Home Superliga Rodada dupla na Jeunesse Arena, no Rio, em um sábado especial para o Sesc
Superliga - 8 de março de 2019

Rodada dupla na Jeunesse Arena, no Rio, em um sábado especial para o Sesc

O sábado será especial para a torcida do Sesc. A Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro, vai receber uma rodada dupla neste dia 9 de março, com partidas das equipes feminina e masculina: as meninas vão abrir a programação enfrentando o já rebaixado Balneário Camboriú (SC) na preliminar, a partir das 17h, enquanto que os homens medem forças com o vice-líder Sada/Cruzeiro, às 20h30, pela décima e penúltima rodada do returno da Superliga Cimed 2018-2019, jogo que terá transmissão ao vivo pelo canal SporTV 2 para todo o país.

A rodada dupla será de homenagem e marca importante: enquanto a equipe feminina vai celebrar o mês da mulher (8 de março é o Dia Internacional da Mulher), o time masculino, quarto colocado do campeonato, vai à quadra para a disputa do jogo oficial de número 100 desde sua criação, em meados de 2016.

– É um número importante, que significa muito. É a história dessa equipe, o que estamos construindo dentro de um projeto que vai muito além das quatro linhas. Fico muito feliz em ver o quanto esse time está crescendo e agradeço a todos que estão no dia a dia ajudando e trabalhando pelo SESC RJ, a todos que nos apoiam, aqueles que torcem pela gente e nos dão força para seguir evoluindo – afirmou o técnico Giovane Gávio. – É um dia especial, sim, mas isso fica do lado de fora da quadra. O mais importante é estarmos concentrados, fazer o nosso melhor em busca da vitória contra o Cruzeiro.

A expectativa é de um bom público para a rodada dupla. Ingressos serão trocados por 2kg de alimentos não perecíveis. No retrospecto desta temporada, uma vitória para cada lado: o Sesc fez 3 a 1, pela Copa Libertadores 2018-2019, em outubro, e os mineiros venceram pelo mesmo placar no primeiro turno, ambos no Ginásio do Riacho.

Djalma destacou a ‘semana cheia’ de treinos e Japa quer ver a equipe ‘jogando bem’ no confronto que pode garantir o mando de quadra para a primeira fase de playoffs.

– Vencer é muito importante para a nossa equipe, principalmente para manter a nossa posição. O Cruzeiro é um time forte, mas tivemos uma semana inteira de trabalho e estamos bem preparados para lutar pela vitória – frisou Djalma.

Sesc, de Japa, busca retomar caminho das vitórias (Luciano Belford)

– Precisamos jogar o nosso melhor vôlei, jogar bem é fundamental. Esse é um jogo crucial pela nossa situação, precisamos ter concentração e paciência, foco nos momentos mais difíceis. Vencendo esse jogo, vamos ganhar moral nessa reta final antes dos playoffs – completou Japa.

São 99 jogos desde a criação da equipe, no início da temporada 2016-2017. Daquele grupo, seis atletas seguem na equipe: Thiago Barth, Everaldo, Victor Hugo, Alê Elias, PV e Juninho. O retrospecto é amplamente favorável: 75 vitórias e 24 derrotas (25v4d em 2016-2017 – 28v10d em 2017-2018 – 22v10d em 2018-2019 / aproveitamento de 75%).

O Sesi é o líder da Superliga com 50 pontos, seguido do Cruzeiro, com 48 pontos e do EMS/Taubaté (44).

LEIA TAMBÉM

+ Todos os dias deveriam ser das mulheres

Líbero Serginho fala sobre mais um título do Sada/Cruzeiro e planos para o futuro

Natália tranquila fãs após revelação de fratura na costela

Giba volta a atuar para promover vôlei inglês

Opinião: Sada/Cruzeiro vence remontagem e não para de levantar títulos

Veja também

Santo André vira sobre o Vôlei Renata

Primeiro dia, primeira zebra. O Vôlei Renata, atual bicampeão do Campeonato Paulista, estr…