Home Destaques Vaivém: Uma das maiores reformulações do país será no Sesc
Destaques - Vaivém - 11 de abril de 2019

Vaivém: Uma das maiores reformulações do país será no Sesc

Apesar da manutenção de campeões olímpicos, time carioca mudará bastante

Entre os quatro semifinalistas da Superliga Cimed masculina, o Sesc será um dos times com transformação mais profunda para a temporada 2019/2020.

Os cariocas já definiram boa parte da reformulação no elenco.

No levantamento, troca completa: o experiente Marlon e o jovem argentino Matias Sanchez formarão uma interessante dupla, substituindo Thiaguinho e Everaldo. O campeão mundial em 2010, aos 41 anos, vinha conduzindo o jovem time do Fiat/Minas com louvor, enquanto hermano me chama demais a atenção desde 2015, quando o acompanhei no Mundial sub-21 no México, e pude comprovar in loco, neste ano, a evolução no último Sul-Americano de Clubes, em Belo Horizonte, com a camisa do Obras de San Juan.

Da Argentina também chegará Jan Martinez, como antecipou Bruno Voloch. Uma aposta. O jogador de 21 anos e 1,90m, do Bolívar, chegará para a posição atualmente ocupada pelo búlgaro Penchev. Presença constante nas seleções de base em competições internacionais, o ponta possui uma qualidade maior na linha de passe, algo que o europeu, com mais foco na força de ataque e saque, deixou a desejar nesta temporada. Para a posição também está acertado o acordo com Ademar, destaque do Vôlei UM Itapetininga na Superliga. Japa, um nome sempre muito utilizado por Giovane na posição e útil demais no fundo de quadra, tem proposta de Portugal e deve sair.

No meio de rede, o campeão olímpico Maurício Souza acertou com o EMS/Taubaté. A reposição foi feita com Flávio, outro jogador com longa passagem pelo Minas. Veja mais sobre mudanças no Taubaté e no Sada/Cruzeiro.

Maurício Borges seguirá no Sesc RJ (Orlando Bento/MTC)

Para a reserva de Wallace, o Sesc quer Dani, revelação do Vôlei Renata. Certamente uma boa aposta, visto a performance do canhoto na primeira Superliga.

A intenção da diretoria foi montar uma nova base em torno do oposto Wallace, estrela da companhia, do ponta Maurício Borges, com o contrato renovado, do central Tiago Barth e do líbero Tiago Brendle.

Por Daniel Bortoletto

LEIA TAMBÉM

Novara elimina o Vakifbank, no golden set, com 39 pontos de Egonu

De virada, Sesi-SP derrota o Sesc RJ e já pode garantir vaga na final no próximo sábado

Civitanova bate poloneses e vai encarar o Zenite Kazan na final da Champions

EMS/Taubaté vira para cima do Sada/Cruzeiro e faz 2 a 0 na série semifinal

+ Dentil/Praia Clube atropela o Sesi/Bauru de novo e vai à final da Superliga

Itambé/Minas sofre em Osasco, mas se garante na decisão

Veja também

Yael Castiglione volta ao vôlei e fecha com Valinhos

A levantadora argentina Yael Castiglione atuará pela equipe de Valinhos na próxima Superli…