Home Superliga Sada/Cruzeiro leva susto, mas vence Corinthians e volta à ponta
Superliga - 9 de fevereiro de 2019

Sada/Cruzeiro leva susto, mas vence Corinthians e volta à ponta

Em casa, mineiros abriram 2 a 0, sofreram empate, mas conseguiram o triunfo

O Sada/Cruzeiro voltou para a liderança da Superliga Cimed masculina neste sábado. Mas com muito mais sofrimento do que o previsto. No Riachão, em Contagem, vitória sobre o Corinthians/Guarulhos por 3 sets a 2, parciais de 25-17, 25-18, 17-25, 23-25 e 15-9, pela quinta rodada do returno.

Com os dois pontos somados, o time de Marcelo Mendez chega aos 40, ultrapassando o Sesi, que havia dormido na primeira posição, com 38. O EMS/Taubaté também está na cola, com 37.

Já o Corinthians somou um e foi a 14, mantendo a nona colocação. E pode ser um pontinho importante na briga pela manutenção na elite, visto que o São Francisco Saúde/Ribeirão venceu e foi a 13, além de Caramuru e São Judas também pontuando na rodada.

O Troféu VivaVôlei foi dado para o oposto Evandro. Como a votação foi popular pelo site, o campeão olímpico foi eleito principalmente pela atuação nos dois primeiros sets, já que depois caiu de produção e foi substituído por Luan, que atuou em todo o tie-break. Evandro terminou com 20 pontos.

Os maiores pontuadores corintianos foram o ponta Diogo, também utilizado como oposto neste sábado, e o ponta Fábio. Eles marcaram 15 pontos cada.

Evandro ganhou o VivaVôlei (Agênciai7/Divulgação)

O Cruzeiro precisou deixar Taylor Sander no banco de reservas do segundo set em diante, após o americano sofrer com dores abdominais. Pelo lado paulista, a boa notícia foi a volta do central Sidão, que vinha de lesão no joelho, para ser um dos bons nomes na reação no terceiro e quarto sets.

Na próxima rodada, os cruzeirenses enfrentarão, em casa mais uma vez, o Vôlei Renata, no sábado, às 19h. Já o Corinthians, na sexta, receberá em Guarulhos o Ribeirão, em confronto direto pela nona posição, às 19h, com transmissão pelo SporTV.

LEIA TAMBÉM

Mari e Jaque juntas na praia? Campeãs olímpicas não descartam

Mundo do vôlei se solidariza com tragédia no CT do Flamengo

Entrevista exclusiva com a russa Kosheleva

Minas Gerais prestes a ser anunciada como sede do Pré-Olímpico

As definições dos Sul-Americanos feminino e masculino em BH

 

Veja também

Fluminense: aposta em elenco alto, jovem e agressivo

Primeiro campeão brasileiro de vôlei feminino, em 1976, e seis vezes campeão sul-americano…