Home Internacional Do banco à seleção do campeonato, Rodriguinho admite: “Não esperava esse prêmio”
Internacional - 3 de março de 2019

Do banco à seleção do campeonato, Rodriguinho admite: “Não esperava esse prêmio”

Ponta tem ganhado espaço na formação do Sada/Cruzeiro

Eleito um dos dois melhores ponteiros do Sul-Americano, o ponteiro Rodriguinho, do Sada/Cruzeiro, começou o torneio no banco de reservas. Mas, depois de perder os dois primeiros sets para o Obras de San Juan, na semifinal, sexta-feira, o técnico Marcelo Mendez fez mudanças no time e uma delas foi a entrada do ponteiro no lugar do capitão Filipe. Rodriguinho entrou, ajudou a comandar a virada para 3 sets a 2, começou como titular na final deste sábado e foi fundamental para a conquista do hexacampeonato continental com a vitória por 3 sets a 1 sobre a UPCN, em Belo Horizonte (MG).

– Não esperava receber este prêmio. Eu vinha de uma sequência no começo do ano não tão boa, sentindo dores e algumas coisas que só a gente sabe. Mas continuei trabalhando forte e esperando o momento certo, acreditando que uma hora ia dar certo. Essa premiação para mim representa muito. É algo totalmente diferente você estar dentro e fora da quadra. A responsabilidade é outra, a pressão, a cobrança é outra. Então, com esse título, podendo participar efetivamente disso, é muito bom – disse o ponteiro cruzeirense.

O MVP do campeonato, o ponteiro Taylor Sander, norte-americano que chegou nesta temporada ao Sada/Cruzeiro, lembrou do trabalho em equipe e destacou a grande campanha do time, que precisou reverter um placar de 2 a 0 na semifinal.

Sander foi o MVP do Sul-Americano (Agenciai7/Divulgação)

– Tantas pessoas jogaram bem, eu só tentei fazer o meu melhor. Não fomos sempre excelentes, mas poderíamos ter desistido naquela semifinal e não o fizemos, mostramos a nossa capacidade e chegamos a esta decisão. E hoje só entramos e nos divertimos em quadra! Nosso time jogou muito bem. É ótimo ganhar o prêmio de MVP, mas nós todos jogamos tão bem na decisão e é isso o que vale mais – reforçou.

Com a taça do Sul-Americano o Sada Cruzeiro ganhou também o direito de representar a América do Sul no Campeonato Mundial de Clubes de 2019.

Seleção do Sul-Americano 2019

Ponteiros: Rodriguinho (Sada/Cruzeiro) e Melgarejo (Obras de San Juan)

Centrais: Flávio (Fiat/Minas) e Isac (Sada Cruzeiro)

Líbero: Salvo (UPCN)

Levantador: Cavanna (UPCN)

Oposto: Herrera (Obras de San Juan)

MVP: Taylor Sander (Sada/Cruzeiro)

LEIA TAMBÉM

+ Sander é o MVP. Confira a seleção do Sul-Americano

+ Filipe completa 39 anos em mais uma final com o Sada/Cruzeiro

+ O pequeno gigante Matias, uma das promessas do voleibol argentino

+ Evandro provoca adversários e comanda a virada cruzeirense na semi da Sul-Americana

Natália tem fissura na costela

Brasileiro Guilherme Hage é destaque pela UPCN

Um papo com o campeão olímpico Bruno Schmidt

Mundiais de Clubes com formatos diferentes em 2019

Veja também

Mineiro masculino: divulgados os oito participantes

A Federação Mineira anunciou, nesta terça-feira, os oito participantes do Estadual masculi…