Marcelinho
Home Superliga Após anunciar aposentadoria, Marcelinho é exaltado por ex-companheiros de Seleção
Superliga - 9 de maio de 2019

Após anunciar aposentadoria, Marcelinho é exaltado por ex-companheiros de Seleção

Marcelinho deixa as quadras aos 44 anos, 11 deles vestindo a Amarelinha

Depois de anunciar sua aposentadoria das quadras, aos 44 anos, na última quarta-feira, o ex-levantador da Seleção Brasileira, medalha de prata nos Jogos de Pequim-2008, recebeu o carinho de fãs, torcedores e ex-companheiros de time. Marcelinho, que na última temporada defendeu o Corinthians/Guarulhos, vestiu a Amarelinha por 11 anos.

Em 26 anos como jogador, ele foi ainda ouro nos Jogos Pan-Americanos Rio-2007, no Campeonato Mundial de 2006, na Copa do Mundo de 2007 e em cinco edições da Liga Mundial.

O líbero Escadinha exaltou a carreira do ex-companheiro de Seleção e de Corinthians-Guarulhos:

“Aquele que é foda em todos os sentidos!Exemplo dentro e fora de quadra!Eu posso dizer que joguei com vc. Obrigado por tudo”, escreveu o bicampeão olímpico (Atenas-2004 e Rio-2016).

O levantador William, finalista da Superliga Cimed 2018/2019 com o Sesi-SP, contra o EMS/Taubaté/Funvic, neste sábado, às 21h30, em Suzano, também elogiou o amigo e publicou uma foto de Marcelinho no início da carreira, em Suzano.

“Tem certas notícias que não deveriam acontecer nunca, e uma delas era sobre a sua aposentadoria. Um cara dedicado, profissional, que joga e se preocupa com sua equipe, jamais poderia pensar em parar. Mas o dia chegou. Eu só gostaria de te agradecer meu irmão, por tudo o que vc fez por mim, e pelo voleibol. Meu primeiro time profissional vc era o levantador, jovem, ambicioso com uma carreira brilhante pela frente. E assim a fez. Poucos levantadores na história foram tão precisos e inteligentes como você, e mais uma vez agradeço por ter me ensinado tanta coisa, e hoje sou reconhecido por isso. Que sua vida continue abençoada, com sua família linda, que é o que mais importa pra você., eu sei disso, e Que sua trajetória seja de ainda mais sucesso no que você se dedicar a fazer. Obrigado JACA!!!”, publicou William, campeão olímpico nos Jogos do Rio-2016.

View this post on Instagram

Quando te conheci esse era vc!!! @marcelinhodovolei. Tem certas notícias que não deveriam acontecer nunca, e uma delas era sobre a sua aposentadoria. Um cara dedicado, profissional, que joga e se preocupa com sua equipe, jamais poderia pensar em parar. Mas o dia chegou. Eu só gostaria de te agradecer meu irmão, por tudo o que vc fez por mim, e pelo voleibol. Meu primeiro time profissional vc era o levantador, jovem, ambicioso com uma carreira brilhante pela frente. E assim a fez. Poucos levantadores na história foram tão precisos e inteligentes como você, e mais uma vez agradeço por ter me ensinado tanta coisa, e hoje sou reconhecido por isso. Que sua vida continue abençoada, com sua família linda, que é o que mais importa pra você., eu sei disso, e Que sua trajetória seja de ainda mais sucesso no que você se dedicar a fazer. Obrigado JACA!!! #marcelinhoelgarten #jaca #prceiro #irmao #espelho #craque #levantador

A post shared by William Arjona (@william_elmago_arjona) on

O ex-capitão da Seleção, campeão olímpico em Atenas-2004, lembrou a amizade de 35 anos com o levantador”

“Há 35 anos, iniciávamos nossa amizade e história no voleibol, no CIB, em Copacabana. Duvido que imaginasse uma carreira tão brilhante assim… Que história! Que amor ao esporte! Parabéns, meu irmão”, escreveu.

O central Gustavo parabenizou Marcelinho pela carreira: “Parabéns pela belíssima carreira meu amigo”, escreveu o campeão olímpico (Atenas-2004).

O ex-ponteiro da Seleção Giba também homenageou o amigo com uma foto antiga, dos tempos de Seleção: “Parabéns meu parceiro, sua carreira foi incrível! Passamos por más situações como essa na olimpíada de 2008 mas o que fica, foram momentos muito bons como esse abraços”, postou o camisa 7 do Brasil.

LEIA TAMBÉM

+ CBV anuncia a dispensa de Bruna Honório da Seleção 

Thaisa é confirmada como primeiro reforço do Itambé/Minas para a temporada 2019/20

Gabi aponta 2019 como ano de “construção” da Seleção Feminina

Intensa dança das cadeiras após o término do Campeonato Turco Feminino

Osasco fez boas “compras” no mercado. Mayany e Mara foram duas delas

Itambé/Minas confirma renovações para a temporada 2019/2020

Sai a lista das 30 inscritas pelo Brasil para a Liga das Nações Feminina

Opinião: Força do elenco faz a diferença a favor do EMS/Taubaté

Começa a venda de ingressos para os jogos da Seleção Feminina na Liga das Nações

Veja também

Santo André vira sobre o Vôlei Renata

Primeiro dia, primeira zebra. O Vôlei Renata, atual bicampeão do Campeonato Paulista, estr…