Home Superliga Antes de mais um clássico mineiro, Bruna Honório quer esquecer vitórias recentes
Superliga - 6 de março de 2019

Antes de mais um clássico mineiro, Bruna Honório quer esquecer vitórias recentes

Para ela, jogos recentes entre Itambé/Minas e Dentil/Praia Clube devem ser esquecidos

Após o Carnaval, o Itambé/Minas retomou os treinos com meta definida: manter a liderança na Superliga Cimed Feminina 2018/19. Para isso, a equipe minastenista precisa fazer o dever de casa e buscar mais uma vitória diante do Dentil/Praia Clube, nesta sexta-feir, às 21h30, na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte.

Este será o quinto confronto entre as equipes mineiras na temporada, com quatro vitórias para o time da capital (primeiro turno da Superliga, no Campeonato Mineiro, na Copa Brasil e no Campeonato Sul-americano). O jogo é válido pela décima rodada do segundo turno da competição nacional e será transmitido, ao vivo, pelo SporTV.

O Itambé/Minas é o líder isolado da Superliga, com 52 pontos. Até o momento foram disputadas 19 rodadas, com vitória minastenista em 18 delas. O Praia Clube vem na sequência, com 50 pontos e 17 vitórias. O terceiro colocado é o Sesc-RJ, com 39 pontos.

Para a oposto Bruna Honório, os resultados anteriores devem ser esquecidos neste momento.

Bruna Honório foi destaque na final da Copa Brasil diante do Praia (Rodrigo Ziebell/CBV)

– Ter ganhado todos os jogos contra o Praia foi muito bom, mas não deixa nada mais fácil. Pelo contrário, acredito que será, ainda, mais difícil. Sempre falo o quanto o time delas é bom e tem grande força de defesa e de ataque. Precisamos entrar em quadra mais concentradas e ter muita atenção durante o jogo. Será uma batalha muito difícil – comentou.

Os torcedores já podem adquirir os ingressos para o clássico. Os bilhetes custam R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada). No dia do jogo, caso ainda tenha disponibilidade, os ingressos estarão à venda na bilheteria da Arena MTC, que abre às 20h, mesmo horário de abertura dos portões.

LEIA TAMBÉM

Líbero Serginho fala sobre mais um título do Sada/Cruzeiro e planos para o futuro

Natália tranquila fãs após revelação de fratura na costela

Giba volta a atuar para promover vôlei inglês

Opinião: Sada/Cruzeiro vence remontagem e não para de levantar títulos

Mara e uma história recheada por superações

Veja também

Fluminense: aposta em elenco alto, jovem e agressivo

Primeiro campeão brasileiro de vôlei feminino, em 1976, e seis vezes campeão sul-americano…