Home Destaques Balada, voo atrasado e desfile em carro aberto. Campeãs recebidas com festa em BH
Destaques - Superliga - 27 de abril de 2019

Balada, voo atrasado e desfile em carro aberto. Campeãs recebidas com festa em BH

Jogadoras passaram a noite em claro, após a conquista do título da Superliga sobre o Praia

As jogadoras do Itambé/Minas passaram a noite em claro, depois da histórica conquista da Superliga Cimed Feminina 2018/2019, na sexta-feira, após a vitória por 3 sets a 1 sobre o Dentil/Praia Clube, no Sabiazinho, em Uberlândia (MG), que acabou com o jejum de 17 anos desde a última vez que o clube comemorou o título da competição.

Após a partida e a premiação no ginásio, jogadoras, comissão técnica e dirigentes foram celebrar a conquista em uma casa noturna de Uberlândia, com direito a Karaokê e muita animação. Elas voltaram para o hotel já de madrugada, mas só tiveram tempo de tomar banho e arrumar as malas, já que chegaram ao aeroporto às 5h40 para embarcar às 6h30 para São Paulo. O voo para BH atrasou e muitas jogadoras não aguentaram o cansaço e tiraram um cochilo nas cadeiras e no chão do aeroporto.

Após passar a noite em claro, jogadoras como Natália tiraram um cochilo no chão do aeroporto, antes do embarque para BH (Reprodução/Instagram)

As campeãs da Superliga desembarcaram na capital mineira no início da tarde e foram direto para a sede dos Bombeiros da rua Piauí, na Zona Sul de Belo Horizonte, de onde partiram em festa no carro aberto da corporação, sendo ovacionadas pelas ruas da cidade em todo o percurso até a sede do clube, a poucos quilômetros de distância.

As jogadoras fizeram vários vídeos de dentro do carro do Corpo de Bombeiros e a animação era grande. A emoção foi maior, no entanto, quando a delegação entrou na Rua da Bahia, sede do Minas, e encontrou uma multidão de torcedores com cartazes e balões azuis, gritando “É campeão”.

A torcida fez a festa com as campeãs da Superliga (Skylo Reis/Divulgação)

A torcida cantou as músicas que costuma cantar durante os jogos e várias vezes gritou para que o técnico Stefano Lavarini e as ponteiras Gabi e Natália permanecessem no grupo. Os gritos de “Fica Lavarini” e “Fica todo mundo” emocionaram o grupo.

Já na porta da sede do Minas, a capitã Carol Gattaz desceu do carro com a taça na mão. Depois de cumprimentar os torcedores, o grupo foi para uma sala reservada, onde foram servidos comes e bebes e elas foram recebidas por dirigentes, patrocinadores, parceiros do clube, familiares e amigos. As  jogadoras tiraram fotos, assistiram a vídeos sobre a conquista e brindaram o título que tirou o Minas da fila depois de 17 anos.

Muita emoção na chegada à sede do Minas (Skylo Reis/Divulgação)

LEIA TAMBÉM

+ Sai a lista das 30 inscritas pelo Brasil para a Liga das Nações Feminina 

Opinião: Força do elenco faz a diferença a favor do EMS/Taubaté

Começa a venda de ingressos para os jogos da Seleção Feminina na Liga das Nações

Seleção sub-19 masculina do Brasil é convocada

Fim do jejum: Itambé/Minas conquista a Superliga novamente, 17 anos depois

Lavarini deixa o Minas após temporada perfeita: 5 torneios, 5 finais e 4 títulos

+ Opinião: O feito gigantesco do Itambé/Minas na temporada

Veja também

Fluminense: aposta em elenco alto, jovem e agressivo

Primeiro campeão brasileiro de vôlei feminino, em 1976, e seis vezes campeão sul-americano…