Aos 44 anos, Marcelinho anuncia aposentadoria

O levantador Marcelinho, que defendeu o Corinthians/Guarulhos na atual Superliga Cimed, anunciou, nesta quarta-feira, o fim da carreira como jogador de vôlei.

Foram 26 anos em quadra como profissional, uma vida inteira dedicada ao vôlei. Durante 11 anos, Marcelinho vestiu a camisa da Seleção Brasileira e colecionou conquistas como a medalha olímpica de prata em Pequim-2008, o ouro nos Jogos Pan-Americanos Rio-2007, no Campeonato Mundial de 2006, na Copa do Mundo de 2007 e em cinco edições da Liga Mundial.

– Eu já vinha amadurecendo essa decisão nos últimos anos. Olhando a minha carreira, não faltou nada. Tive saúde para jogar em alto nível, sou realizado e muito feliz com tudo o que construí. Esse é o momento certo de parar – afirmou o levantador, que completará 45 anos em novembro.

Sobre o futuro, Marcelinho cogita seguir no vôlei como treinador. Além disso, pensa em trabalhar com a esposa e em montar um projeto para trabalhar com crianças.

– Acho que tenho perfil para treinador. Preciso parar, me organizar, mas é um caminho possível, de preferência no Rio de Janeiro, para ficar perto da minha família. Gostaria de trabalhar com a minha esposa, nas escolas que ela administra, trabalhando com a criançada, e de repente montar um projeto de vôlei. O vôlei me deu tudo, me fez ser quem sou e agora começa uma nova etapa da minha vida.

Marcelinho em ação pela Seleção (Divulgação CBV)

No Brasil, Marcelinho defendeu alguns dos principais clubes do país: Suzano (SP), Florianópolis (SC), Unisul (SC), Sesi (SP), Pinheiros (SP), Vasco (RJ), Minas (MG), Ulbra (RS), Botafogo (RJ), Olympikus (RJ) e Corinthians (SP). No exterior, passagens pela Itália, Grécia e Suíça.

LEIA TAMBÉM

+ Thaisa é confirmada como primeiro reforço do Itambé/Minas para a temporada 2019/20

+ Gabi aponta 2019 como ano de “construção” da Seleção Feminina

+ Intensa dança das cadeiras após o término do Campeonato Turco Feminino

+ Itambé/Minas confirma renovações para a temporada 2019/2020

+ Sai a lista das 30 inscritas pelo Brasil para a Liga das Nações Feminina

Notícias recentes

Negro chega ao Minas já falando português

O técnico italiano Nicola Negro chegou à nova casa. O novo treinador do Itambé/Minas se apresentou nesta segunda-feira e mostrou…

9 horas atrás

Pan: duplas do Brasil analisam rivais no vôlei de praia

A estreia das duplas brasileiras de vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos de Lima está próxima. Oscar/Thiago (RJ/SC) e Carolina…

9 horas atrás

Duplas brasileiras sentem o clima olímpico em Tóquio

As duplas brasileiras de vôlei de praia entram na quarta semana seguida de competições no Circuito Mundial 2019, e o…

11 horas atrás

Brasil derrota a China no Mundial sub-21

A Seleção Brasileira abriu a segunda fase do Campeonato Mundial sub-21, em Manama, no Bahrein, com vitória. Na madrugada desta…

19 horas atrás

Hairton Cabral: “A equipe achou que já estava resolvido e deixamos elas reagirem”

A Seleção Brasileira sub-20 feminina ficou com a sexta posição no Mundial da categoria, que aconteceu no México. No domingo,…

24 horas atrás

Nem Julia nem Tainara. Destaque do Brasil no Mundial Sub-20 foi Kisy Nascimento

A oposta Kisy Nascimento foi o destaque da Seleção Brasileira Feminina Sub-20 no Mundial da categoria, que terminou na noite…

1 dia atrás