Home Praia Um título e um vice para o Brasil no Sul-Americano de praia
Praia - 3 de março de 2019

Um título e um vice para o Brasil no Sul-Americano de praia

Feminino faturou etapa de Lima. No masculino, medalha de prata

O Brasil conquistou neste domingo medalhas de ouro e prata na etapa de Lima (Peru) do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia 2019. Josi e Neide (SC/AL) levaram o título da terceira parada, enquanto Eduardo Davi e Adrielson (PR) ficaram com a prata na arena montada na praia Água Doce, na capital do país.

O próximo desafio pelo torneio intercontinental ocorre em Brasília (DF), de 5 a 7 de abril.

A medalha de ouro de Josi e Neide veio ao superarem na decisão as argentinas Ana Gallay e Fernanda Pereyra por 2 sets a 0 (21/19, 21/15). Antes, também neste domingo, as brasileiras haviam superado na semifinal as venezuelanas Agudo e Gabi por 2 sets a 0 (21/14, 21/11). Josi comemorou a medalha de ouro e destacou a superação da dupla.

– Foi uma etapa que mostrou novamente a nossa superação. Tivemos um voo com cancelamento por conta do clima, atrasos, então, o que seria uma viagem tranquila, acabou levando mais de um dia. Começamos a competição um pouco cansadas, buscando o ritmo, mas mantivemos o foco, tivemos muita concentração – disse Josi, que completou.

– Queríamos esse título para o país e também especialmente pelas boas memórias que tenho no Peru. Já havia vencido em Ancón, e agora conseguimos impor nosso ritmo em Lima. O torneio está muito forte, as duplas estão evoluindo, cada vez mais fortes, ficamos felizes em levar o nome do país ao lugar mais alto do pódio.

A vitória deixa o Brasil na liderança absoluta do ranking geral, com 600 pontos, tendo vencido as três etapas disputadas até aqui. A Argentina está na segunda posição, com 500 pontos. Josi e Neide venceram os seis jogos que disputaram e não perderam nenhum set.

No naipe masculino, Eduardo Davi e Adrielson foram superados em uma final muito equilibrada pelos uruguaios Vieyto e Cairus por 2 sets a 1 (18/21, 21/18, 13/15). Antes, pelas semifinais, os brasileiros haviam superado os chilenos Marco e Esteban Grimalt por 2 sets a 1 (19/21, 21/16, 13/15). Eduardo comentou a campanha em Lima.

– Conseguimos subir ao pódio, somar pontos importantes ao Brasil, especialmente para reduzir a diferença para o Chile no ranking geral. Queríamos o ouro, mas foi um duelo muito equilibrado, eles acabaram sendo melhores nos detalhes. Mas subir ao pódio representando o Brasil é sempre motivo de muito orgulho, lutamos com muita garra – disse o atleta da Associação Maringaense de Vôlei de Praia (AMVP).

O pódio masculino (Divulgação/CBV)

O resultado deixa o Brasil em terceiro na classificação geral, com 500 pontos, enquanto o Chile lidera com 540 e a Argentina aparece na segunda posição, com 520. As outras duas duplas que representaram o país na etapa de Lima ficaram em quinto lugar (Juliana e Andressa) e nono lugar (Averaldo/Bruno de Paula).

Os pontos obtidos em cada etapa vão para o país, de acordo com a classificação final da melhor dupla de cada nação nos eventos. Ao final, os pontos são somados e o país na liderança do ranking é declarado campeão geral.

O Circuito Sul-Americano contará em 2019 com cinco etapas regulares e dois torneios ‘Finals’, com maior pontuação e premiação, sendo um para o naipe masculino, e outro para o naipe feminino. Além de São Francisco do Sul (SC), Coquimbo (Chile) e Lima (Peru), as etapas passarão por Brasília (DF) e Camaçari (Bahia). Os torneios ‘Finals’ serão em Resistência (Argentina), para o naipe feminino, e Brasil, em cidade à definir, no masculino.

LEIA TAMBÉM

Presidente do Sada garante permanência de Marcelo Mendez

O pequeno gigante Matias, uma das promessas do voleibol argentino

Natália tem fissura na costela

Um papo com o campeão olímpico Bruno Schmidt

Mundiais de Clubes com formatos diferentes em 2019

Veja também

Flávio admite viver momento especial da carreira

Aos 29 anos, Flávio vive um dos melhores momentos da carreira. O meio de rede defenderá o …