Minas
Home Superliga Confira as atuações de Dentil/Praia Clube 1 x 3 Itambé/Minas
Superliga - 27 de abril de 2019

Confira as atuações de Dentil/Praia Clube 1 x 3 Itambé/Minas

ATUAÇÕES

DENTIL/PRAIA CUBE

LLOYD – Boa atuação, distribuiu bem, inclusive usando as centrais Carol e Fabiana, o que foi uma das falhas da levantadora na fase classificatória da Superliga. Sofreu porque a sua compatriota e principal atacante, a oposta Fawcett, não estava num dia bom.

FAWCETT – Muito longe da jogadora que marcou 30 pontos na primeira partida da final, no Mineirinho. Dessa vez, a oposta norte-americana errou muito, acabou substituída várias vezes durante os sets e marcou apenas 8 pontos.

ROSAMARIA – Entrou bem, com personalidade, pontuando no ataque e no bloqueio. Foi caçada no passe e não comprometeu. Marcou 14 pontos.

MICHELLE – Foi a maior pontuadora do Praia, com 16 pontos. Começou arrasadora, virando as bolas e mostrando a eficiência de sempre no fundo de quadra. Mas, foram em cima dela os dois bloqueios que decretaram a virada e a vitória do Minas no quarto set.

CAROL – Não foi tão decisiva no bloqueio como no primeiro jogo, no Mineirinho, quando marcou incríveis 9 pontos no fundamento (de um total de 22 do Praia). No Sabiazinho, o Praia marcou 16 pontos no bloqueio, sendo apenas 2 da Carol, que, no entanto, virou bolas importantes no ataque. Marcou 11 pontos no total.

FABIANA – Uma das melhores atuações na temporada. Foi a segunda maior pontuadora do time, com 15 pontos, marcando 4 de bloqueio, 10 de ataque e 1 de saque. O entrosamento com Lloyd melhorou muito. Pena que isso só aconteceu nos playoffs das quartas de final para frente.

SUELEN – Entregou a maioria das bolas na mão da Lloyd, numa recuperação incrível na temporada, depois deu uma fase classificatória cheia de altos e baixo. Fez uma sequência de defesas incríveis no inicio do quarto set, incendiando a torcida.

ANANDA – Entrou no momento em que o Minas trancou a rede adversária com bloqueios seguidos, mas não conseguiu mudar a história. Atuação segura, sem erros

PAULA BORGO – Entrou no meio do terceiro set no lugar de Fawcett e no quarto set também. Virou algumas bolas, mas também errou e parou no bloqueio. Marcou 3 pontos.

LAÍS – Entrou para sacar no final do segundo set e empatou a partida em 23 a 23. Entrou em outro momento para sacar e melhorar a defesa, mas teve pouco tempo para jogar.

ELLEN – Entrou no lugar da Michelle no meio do terceiro set e atacou pouco.

PAULO COCO – Sem Garay, machucada e com Fawcett errando muito, ele não tinha como mexer no time mais do que já havia mexido. A estratégia de sacar na Natália funcionou em alguns momentos – principalmente no primeiro set – e foi nessas vezes, quando Macris jogou sem o passe na mão, que o time esboçou reação na partida. No quarto set, demorou muito para sacar a Fawcett, nitidamente em um dia ruim.

A líbero Suelen jogou bem (Gaspar Nóbrega/Inovafoto)

ITAMBÉ/MINAS

MACRIS – Bolas imprecisas nos dois primeiros sets, principalmente. Foi substituída por Bruninha, que comandou a virada na segunda parcial. Fez uma Superliga excepcional, mas curiosamente os dois jogos da final não foram bons. Além da imprecisão, distribuiu com pouca criatividade, deixando as jogadoras em bloqueios pesados e fazendo escolhas erradas, em alguns momentos.

BRUNA HONÓRIO – Nas finais, não foi a oposta decisiva que foi em algumas partidas da fase classificatória. Marcou apenas seis pontos. Foi substituída por Malu e depois voltou. No quarto set, mais segura, virou bolas importantes. O saque viagem, dessa vez, não fez estrago.

NATÁLIA – Começou irregular no passe e levando tocos no ataque. Mas, cresceu no segundo set e levou o time com ela. Uma guerreira, virando bolas difíceis, com bloqueio pesado. Foi a maior pontuadora do jogo, com 23 pontos e foi eleita a melhora jogadora da partida, faturando o VivaVôlei.

GABI – Virou bolas que pareciam impossíveis, passando por bloqueios pesados. Segurou muito bem a recepção, como sempre, e ainda marcou 17 pontos. Dividiu com Natália a responsabilidade de decidir os pontos decisivos dos sets.

CAROL GATTAZ – Marcou 12 pontos, quatro deles de bloqueio, depois de não ter bloqueado nenhuma bola no primeiro jogo, domingo passado. Sentiu câimbras e saiu no quarto set, mas voltou no final para marcar o ponto de bloqueio que deu o título da Superliga para o Minas.

MARA – Atuação equilibrada. Marcou 8 pontos, dois deles de bloqueio. Conseguiu amortecer as bolas do Praia, propiciando contra-ataques importantes para o Minas.

GEÓRGIA – Entrou para sacar no primeiro set e não comprometeu

BRUNINHA – Entrou no segundo set quando o Minas perdia por 12 a 10 e Macris distribuía sem criatividade, e comandou bem a virada. Cometeu um erro bobo no final do set (a bola escorreu entre os seus dedos) e foi substituída por Macris. No geral, foi bem.

MALU – Entrou com personalidade no lugar de Bruna Honório e virou duas bolas. Começou a errar no quarto set e voltou para o banco. Entrou com raça e não comprometeu. Marcou 3 pontos.

MAYANY – Entrou para bloquear no final do segundo set e marcou um ponto. Teve pouco tempo para jogar.

STEFANO LAVARINI – Mais uma vez, teve coragem de fazer substituições de jogadoras importantes, como a levantadora Macris, em dia de pouca inspiração. Mexeu bem no time, trocando Bruna Honório por Malu e colocando Mayany para bloquear.

Bruninha substituiu Macris no 2º set e ajudou o Minas a virar a partida (Orlando Bento/MTC)

Por Patrícia Trindade

LEIA TAMBÉM

+ Fim do jejum: Itambé/Minas conquista a Superliga novamente, 17 anos depois

+ Confira a relação de todos os campeões da Superliga Feminina da história

+ Campeão Minas domina a Seleção da Superliga

+ Lavarini fala em “encontro de almas” para explica sucesso do Minas

Campinas receberá amistosos da Seleção masculina

+ Título da Superliga coroa temporada impecável do Itambé/Minas

Civitanova bate o Trentino e é o primeiro finalista do Italiano

Após críticas por ter pedido dispensa da Seleção, Gabi Cândido revela ter síndrome do pânico

Lukinha, ex-líbero do Vôlei Renata, vai para o lugar de Serginho no Sada/Cruzeiro

Rizola relembra título e batalha contra o BCN na final da Superliga 2001/2002

+ Dentil/Praia Clube anuncia renovação com Fernanda Garay

Veja também

Maique: “Estamos buscando identidade para o grupo”

A Seleção Brasileira masculina está na França fazendo os últimos ajustes para o Campeonato…