Home Superliga Na melhor Superliga da carreira, Lucas Lóh busca o seu segundo título nacional
Superliga - 8 de maio de 2019

Na melhor Superliga da carreira, Lucas Lóh busca o seu segundo título nacional

Sesi SP e EMS/Taubaté decidem o título neste sábado, em Suzano (SP)

Depois de duas finais consecutivas na Superliga, pelo Brasil Kirin (2015/2016) e Funvic/Taubaté (2016/2017), as estatísticas provam que Lucas Lóh disputa sua melhor temporada. O ponteiro superou a sua maior pontuação, somando até o momento 305 pontos pelo Sesi-SP.

Agora, para coroar o trabalho, Lucas Lóh quer o seu segundo título da competição, já que foi campeão com o Sada/Cruzeiro em 2011/2012. A decisão da Superliga 2018/2019 entre Sesi-SP e EMS/Taubaté/Funvic acontecerá neste sábado, às 21h30, em Suzano (SP). O SporTV 2 transmite.

“Estou em um bom momento e com total confiança no nosso grupo. Foi uma temporada em que foquei bastante na evolução do sistema de ataque e o resultado veio como consequência desse trabalho, aliado ao entrosamento com William”, disse Lucas Lóh. Pelo Taubaté, o ponteiro marcou 289 pontos que, até então, era sua melhor pontuação na Superliga.

Com a série empatada em duas vitórias para cada equipe, o ponteiro do Sesi-SP aponta a partida mais importante nesta fase.

“Todos os jogos têm a mesma importância, porém o quarto teve um peso maior por termos tido que lidar com a pressão de ter que ganhar para sobreviver na busca do título”.

Lucas Lóh encara o triplo de Taubaté (Divulgação)

Lucas Lóh acredita que, apesar de os dois times já se conhecerem muito bem, ainda há coisas para serem melhoradas. Mas, segundo o ponteiro, um aspecto pode ser mais determinante.

“Uma série longa como essa acaba sendo mentalmente desgastante. É muito importante ter a mente forte para enfrentar os momentos ruins que possam acontecer, e pé no chão nas vitórias para não cair em armadilhas”.

Após o término das semifinais, o oposto Wallace, do Sesc RJ, declarou sua torcida para o Sesi-SP e para o padrinho de seu filho Max.

“Ele não me passou nada estratégico. É mais o incentivo e apoio nas horas difíceis, o que, para mim, é o mais importante e fico muito feliz de poder contar com isso. Até porque ele tem amigos em Taubaté também”, afirmou Lucas Lóh, que aparece no último “Time dos Sonhos” da Confederação Brasileira de Voleibol como o terceiro melhor atacante, atrás de Lucarelli, do Taubaté, e do norte-americano Taylor Sander, que atuou pelo Cruzeiro nesta temporada.

O Sesi-SP, que foi campeão da Superliga 2010/2011, venceu a primeira partida dessa série melhor de cinco por 3 sets a 0. Depois foi a vez deTaubaté ganhar os dois jogos seguintes, respectivamente, por 3 a 0 e 3 a 2. No quarto confronto, no último sábado, o time comandado pelo técnico Rubinho impediu a conquista do título do adversário ao ganhar por 3 sets a 1.

Lipe encara o bloqueio de Conte (Inovafoto/CBV)

LEIA TAMBÉM

Thaisa é confirmada como primeiro reforço do Itambé/Minas para a temporada 2019/20

Gabi aponta 2019 como ano de “construção” da Seleção Feminina

Intensa dança das cadeiras após o término do Campeonato Turco Feminino

Osasco fez boas “compras” no mercado. Mayany e Mara foram duas delas

Itambé/Minas confirma renovações para a temporada 2019/2020

Sai a lista das 30 inscritas pelo Brasil para a Liga das Nações Feminina

Opinião: Força do elenco faz a diferença a favor do EMS/Taubaté

Começa a venda de ingressos para os jogos da Seleção Feminina na Liga das Nações

Veja também

Negro chega ao Minas já falando português

O técnico italiano Nicola Negro chegou à nova casa. O novo treinador do Itambé/Minas se ap…