Home Praia Saiba quais serão as duplas brasileiras na etapa de Itapema do Circuito Mundial
Praia - 7 de maio de 2019

Saiba quais serão as duplas brasileiras na etapa de Itapema do Circuito Mundial

Etapa quatro estrelas acontecerá em Santa Catarina neste mês de maio

A lista das duplas brasileiras inscritas à etapa de Itapema (SC) do Circuito Mundial de vôlei de praia 2019 já foi definida. O torneio será nível quatro estrelas da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), e que conta pontos para a corrida olímpica, ocorrerá de 14 a 19 deste mês.

Dos 16 times inscritos, oito deles (quatro em cada gênero) já estão garantidos na fase de grupos, que começa na quinta-feira (dia 16), seja pela posição no ranking de entradas, seja por convite (wild card). No masculino, já estão garantidos Evandro/Bruno Schmidt, Pedro Solberg/Vitor Felipe, Guto/Saymon e Thiago/Oscar. Entre as mulheres, os times que partem da fase de grupos são Ágatha/Duda, Fernanda Berti/Bárbara Seixas, Carol Solberg/Maria Elisa e Tainá/Victoria.

As outras oito duplas disputam o classificatório e precisam vencer partidas eliminatórias diretas para conquistarem uma das oito vagas à fase de grupos. No masculino, estão inscritos Alison/Álvaro Filho, André Stein/George, Hevaldo/Arthur Lanci e Jô/Luciano, enquanto no feminino, buscam as vagas as duplas Ana Patrícia/Rebecca, Ângela/Carol Horta, Josi/Neide e Talita/Taiana.

Entre os times na disputa, Talita, brasileira mais vencedora de etapas do Circuito Mundial (34 ouros) em atividade, fará a estreia em Itapema, já que nos torneios realizados na cidade em 2017 (pelo Circuito Brasileiro) e 2018 (Circuito Mundial), estava grávida.

– Estou muito ansiosa, soube que as arquibancadas ficaram lotadas na temporada passada, isso é muito bacana, o interesse da população de Itapema pelo voleibol. Assisti pela televisão aos jogos, acredito que será uma etapa muito boa novamente. É ótimo jogar o Circuito Mundial no Brasil, ter o apoio dos torcedores. Estarei com o Renatinho (filho de Talita), joguei na China e senti falta, me acostumei a tê-lo sempre comigo. É uma ansiedade boa, estou feliz em voltar ao Circuito Mundial – disse Talita, que antes de Itapema jogou o torneio de Xiamen.

Talita voltou a jogar após gravidez (William Lucas/Inovafoto/CBV)

Quem também vai jogar o Circuito Mundial pela primeira vez em Itapema é a mineira Ana Patrícia. Apesar de ter atuado na cidade pelo Circuito Brasileiro, em 2017, ela ficou de fora da competição internacional na temporada passada, por lesão. E a bloqueadora chega embalada, já que ao lado de Rebecca venceu o torneio quatro estrelas de Xiamen, no mês passado.

– Em 2018, tinha fraturado o dedo e fiquei de fora, foi algo que me deixou muito triste, pois era uma etapa dentro do Brasil. E jogar em casa pelo Circuito Mundial é especial, o sentimento é diferente. Mas esse ano estaremos lá, estou feliz e com a expectativa de que façamos um bom torneio. Queremos manter a energia que temos colocado em quadra, acho que tem sido o diferencial da nossa dupla. Vamos buscar um bom resultado – destacou.

Além dos times brasileiros, duplas representando 26 países diferentes estarão nas disputas por medalhas, sendo oito medalhistas olímpicos. Itapema foi pioneira em 2018, já que foi a primeira cidade de Santa Catarina, e da região Sul do país, a sediar uma etapa do Circuito Mundial de vôlei de praia.

O Brasil esteve presente desde o início do tour, sediando ao menos uma etapa desde a criação do Circuito Mundial, em 1987. Até hoje Foram 46 etapas no naipe masculino e 41 etapas no naipe feminino (a maioria realizadas simultaneamente, em um mesmo evento).

As etapas do Circuito Mundial são classificadas de uma a cinco estrelas desde 2017, variando assim o valor da premiação e o total de pontos distribuídos. Itapema (SC) receberá um evento de quatro estrelas, com distribuição de cerca de R$ 1,2 milhão em prêmios para todos os times em disputa, sendo cerca de R$ 80 mil para a dupla campeã de cada naipe. A competição também dará 800 pontos aos campeões em cada naipe, 720 para os vice-campeões e 640 aos medalhistas de bronze, reduzindo 80 pontos a cada posição na classificação.

LEIA TAMBÉM

Thaisa é confirmada como primeiro reforço do Itambé/Minas para a temporada 2019/20

Gabi aponta 2019 como ano de “construção” da Seleção Feminina

Intensa dança das cadeiras após o término do Campeonato Turco Feminino

Osasco fez boas “compras” no mercado. Mayany e Mara foram duas delas

Itambé/Minas confirma renovações para a temporada 2019/2020

Veja também

Mineiro masculino: divulgados os oito participantes

A Federação Mineira anunciou, nesta terça-feira, os oito participantes do Estadual masculi…