Home Internacional Fiat/Minas erra muito e fica fora do pódio do Sul-Americano
Internacional - 2 de março de 2019

Fiat/Minas erra muito e fica fora do pódio do Sul-Americano

Mineiros caíram para os argentinos do Obras San Juan por 3 sets a 1

O Fiat/Minas não se encontrou nas finais do Sul-Americano. À exemplo do que aconteceu na semifinal, quando não conseguiu impor seu jogo de força, boa técnica e volume que vem mostrando na Superliga, contra o UPCN (ARG), o time mineiro foi dominado na maior parte do tempo por outra equipe argentina, o Obras de San Juan, neste sábado, na Arena do Minas, em Belo Horizonte (MG), pela disputa do terceiro lugar, e ficou fora do pódio do Sul-Americano de Clubes.

Os rivais, que foram eliminados na outra semifinal de sexta-feira pelo Sada/Cruzeiro em um disputado 3 a 2 – eles venciam por 2 a 0 e levaram a virada – bateram os minastenistas por 3 sets a 1 – 25/20, 22/25, 26/24 e 25/17 .

Honorato encara o bloqueio argentino (Orlando Bento/MTC)

A decisão do título acontece daqui a pouco, em mais um confronto entre Brasil x Argentina, com Sada/Cruzeiro x UPCN, a partir das 20h30, com transmissão pelo SporTV. O time celeste, atual tricampeão do torneio, busca o hexacampeonato – ergueu a taças nas edições de 2012, 2014, 2016, 2017 e 2018.

O Minas perdeu o primeiro set, empatou e teve o terceiro nas mãos para fazer 2 a 1 no jogo – vencia por 23 a 22 -, mas levou a virada e, no quarto, se entregou emocionalmente, mostrando apatia e pouco poder de reação diante do bom volume de jogo do Obras de San Juan.

O jogo

O time argentino dominou o primeiro set desde o início, na potência dos cubanos Herrera e Malgrejo. Minas errou demais, na tentativa de forçar o saque. O grito da torcida foi “Saca no Quiroga”, para tentar desestabilizar o ponteiro argentino, que já defendeu o clube. Com tranquilidade, o Obras venceu o set em 25 a 22.

O canhoto Herrera deu trabalho (Orlando Bento/MTC)

Os mineiros voltaram errando menos na segunda parcial, variando com o saque flutuante. Com um bloqueio atento, conseguia amortecer as bolas e jogar nos contra-ataques. Com o apoio da torcida, fechou o set em 25 a 22, empatando a partida.

Embalado, o Minas entrou forte na terceira parcial e ficou à frente do placar na maior parte. Teve um ataque pelo meio para fazer 24 a 23, mas desperdiçou com Matheus e levou a virada: 26 a 24.

O San Juan  passou a mandar no placar da metade para frente, com um saque eficiente, dificultando a distribuição de Marlon. Com o bloqueio amortecendo as bolas, ficou fácil para Herrera e Quiroga colocarem as bolas no chão, fazendo rapidamente 17 a 12. Nery Tambeiro pediu o segundo tempo, na esperança de acordar o time. Fez de tudo, substituiu, mas a diferença já era grande e a equipe mostrava sinais de apatia. Em um ataque do cubano Herrera, pela ponta, o time argentino fechou o set em 25 a 17, encerrando a partida em 3 sets a 1 e ficando com a medalha de bronze.

Fiat/Minas: Marlon, Davy, Honorato, Bob, Matheus, Flávio e Maique (líbero). Entraram: Rogerinho, Piá, Felipe Roque, Carísio

Técnico: Nery Tambeiro.

Obras de San Juan: Sanchez, Melgarejo, Herrera, Quiroga, Aschemacher, Carneiro e Massimino (líbero). Entraram: Lloveras, Hermida

Técnico: Juan Manuel Serramalera

O líbero do San Juan foi um dos destaques (Orlando Bento/MTC)

LEIA TAMBÉM

+ Evandro prova adversários e comanda a virada cruzeirense na semi da Sul-Americana

Natália tem fissura na costela

Brasileiro Guilherme Hage é destaque pela UPCN

Um papo com o campeão olímpico Bruno Schmidt

Mundiais de Clubes com formatos diferentes em 2019

Veja também

Paulista com cinco jogos nesta sexta-feira

A sexta-feira promete ser bastante movimentada no Campeonato Paulista. A segunda rodada da…