Home Internacional Lavarini: “Grande título, contra um grande time. Tivemos uma postura firme”
Internacional - 23 de fevereiro de 2019

Lavarini: “Grande título, contra um grande time. Tivemos uma postura firme”

O técnico do Itambé/Minas, Stefano Lavarini, 40 anos, enfatizou a seriedade e a postura firme do time na vitória por 3 sets a 0 sobre o Dentil/Praia Clube, neste sábado, na Arena do Minas, em Belo Horizonte (MG), que deu ao clube o segundo Campeonato Sul-Americano consecutivo da sua história – o Minas tem ainda os títulos das edições de 1999 e 2000.

A conquista do torneio continental do ano passado foi também sob seu comando, na vitória por 3 sets a 2 sobre o Sesc RJ, também em Belo Horizonte.

– Grande título, contra um grande time. Fizemos um grande jogo contra o Praia, que teve um saque muito forte e acreditou. Tiveram todas as oportunidades de ganhar o jogo, mas a gente ficou atento nas situações da partida e buscamos desenvolver bem o nosso jogo. Depois conseguimos impor o nosso saque/passe e trabalhamos muito bem os contra-ataques. Enfim, foi um excelente jogo, tivemos uma postura firme e merecemos o resultado – disse o treinador.

Comissão técnica comemora o bicampeonato sul-americano (Orlando Bento/MTC)

Sob o comando de Lavarini, o Minas  já conquistou dois Campeonatos mineiros, ambos sobre o Praia (2017 e 2018), dois Sul-Americanos (2018 e 2019), a Copa Brasil (2019) e sagrou-se vice-campeão do Mundial de Clubes de 2018, ao perder para o Vakifbank, da Turquia, na final, após eliminar o Eczacibasi, também da Turquia, na semifinal.

Antes de chegar ao Minas, em maio de 2017, Lavarini treinava o Bergamo (ITA) desde 2010. No clube da Itália, conquistou o Campeonato Italiano 2010/2011 e a Copa Itália de 2015. Ele ainda dirigiu as seleções de base do seu país e foi eleito pela Federação Italiana de Vôlei o melhor técnico de 2004 e 2005.  O treinador foi auxiliar da ex-jogadora e agora treinador da Seleção Chinesa, Lang Ping, campeã olímpica nos Jogos do Rio-2016.

Mês passado, ele aceitou o desafio de treinar a Coreia do Sul, que busca uma vaga nos Jogos Olímpicos do Japão-2020. Ele, no entanto, só assume a equipe asiática em maio e a tendência é que ele consiga conciliar os trabalhos no Minas e na Seleção.

Título coroa grande momento do Minas (Orlando Bento/MTC)

Superliga

O Minas volta agora suas atenções à Superliga Cimed 2018/2019, título que não conquista desde a temporada 2000/2001. O time é o líder isolado da competição, com 50 pontos e enfrenta o Sesc RJ, terça-feira, às 21h, na Arena Jeunesse, no Rio de Janeiro (RJ), pela nona rodada do returno. No turno, as mineiras venceram o rival por 3 sets a 2, em Belo Horizonte. O Sesc ocupa a terceira posição na tabela, com 38 pontos.

LEIA TAMBÉM

+ Confira a seleção do Sul-Americano

+ Veja os números da final do Sul-Americano Feminino de Clubes

+ MVP, Carol Gattaz elogia o time e o Minas: “É uma honra vestir essa camisa”

Um papo com o campeão olímpico Bruno Schmidt

Mundiais de Clubes com formatos diferentes em 2019

O fim precoce das transmissões da TV Gazeta

Um papo com a central Adenízia

Veja também

Monza tenta se firmar entre os grandes

Vice-campeão da última liga italiana, o Monza promete brigar em todas as frentes na tempor…