Home Superliga Sesi Bauru derrota o Flu no Rio e sobre para a terceira posição
Superliga - 11 de janeiro de 2019

Sesi Bauru derrota o Flu no Rio e sobre para a terceira posição

Italiana Valentina Diouf ficou com o Troféu VivaVôlei

O Sesi Bauru derrotou o Fluminense por 3 sets a 0 – parciais de 25/22, 25/21 e 25/23 – nesta sexta-feira à noite, no Ginásio do Hebraica, no Rio de Janeiro, pela 11ª e última rodada do turno da Superliga Cimed Feminina 2018/2019. Com o resultado, o time do técnico Anderson Rodrigues chega à 7 vitória e aos 21 pontos (4 derrotas em 11 jogos).

A maior pontuadora do jogo foi a oposto do time carioca, Joycinha, com 21 pontos. Os destaques da equipe de Bauru foram a oposto italiana Diouf, com 14 acertos, e Tifanny, que está jogando como ponteira, com 12 pontos. Diouf ficou com o Troféu VivaVôlei. As outras pontuadoras do Sesi foram a central Valquiria, com 10, a ponteira Gabi Candido, com 8, e a central Andressa Picussa, com 4.

O Tricolor das Laranjeiras volta a jogar na próxima quinta-feira, contra o Pinheiros, novamente em seu ginásio, a partir das 19h, na abertura do returno da Superliga. O jogo terá transmissão do Globoesporte.com. O Sesi terá pela frente o Hinode/Barueri, na próxima sexta, no Ginásio Panela de Pressão, em Barueri (SP).

Douf levou o Troféu VivaVôlei (Mailson Santana/Fluminense)

Agora o Sesi Vôlei Bauru aguarda o duelo atrasado da sexta rodada entre Hinode/Barueri x Minas Tênis Clube, que será realizado no próximo dia 15, às 19h30, em Barueri, para saber a posição em que encerrará o turno na tabela de classificação e o adversário que terá pela frente na Copa Brasil 2019, competição que será disputada entre a segunda metade de janeiro e o início de fevereiro.

Caso termine o primeiro turno entre os quatro melhores colocados, o Sesi terá o direito de disputar em casa a fase classificatória da Copa Brasil 2019, que reunirá as oito melhores equipes do primeiro turno da Superliga 2018/2019 se enfrentando em jogo único de quartas de final obedecendo-se o seguinte ordenamento: 1º x 8º, 2º x 7º, 3º x 6º e 4º x 5º. Esta primeira fase acontece na casa de cada um dos quatro times mais bem classificados.

O bloqueio do Sesi-Bauru parou os ataques da ponteira Pridaroit, do Flu (Mailson Santana/Fluminense)

Os vencedores avançam às semifinais, que serão disputadas em Gramado (RS), no dia 1 de fevereiro, no ginásio municipal de esportes Perinão. Os vencedores das semifinais disputam a final no dia seguinte, no mesmo local.

As duas primeiras edições, em 2007 e 2008, tiveram o Rexona-Ades (RJ) e Finasa/Osasco (SP) como campeões, respectivamente. Em seguida, conquistaram o título o Molico/Nestlé (2014), Pinheiros (2015) e o Sesc RJ em 2016 e 2017. Na última edição, em 2018, vitória do Vôlei Nestlé (SP) sobre o Dentil/Praia Clube (MG).

O jogo

O Sesi Vôlei Bauru iniciou o jogo com a seguinte formação: Fabíola, Tifanny, Gabi Candido, Valentina Diouf, Valquiria, Andressa Picussa e Tássia. O primeiro set começou bastante equilibrado até o 10/10, quando o Sesi Vôlei Bauru se aproveita de erros do Fluminense e abre três pontos no 13/10, obrigando Hylmer Dias, técnico das cariocas, a pedir tempo. Mas, consistente nos fundamentos e quase sem cometer erros, o Sesi Vôlei Bauru sustenta a vantagem e fecha a parcial em 25/22 com erro de saque do Fluminense.

O segundo set começa com o Sesi Vôlei Bauru desatento e sofrendo com o bloqueio e o saque do Fluminense, que abre 4/0 e Anderson Rodrigues para o jogo. Mas, em boa passagem no saque de Valentina Diouf, o Sesi Vôlei Bauru se recupera e empata no 10/10, fazendo Hylmer Dias parar o jogo. No reinício, o Sesi Vôlei Bauru passa à frente pela primeira vez e abre dois pontos no 16/14. E, assim como no set anterior, o Sesi Vôlei Bauru mantém o ritmo e não permite a reação do Fluminense e fecha a parcial em 25/21.

Tifanny marcou 12 pontos (Mailson Santana/Fluminense)

Já no terceiro set foi a vez do Sesi Vôlei Bauru iniciar abrindo 4/0 com ótima atuação do bloqueio, obrigando Hylmer Dias a pedir tempo. No reinício, ainda com a central Andressa Picussa no saque e com desempenho arrasador no bloqueio, o Sesi Vôlei Bauru amplia para 7/0. Com vantagem confortável no placar, o Sesi Vôlei Bauru segue dominando as ações até o 15/8, quando Hylmer Dias para novamente o jogo. Mas o Sesi Vôlei Bauru, após estar à frente em 21/15, permite ao Fluminense reduzir a vantagem para três pontos no 21/18 e Anderson Rodrigues pede tempo. Na sequência, o Fluminense encosta em 21/20 e empata em 22/22 em erro de ataque de Valquiria, mas o Sesi Vôlei Bauru controla os nervos e fecha em 25/23 em ace de Vanessa Janke.

LEIA MAIS: 

De virada, Dentil/Praia Clube vence o Sesc RJ e segue líder isolado da Superliga

Minas derrota o Curitiba e continua invicto, com 10 vitórias em 10 jogos

Tandara frustra clubes brasileiros e aparece na lista de inscritos de time italiano

 

Veja também

Santo André vira sobre o Vôlei Renata

Primeiro dia, primeira zebra. O Vôlei Renata, atual bicampeão do Campeonato Paulista, estr…