Home Superliga Bruna Honório acaba com o jogo, Itambé/Minas vence e mantém a liderança isolada
Superliga - 15 de fevereiro de 2019

Bruna Honório acaba com o jogo, Itambé/Minas vence e mantém a liderança isolada

Com 26 pontos da oposto, mineiras vencem o Osasco/Audax por 3 sets a 1, em casa

O Itambé/Minas segue na liderança isolada da Superliga Cimed Feminina 2018/2019. Com uma atuação de gala da oposto Bruna Honório e muito volume de jogo, o time do técnico Stefano Lavarini derrotou o Osasco/Audax por 3 sets a 1 (25/13, 25/18,  27/29  e 25/20), em 1h53min de jogo, nesta sexta-feira à noite, na Arena do Minas, em Belo Horizonte (MG), pela sétima rodada do returno da competição.

Com o resultado, as minastenistas chegaram aos 50 pontos (17 vitórias e 1 derrota), três pontos a mais que o vice-líder Dentil/Praia Clube, que também venceu na rodada. Osasco segue em quinto lugar, com 31 pontos (10 vitórias e 7 derrotas).

Bruna foi a melhor do jogo (Orlando Bento/Divulgação)

A oposto Bruna Honório, do Minas, foi a maior pontuadora do jogo, com 26 pontos (21 de ataque, 3 de bloqueio e 2 de saque) e, com 67% dos votos, foi eleita a melhor em quadra, faturando o Troféu VivaVôlei. Pelo Osasco, o destaque foi a oposto Hooker com 15 pontos (12 de ataque e 3 de bloqueio). A peruana Angela Leyva marcou 14 pontos (11 de ataque, 2 de saque e 1 de bloqueio). A segunda maior pontuadora do Minas foi a central Mara, com 13 pontos (8 de ataque e 5 de bloqueio).

– Foi uma grande atuação do time todo e quando todas jogam bem o nosso jogo flui. Eu ganhei o troféu, mas esse prêmio é para todos. Estamos crescendo. Ainda temos muito para crescer, tem muito campeonato pela frente – disse a oposto do time mineiro.

– A gente jogou muito abaixo. Para jogar contra um time contra o Minas não podemos errar tanto. Agora é estudar o Rio para fazer um bom jogo -, disse a líbero do Osasco, Camila Brait, um dos destaques do time paulista na partida.

A oposto norte-americana Hooker, do time de Osasco, marcou 15 pontos (Orlando Bento/MTC)

O Minas volta à quadra agora na próxima terça-feira, pelo Campeonato Sul-Americano, competição em que o time busca o bicampeonato, depois de ter vencido no ano passado – derrotou o Sesc RJ na decisão – e conquistado o direito de disputar o Mundial de Clubes, na China, em dezembro de 2018 – quando ficou com o vice-campeonato ao perder para o Vakifbank, da Turquia, na decisão. O time do técnico Lavarini estreia contra o Olympic Club, da Bolívia, na Arena do Minas, em Belo Horizonte, a partir das 20h.

Pela Superliga, o próximo adversário das mineiras é o Sesc RJ, dia 26.02 (uma terça-feira), às 21h, na Arena Jeunesse, no Rio de Janeiro, pela nona rodada do returno, com transmissão pelo site Globoesporte.com.

O Osasco também tem o Sesc RJ como próximo adversário, na próxima sexta-feira (22.02), no Ginásio José Liberatti, em Osasco (SP), pela oitava rodada do returno, com transmissão pelo SporTV 2.

A ponteira Gabi marcou 10 pontos (Orlando Bento/MTC)

O jogo

Antes de a bola subir, torcida e jogadoras respeitaram um minuto de silêncio em homenagem ao senhor Airton Pequeno, pai da ponteira Paula Pequeno, do Osasco, que faleceu na última quarta-feira.

Depois de vencer os dois primeiros sets com facilidade, o Minas viu Osasco reagir no terceiro, principalmente a partir do 20º ponto. As donas da casa tiveram dois macht points, com 24 a 22 mas, em dois bloqueios, o time paulista empatou em 24 a 24.

Bruna Honório teve grande atuação (Orlando Bento/Divulgação)

Em um erro de indecisão no passe entre Carol Gattaz e Gabi, o saque da central Walewska virou o jogo para 29 a 27, fazendo 2 sets a 1 no jogo. Destaque para a ponteira do time paulista, Mari Paraíba, que virou bolas difíceis, garantindo os contra-ataques para a equipe de Osasco.

O Minas começou o quarto set arrasador, abrindo logo 4 a 0 com Gabi no saque. Com Bruna Honório impossível, as anfitriãs seguiram com o bom volume de jogo, abrindo uma vantagem ainda maior: 12 a 5. Osasco, no entanto, não se entregava. Com belas defesas da líbero Camila Brait, dificultava a vida do Minas, garantindo bons ralis para a torcida. Em um bloqueio de Mara sobre a peruana Leyva o Minas fez 14 a 6, obrigando o técnico Luizomar de Moura a pedir tempo.

Osasco manteve o bom volume de jogo, mas o Minas também não deixava a bola cair e contava com a eficiência de Bruna Honório para virar as bolas de contra-ataque. Nesse ritmo, as minastenistas abriram foram mantendo a vantagem. Em dois contra-ataques com Leyva, no entanto, a diferença caiu para 20/13 e Lavarini pediu tempo. Osasco seguiu bem na reação e, em um bloqueio de Leyva sobre Gabi, a diferença diminuiu ainda mais: 20 a 15.

Jogo na Arena do Minas rendeu belos ralis e bolas disputadas (Orlando Bento/MTC)

Leyva novamente foi para o saque e fez um ace e o placar ficou em 23 a 18 para as minastenistas, fazendo com que o técnico italiano parasse o jogo mais uma vez. Leyva errou o saque, dando o match point para o Minas. Carol Gattaz, com a sua famosa china, super entrosada com a levantadora Macris, fechou o jogo com um ataque mortal, na diagonal, sem chance para a defesa de Osasco. O time mineiro fechou o set em 25 a 20 e o jogo em 3 sets a 1.

Itambé/Minas: Macris (4), Bruna Honório (26), Mara (13), Carol Gattaz (9), Natália (7), Gabi (10) e Léia (líbero). Entraram: Lana (4), Georgia, Malu (1), Mayany e Bruninha.

Técnico: Stefano Lavarini

Osasco/Audax: Carol Albuquerque, Hooker (15), Walewska (10), Nati, Mari Paraíba (11), Leyva (14) e Camila Brait (líbero). Entraram: Lorenne (2), Claudinha, Natasha (4) e Kika.

Técnico: Luizomar de Moura

A sétima rodada segue neste sábado com mais dois jogos. Confira:

14.02 (QUINTA-FEIRA) – Balneário Camboriú (SC) x São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), às 20h30, no Ginásio Multieventos Hamilton Cruz, em Balneário Camboriú (SC) – SPORTV 2 (24/26, 19/25, 25/16, 25/18 e 15/07)

15.02 (SEXTA-FEIRA) – Dentil/Praia Clube (MG) x Fluminense (RJ), às 19h30, no ginásio do Praia Clube, em Uberlândia (MG) – CANAL VÔLEI BRASIL (25/15, 25/13 e 25/23)

15.02 (SEXTA-FEIRA) – BRB/Brasília Vôlei (DF) x Sesi Vôlei Bauru (SP), às 20g, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF) (20/25, 22/25 e 24/26)

15.02 (SEXTA-FEIRA) – Itambé Minas (MG) x Osasco-Audax (SP), às 21h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) – SPORTV 2 (25/13, 25/18,  27/29  e 25/20)

16.02 (SÁBADO) – Sesc RJ x Hinode Barueri (SP), às 18h30, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ) – SPORTV 2

16.02 (SÁBADO) – Curitiba Vôlei (PR) x E.C. Pinheiros (SP), às 21h, no ginásio Universidade Positivo, em Curitiba (PR) – GLOBOESPORTE.COM

LEIA TAMBÉM

+ Navajas fala sobre a demissão de Castellani: “Agora vai ter atitude e time titular”

Os argentinos deram uma aula para nós, brasileiros

+ EMS/Taubaté demite Castellani e Ricardo Navajas assume o time interinamente

Estilo e métodos de Lavarini conquistam Minas

Divulgada a tabela do Sul-Americano masculino de clubes

Federação Mineira divulga tabela do Sul-Americano feminino de clubes

Cai invencibilidade do Zenit Kazan na Rússia

Entrevista exclusiva com a russa Kosheleva

Veja também

Minas supera o Pinheiros e está na semifinal

O Itambé Minas está na semifinal da Copa Brasil Feminina 2021. O time mineiro derrotou o P…