e eles cresceram na segunda parcial. Depois, encontramos nosso ritmo, sacando melhor e conseguindo defender mais bolas. Agora é esperar para conhecer nosso adversário da final – explicou Filipe.

Pelo lado do Copel Telecom Maringá Vôlei, o central Deivid lamentou o resultado e parabenizou o time mineiro pela vitória.

– Podíamos fazer mais principalmente no quarto set, mas isso fica de aprendizado. O Sada Cruzeiro jogou muito bem e mereceu o resultado – disse Deivid.

Evandro marcou 18 pontos (Nilton Wolff/Divulgação)

O JOGO

O Maringá Vôlei saiu na frente no erro de saque do adversário. O Cruzeiro respondeu e abriu dois pontos em 5/3. No bloqueio, o time paranaense encostou em 6/7. Também no bloqueio, com Le Roux, o time mineiro marcou 10/6, forçando Fadul a pedir tempo. No ace de Le Roux, a equipe cruzeirense chegou a 14/7. A vantagem mineira caiu em sete em 17/12. Com Vinícius explorando o bloqueio adversário, o Copel Telecom Maringá fez 16/20 e, na jogada seguinte, com bloqueio, 17/20. Neste momento, o Sada Cruzeiro pediu tempo. Sander marcou 22/18. A reta final ficou mais equilibrada, mas o time mineiro fechou em 25/21.

Na bola de segunda de Fernando Cachopa, o Sada fez 2/1 logo no começo do segundo set. O Maringá buscou e deixou tudo igual em 6/6. O marcador seguiu igual em 9/9. No ace de Johan, o time paranaense abriu dois de vantagem (11/9) e Marcelo Mendez pediu tempo. Em 15/12, o time do Sul colocou três a frente. Depois de bom saque de Rodrigo, Hugo pontuou e fez 17/13. No bloqueio simples de Evandro, o  Cruzeiro reduziu a diferença no placar (16/18) e Fadul parou o jogo. No erro do adversário, o Maringá chegou a 21/18. O Sada Cruzeiro reagiu e chegou ao ponto de empate em 21/21. Novo empate em 23/23. No final, vitória do Copel por 25/23.

Sada/Cruzeiro busca o quarto título da Copa Brasil (Nilton Wolff/Divulgação)

Embalado pela vitória na parcial anterior, o Maringá Vôlei teve dois de vantagem em 8/6. Em boa passagem de Le Roux pelo saque, o Sada Cruzeiro assumiu o comando do marcador e fez 10/9. O set ficou igual em 12/12. Depois de um longo rally, com muitas defesas e contra-ataques, Evandro bloqueou e o Cruzeiro marcou 15/12. Novamente com o oposto, o time mineiro fez 17/15. No ponto de saque de Rodriguinho, 20/16. No bloqueio, o atual campeão do torneio venceu por 25/21.

Em boa passagem de Le Roux pelo saque, o Sada Cruzeiro abriu 3/0 no quarto set. Com Sander, depois de boa recuperação de Cachopa, o time cruzeirense marcou 5/2. No ponto de saque de Rodriguinho, a equipe cruzeirense marcou 10/5. Ainda com Rodriguinho no saque, o time mineiro chegou a 13/5. Fadul pediu tempo. Mesmo com paralisação, o time mineiro seguiu dominando a parcial e 20/12 com um ponto de ataque do oposto Evandro. O Sada Cruzeiro foi melhor até o final e venceu o quarto set por 25/15 e o jogo por 3 sets a 1.

EQUIPES

SADA CRUZEIRO – Fernando Cachopa, Evandro, Le Roux, Isac, Sander e Rodriguinho Líbero – Serginho

Entraram – Luan, Sandro, Léozinho

Técnico: Marcelo Mendez

COPEL TELECOM MARINGÁ VÔLEI: Rodrigo, Lucas Barros, Johan, Deivid, Vinícius e Hugo. Líbero – Mário Jr.

Entraram – Vini, Satiro, Daniel, Jonathan, Thomaz

Técnico: Nery Tambeiro

LEIA MAIS

Em partida emocionante, Sesi/Barueri derrota o Hinode/Barueri no tie-break

Lavarini abre o jogo sobre acerto com as coreanas

Alê Oliveira – campeão da Superliga antes de ser repórter do SporTV

Milena Rasic escala o Dream Team do vôlei feminino

+ Horácio Dileo e o desafio de ser o assistente de Marcelo Mendez na Seleção Argentina

 

 

Veja também

Fluminense: aposta em elenco alto, jovem e agressivo

Primeiro campeão brasileiro de vôlei feminino, em 1976, e seis vezes campeão sul-americano…