Home Superliga Itambé/Minas confirma Thaisa, primeiro reforço da temporada 2019/2020
Superliga - Vaivém - 6 de maio de 2019

Itambé/Minas confirma Thaisa, primeiro reforço da temporada 2019/2020

Bicampeã olímpica tem cinco títulos de Superliga e dois Mundiais de Clubes

Agora é oficial. O Itambé/Minas, atual campeão da Superliga, da Copa Brasil, do Sul-Americano e do Campeonato Mineiro, confirmou, nesta segunda-feira, seu primeiro reforço para a temporada 2019/2020: a central Thaisa, 31 anos, 1,96m, bicampeã olímpica (Pequim-2008 e Londres-2012). Ela chega para fazer dupla  com a capitã Carol Gattaz, que permanece na equipe. Mara e Mayany estão de saída e provavelmente vão defender o Osasco.

Formada pelo Tijuca Tênis Clube (RJ) e revelada pelo Minas, em 2002, onde ficou até 2005, a central é pentacampeã da Superliga – foram três títulos com o Sesc RJ (2005/2006, 2006/2007 e 2007/2008) e dois pelo Osasco (2009/2010 e 2011/2012). No time paulista, ela conquistou ainda Mundial de Clubes, em 2012.

Pela seleção brasileira, Thaísa é pentacampeã do Grand Prix (2008, 2009, 2013, 2014 e 2016). Pelos clubes que defendeu, conquistou ainda três edições de Copa Brasil (2007, 2008 e 2014) e o Mundial de Clubes pelo Eczacibasi (TUR).

Thaisa foi campeã mundial com o Eczacibasi, em 2016 (Instagram/Reprodução)

Feliz em retornar ao Minas, após 14 anos, Thaisa diz que está mais madura e quer se dedicar ao máximo para conquistar grandes resultados em Belo Horizonte.

– Voltar ao Minas, é como voltar no tempo. Cheguei ao clube tão novinha e aprendi tantas coisas por aqui, fiz tantos amigos. Estou muito feliz por estar de volta. Os torcedores podem esperar uma jogadora como sempre fui, extremamente profissional, dedicada e que nunca desiste. Jogar vôlei é o que eu mais amo fazer na vida e, por isso, valorizo cada segundo em quadra para fazer da melhor forma possível. Farei tudo com muita determinação, foco e, acima de tudo, com o coração. Espero que seja uma temporada de grandes vitórias – projetou a nova atleta do Itambé/Minas.

Além de Thaisa, o clube mineiro já confirmou, na semana passada, as renovações dos contratos das levantadoras Macris e Bruninha, das centrais Carol Gattaz e Laura, da oposto Bruna Honório, da líbero Leia e da ponteira Lana.

Lesão

Nas duas últimas temporadas, Thaisa defendeu o Hinode/Barueri, depois de se recuperar de uma grave lesão, que a tirou das quadras por quase 10 meses. Em abril de 2017, em um jogo do time que defendia, o Eczacibasi, da Turquia, a central sofreu contundiu o tornozelo e precisou também operar o joelho. Ela voltou a jogar em fevereiro de 2018, durante a Superliga, ainda receosa se conseguiria voltar à antiga forma técnica.

Thaisa sofreu uma grave lesão no tornozelo direito, em abril de 2017, quando defendia o Eczacibasi (TUR) (Reprodução/CEV)

As dúvidas ficaram para trás na temporada 2018/2019, quando Thaisa demonstrou ter voltado a jogar em alto nível, com atuações regulares, e um verdadeiro paredão no bloqueio.

Ela voltou a se convocada pelo técnico José Roberto Guimarães para disputar as competições do segundo semestre deste ano – com ênfase para o Pré-Olímpico, classificatório para os Jogos de Tóquio-2020 -, mas pediu dispensa para se resguardar fisicamente, já que o desgaste das articulações foi grande na temporada.

LEIA TAMBÉM

+ Gabi aponta 2019 como ano de “construção” da Seleção Feminina

+ Intensa dança das cadeiras após o término do Campeonato Turco Feminino

Osasco fez boas “compras” no mercado. Mayany e Mara foram duas delas

Itambé/Minas confirma renovações para a temporada 2019/2020

Sai a lista das 30 inscritas pelo Brasil para a Liga das Nações Feminina

Opinião: Força do elenco faz a diferença a favor do EMS/Taubaté

Começa a venda de ingressos para os jogos da Seleção Feminina na Liga das Nações

Veja também

Brasil leva virada na Copa Pan-Americana

A quarta-feira (10/8) não foi marcada pela reabilitação do Brasil na Copa Pan-Americana, e…