Home Vaivém Nicola Negro oficializado pelo Itambé/Minas
Vaivém - 21 de maio de 2019

Nicola Negro oficializado pelo Itambé/Minas

Sai Stefano Lavarini, entra Nicola Negro. Minas confirma novo técnico italiano

O Itambé/Minas anunciou, na tarde desta terça-feira, a contratação do técnico italiano Nicola Negro.

O treinador, de 38 anos, vai assumir o lugar do também italiano Stefano Lavarini, que se transferiu para o Busto Arsizio, da Itália, e também comanda a seleção da Coreia do Sul.

A previsão de chegada do novo comandante minastenista é em meados de julho. Apesar da mesma nacionalidade e de se conhecerem, Nicola Negro não foi indicação de Stefano Lavarini. Nicola estava, há duas temporadas, no Trentino Rosa, que disputa a série A2 do vôlei italiano.

O treinador teve uma breve carreira como jogador. Aos 20 anos assumiu função fora das quadras e foi assistente técnico no Conegliano, clube tradicional da Itália. Além da longa experiência na escola italiana, ao longo de seus 18 anos como treinador, Nicola passou também por clubes da Eslovênia, Polônia, Romênia, Azerbaijão e, entre 2007 e 2010, foi um dos assistentes da seleção da Turquia.

O novo treinador da equipe Itambé/Minas diz que está muito feliz pela oportunidade de trabalhar no Brasil, que, para ele, é um dos países mais apaixonados pelo vôlei.

– Estou muito empolgado e motivado para enfrentar este novo desafio em minha carreira. Estou ansioso para chegar ao Brasil, um país que adora voleibol e que sempre teve uma importante história e tradição. Tenho certeza que esta será uma grande chance para eu dar um passo maior e crescer como treinador – planeja Nicola Negro.

O treinador destaca que, mesmo de longe, sabe da importância do Minas Tênis Clube no esporte brasileiro.

– Eu sei da história e do que este clube representa para muitas pessoas e torcedores. Estou muito feliz por fazer parte desta organização tão grande e tradicional no Brasil.

Nicola espera implantar na equipe minastenista tudo que conquistou ao longo de sua carreira. O treinador conta, ainda, que sempre estudou muito o vôlei brasileiro e americano, que são, para ele, os mais fortes.

– Eu sempre tentei construir o meu próprio estilo de trabalho, pelos meus anos de experiência. Certamente, eu tenho uma formação italiana e ideias modernas para passar, mas também fui influenciado por escolas americanas e brasileiras, que sempre olhei com muito interesse. De qualquer forma, minha intenção é tentar dar à equipe todos os meus esforços para fazê-lo expressar seu melhor potencial – conta o treinador, que já conhece o estilo de jogo de algumas atletas do elenco.

– Conheço algumas atletas, porque são nomes importantes e experientes, que tive oportunidade de ver jogar muitas vezes. Algumas, eu ainda não conheço muito bem, mas tentei seguir a Superliga na última temporada e tenho certeza que vamos formar uma grande equipe – finaliza o treinador da equipe Itambé/Minas.

A equipe minastenista já anunciou as contratações das ponteiras Roslandy Acosta, da Venezuela, e Deja McClendon, dos Estados Unidos, e da central bicampeã olímpica Thaisa.

Além das novidades, o Clube renovou os contratos das levantadoras Macrís e Bruninha, das centrais Carol Gattaz e Laura, da oposta Bruna Honório, da líbero Léia e da ponteira Lana.

LEIA TAMBÉM

Americana do Sesi Bauru é destaque na abertura da Liga das Nações

Mayany acerta com o Hinode/Barueri

Fim da parceria entre Corinthians e Guarulhos

William renova contrato com o Sesi

Coluna: O momento para Leal chegar à Seleção Brasileira

Título europeu de Leal o coloca na história do vôlei

Veja também

Ágatha e Duda: bronze na etapa quatro estrelas de Varsóvia

A dupla brasileira Ágatha e Duda (PR/SE) subiu novamente ao pódio do Circuito Mundial de v…