Brasil derrota a Tailândia e segue firme na zona de classificação da VNL

O Brasil derrotou a Tailândia por 3 sets a 0 – parciais de 25/19, 25/17, 25/21 -, nesta quarta-feira, em Tóquio, no Japão, e conquistou sua oitava vitória em 11 jogos na Liga das Nações 2019.

Com o resultado, as comandadas pelo técnico José Roberto Guimarães devem se manter ao menos na quarta colocação geral, agora com 25 pontos, dentro da zona de classificação para a fase final da competição, entre os dias 3 e 7 de julho, na China.

A Seleção volta a jogar nesta quinta-feira, contra a Sérvia, às 3h40 (de Brasília), com transmissão pelo SporTV 2, no encerramento da quarta semana do torneio. A quinta e última semana será entre os dias 18 e 20, em Ankara, na Turquia. O Brasil encara a Itália, dia 18, às 10h, a Bélgica, dia 19, no mesmo horário, e as donas da casa, dia 20, às 13h.

Destaques

A ponteira Gabi foi a maior pontuadora do Brasil, com 12 acertos, seguida por Bia, que marcou 10 pontos – cinco deles de bloqueio -, Mara 9, Paula Borgo 9, Natália 6, Amanda 4, Milka 2 e Macris 1. Pela Tailândia, o destaque foi a oposta Malika, com 13 pontos.

De maneira geral, o Brasil fez uma boa partida no bloqueio, principalmente. Foram 12 pontos no fundamento, contra apenas quatro das tailandesas. Nosso saque ainda não é dos melhores. Fizemos apenas dois aces, contra quatro das rivais. Tirando uma boa sequência com Macris nos primeiro e segundo sets, precisamos ser um pouco mais agressivos no serviço.

O Brasil cedeu 16 pontos em erros, enquanto as asiáticas deram quase um set (22). Foram 39 pontos de ataque da nossa seleção, contra 33 da Tailândia.

Gabi foi a maior pontuadora do Brasil, com 12 pontos (FIVB)

Zé Roberto começou o jogo com a formação de sempre, com Natália como titular. Ela atuou nos dois primeiros sets e o Brasil ganhou sem sustos, imprimindo um ritmo veloz na distribuição, com todas as atacantes pontuando de maneira homogênea e o time mostrando um bom volume de jogo, defendendo bem.

Altos e baixos

No terceiro set, como esperado, Natália saiu, poupada, para a entrada de Amanda e a Seleção caiu de produção. O time verde-amarelo vencia por 14 a 12, permitiu a virada em dois erros de ataque e levou sustos desnecessários. As câmaras de TV flagraram Zé Roberto bastante irritado com as falhas nos contra-ataques, principalmente.

Mas, diante da fragilidade das adversárias e com Bia e Mara em um bom dia no ataque – Macris forçou as jogadas pelo meio mesmo com o passe um pouco fora da rede -, o Brasil fechou o jogo em 3 sets a 0.

Bia marcou 5 dos 12 pontos de bloqueio do Brasil no jogo (FIVB)

A oposta Paula Borgo, que havia sido a maior pontuadora na vitória por 3 a 1 sobre o Japão, terça-feira, com 26 acertos, não repetiu a atuação contra as tailandesas, um pouco insegura e errando contra-ataques. Até a metade do terceiro set tinha apenas 4 pontos. Terminou a partida com 9, decidindo os pontos finais da parcial e não comprometeu.

Agora é tentar vencer bem a desfalcada Sérvia na madrugada desta quinta e se concentrar nas pedreiras da quinta semana, quando teremos Itália e Turquia pela frente.

Resultados de 11/06 (terça-feira)

Tailândia 3 x 0 Sérvia (25/22, 25/23, 25/21)
Turquia 3 x 0 EUA (25/15, 25/17, 27/25)
Brasil 3 x 1 Japão (25/17, 25/19, 20/25, 25/22)
China 3 x 0 Polônia (25/12, 25/19, 25/22)
Rússia 3 x 1 Coreia (25/23, 15/25, 25/20, 25/17)
Bélgica 3 x 2 Holanda (22/25, 23/25, 25/17, 25/19, 15/10)
Itália 3 x 0 Bulgária (25/19, 25/23, 25/20)
Alemanha 3 x 1 República Dominicana (25/19, 14/25, 25/19, 25/21)

Jogos de 12/06 (quarta-feira)
Brasil 3 x 0 Tailândia (25/19, 25/17, 25/21)
5h – Polônia x EUA
7h10 – Japão x Sérvia
9h – China x Turquia
12h – Bulgária x Rússia
12h30 – Rep. Dominicana x Holanda
15h – Itália x Coreia
15h30 – Alemanha x Bélgica

Jogos de 13/06 (quinta-feira)
3h40 – Brasil x Sérvia
5h – Turquia x Polônia
7h10 – Japão x Tailândia
9h – China x EUA
12h – Coreia x Bulgária
12h30 – Bélgica x Rep. Dominicana
15h – Itália x Rússia
15h30 – Alemanha x Holanda

Brasil: Macris, Paula Borgo, Natália, Gabi, Mara, Bia, Leia (líbero). Entraram: Júlia Bergmann, Milka, Lorenne, Roberta, Amanda e Natinha.
Técnico: José Roberto Guimarães

Tailândia: Tomkom, Malika Kanthong, Chatchu-On Moksri, Ajcharaporn Kongyot, Amporn, Ajcharaporn Kongyot, Piyanut Pannoy (líbero). Entraram: Suapattra Pairoj, Watchareeya, Wilavan, Onuma, Wilavan Apinyapong

Técnico: Danai Sriwacharamaytakul

LEIA TAMBÉM

Notícias recentes

Aos 36 anos, Skowronska anuncia aposentadoria

Em entrevista ao site polonês Przegląd Sportow, a oposto Katarzyna "Kasia" Skowronska anunciou a aposentadoria das quadras. A jogadora, que…

2 horas atrás

Favoritas na semi do Asiático feminino

O Campeonato Asiático feminino entra na reta decisiva. E com os quatro principais participantes vivos na briga pelo título. A…

2 horas atrás

Sesi abre temporada na Copa São Paulo

Uma nova temporada começará nesta sexta-feira para o Sesi-SP. Às 18h, o time estreará na Copa São Paulo, uma prévia…

5 horas atrás

FIVB concede anistia e Ismailoglu é beneficiada

A ponta Ismailoglu está liberada pela Federação Internacional para defender novamente a seleção da Turquia. Ela foi beneficiada por uma…

6 horas atrás

O retorno de Fawcett ao Dentil/Praia Clube

Nicole Fawcett, de 32 anos, foi apresentada para a temporada 2019/2020 do Dentil/Praia Clube, na tarde desta quarta-feira, em Uberlândia…

17 horas atrás

Douglas: único campeão olímpico para jogos na Argentina

A Seleção Brasileira masculina viajará com um grupo recheado de novidades, nesta quinta-feira, para Calafate, província de Santa Cruz, na…

21 horas atrás