Home Superliga Osasco/Audax supera o Camboriú e se firma na quinta colocação
Superliga - 12 de fevereiro de 2019

Osasco/Audax supera o Camboriú e se firma na quinta colocação

Time de Luizomar de Moura não teve dificuldades para vencer o lanterna da Superliga

O Osasco/Audax impôs o seu favoritismo e derrotou o Vôlei Balneário Camboriú por 3 sets a 0 – parciais de 25/23, 25/13 e 25/16 -, na noite desta terça-feira, em Osasco (SP), pela sexta rodada do returno da Superliga Cimed Feminina 2018/2019 e se firmou na quinta colocação da competição, agora com 31 ponto, a um do Hinode/Barueri, quarto colocado.

O time de Osasco, no entanto, tem um jogo a menos que a equipe de Barueri, o confronto contra o Fluminense, adiado da quinta rodada do returno, que vai acontecer no dia 12 de março, no Ginásio do Hebraica, no Rio de Janeiro.

O Balneário Camboríu, estreante na Superliga, segue na última colocação, com 7 pontos (15 derrotas e 2 vitórias).

A oposto americana Hooker, do time de Osasco, foia a maior pontuadora do confronto, com 16 pontos (12 de ataque, 2 de bloqueio e 2 de saque). O Troféu VivaVôlei ficou com a líbero Camila Brait.

Brait faturou o VivaVôlei (João Pires/FotoJump)

Na próxima rodada, sexta-feira, o Osasco encara o líder Itambé/Minas, às 21h30, em Belo Horizonte, com transmissão pelo SporTV 2. Camboriú abre a sétima rodada do returno na próxima quinta-feira, contra o São Cristóvão/São Caetano, no Sul, às 20h30, também com transmissão pelo SporTV 2.

Camila Brait destacou a dedicação de toda a equipe de Osasco.

– Começamos um pouco devagar, mas nos mantivemos unidas, colocamos a cabeça no lugar, conseguimos sacar bem, desenvolver o plano tático do Luizomar e conquistamos mais uma vitória importante – afirmou a líbero, que completou. – No terceiro set, o Luiz colocou as meninas que tem ficado no banco para ganhar ritmo (Vivi, Domingas, Lorenne e Natasha) e foi legal. Isso é importante para todas ganharem ritmo, especialmente a Claudinha, que está voltando de lesão.

Brait exaltou a importância do resultado para Osasco na Superliga (João Pires/FotoJump)

Luizomar elogiou a postura de sua equipe diante de um adversário que ocupa a última posição na classificação da Superliga.

– Jogamos com responsabilidade e respeito. Camboriú tem uma comissão técnica que poderia dirigir qualquer equipe da Superliga. São grandes profissionais que estão lutando na temporada de estreia, inserindo novas atletas na voleibol brasileiro. Torço muito para que esse projeto siga em frente. Viemos de um grande vitória na rodada passada (3 a 0 sobre Barueri) e as meninas estão de parabéns porque jogaram concentradas e com seriedade – analisou.

O jogo 

O jogo começou com Camboriú forçando o saque e abrindo 4/0. Com um ace, Mari deixou tudo igual: 4/4. Com Walewska na bola de china, Osasco passou à frente no 7/6 e fez a vantagem aumentar. Com Hooker no serviço e aproveitando os contra-ataques, colocou seis pontos de frente (12/6). No final, as adversárias voltaram a encostar e empataram (23/23). Mas um ataque de Hooker da entrada da rede e um ace de Nati Martins deram número finais a parcial: 25/23.

Claudinha está se recuperando de lesão (João Pires/FotoJump)

Osasco voltou com tudo para o segundo set. Mari só saiu da linha de saque no 5/1. Wal fez 10/4, novamente na bola de china. Com dois aces seguidos, Mari garantiu o 16/7 no placar. Sem perder o foco, o time deu um show de defesa no 20/9, com destaque para a garra de Claudinha, Mari e Camila Brait para salvar três bolas. A vitória na parcial veio com mais um bom saque da ponteira Mari Paraíba, que quebrou o passe do adversário e permitiu que Nati fizesse o ponto decisivo na bola de xeque para fechar em 25/13.

Natasha e Claudinha entraram no final do segundo set e seguiram em quadra no terceiro. A central virou um bom ataque para fazer 6/3 para Osasco e ainda engatou dois aces (13/6). A levantadora manteve a variação ofensiva e também conseguiu dois pontos diretos de serviço (18/9). Controlando a partida, as comandadas de Luizomar chegaram a vitória na parcial por 25/16 e a partida por 3 a 0.

Hooker foi a maior pontuadora do jogo, com 16 pontos (João Pires/fotoJump)

Osasco/Audax: Carol Albuquerque (1), Hooker (16), Walewska (5), Nati Martins (12), Mari Paraíba (7), Angela Leyva (6) e a líbero Camila Brait.

Entraram: Claudinha (3), Lorenne (3), Natasha (6), Domingas (1), Vivi e Kika (1).

Técnico: Luizomar de Moura.

Balneário Camboriú: Ariele (5), Pri Hekdes (1), Ivna (12), Paula, Adri Vilvert (2), Ariane (4) e a líbero Silvana. Entraram: Raquel (4), Ju Nogueira (4), Sabrina, Ana Guth (1).

Técnico: Maurício Thomas.

LEIA TAMBÉM

+ Estilo e métodos de Lavarini conquistam Minas

Divulgada a tabela do Sul-Americano masculino de clubes

+ Federação Mineira divulga tabela do Sul-Americano feminino de clubes

Cai invencibilidade do Zenit Kazan na Rússia

Entrevista exclusiva com a russa Kosheleva

Coluna: O momento é do Minas

Veja também

Mineiro masculino: divulgados os oito participantes

A Federação Mineira anunciou, nesta terça-feira, os oito participantes do Estadual masculi…