Em virada emocionante, Brasil bate o Irã e segue invicto na Liga das Nações

Em uma virada emocionante e com a participação fundamental do banco de reservas, a Seleção Masculina derrotou a forte equipe do Irã, por 3 sets a 2 – parciais de 23/25, 25/16, 21/25, 33/31 e 15/10 -,  na madrugada desta sexta-feira, na cidade de Tóquio, no Japão, na abertura da segunda semana da Liga das Nações.

Com o resultado, o Brasil manteve a invencibilidade na competição, com quatro vitórias em quatro partidas e 10 pontos em 12 disputados. A Seleção ocupa a segunda posição, atrás da França, que derrotou a Polônia por 3 a 1 (28/26, 25/23, 24/26, 25/20) e assumiu a liderança com 12 pontos. Já o Irã conheceu sua primeira derrota no torneio, após ter vencido os três primeiros confrontos e também soma 10 pontos, na terceira colocação.

O técnico do Brasil ainda foi o assistente Marcelo Fronckowiak, que substitui Renan, suspenso pela Fivb por atitude anti-desportiva cometida no Campeonato Mundial do ano passado. O treinador retorna ao banco de reservas neste sábado, quando a Seleção enfrenta os anfitriões japoneses, a partir das 6h40 (de Brasília), com transmissão pelo SporTV. Na madrugada de domingo, às 3h10, tem o clássico contra a Argentina, do técnico Marcelo Mendez, do Sada/Cruzeiro.

Lucarelli foi o maior pontuador da partida, com 20 acertos (FIVB)

Ajuda do banco

O ponteiro brasileiro Lucarelli foi o maior pontuador, com 20 pontos, seguido por Leal com 16, Wallace, 13, Lucão, 10, Maurício Souza, 8, Alan, 7, Flávio 5 (três de bloqueio), Cachopa, 2, Thiaguinho 2, Flávio, 2 e Isac, 1 Os centrais Sayed e Shafiei foram dois grandes destaques do Irã, com pontuação jogadores de segurança, 19 e 13 pontos, respectivamente. O oposto Amir Ghafour, anunciado quarta-feira como reforço do Civitanova (ITA), time de Bruninho e Leal, marcou 17.

Fronckowiak usou quase todo o banco de reservas nesta sexta-feira, mostrando a versatilidade desse time. E olha que Bruninho ainda não estreou – treina em Saquarema e deve se juntar ao grupo na quarta semana.

As mudanças começaram logo no segundo set. Depois de perder por 25 a 23 sem ter feito nenhum ponto de bloqueio e com Douglas Souza marcando apenas um ponto, o treinador escalou um time diferente para o segundo, com o central Maurício Souza no lugar de Isac e o ponteiro Leal começando como titular.

Leal entrou no segundo set e foi o segundo maior pontuador do Brasil, com 16 pontos (FIVB)

Saque agressivo

Mais agressivo no saque, principalmente, a Seleção abriu logo 7 a 2 no placar – após duas boas passagens de Lucão e Leal no serviço, neutralizando o bom ataque de Ghafour.

Mas, com a exceção do segundo set, o Irã  jogou praticamente com o passe perfeito quase o tempo inteiro. Mesmo quando o saque do Brasil entrava forte, o líbero Mohammadreza Hazratpourtalatappeh – que lidera as estatísticas do fundamento da Liga das Nações – entregou nas mãos do experiente levantador Saied Marouf. O bloqueio brasileiro simplesmente não encontrou os ataques rivais, principalmente dos centrais.

Saque forte

O Brasil, ao contrário, sentiu o forte saque rival.  Sem o passe na mão, a partir do terceiro set, Cachopa foi obrigado a jogar pelas pontas, facilitando a marcação iraniana que, se não matava o ponto no bloqueio, amortecia para os contra-ataques eficientes da sua equipe. Mesmo com o passe quebrado, o levantador brasileiro tentava forçar com os centrais, mas a bola não caia.

Perdendo por 2 a 1 e com 10 a 6 no placar, sem passe, com as pontas bem marcadas e meio desorganizado nas jogadas, o Brasil dava a impressão de que perderia por 3 a 1 no Japão.

Mudanças

Mas, aos poucos o saque entrou, com Leal e Lucarelli, principalmente. Alan, Flávio e Thiaguinho entraram nos lugares de Wallace, Lucão e Cachopa, respectivamente, e o time mudou de ritmo, encostando em 23 a 24. A Seleção salvou três match points iranianos para vencer o quarto set por 33 a 31 e levar a decisão no tie-break.

Em ritmo avassalador e com um saque poderoso, o Brasil abriu logo 10 a 4 na quinta parcial. Flávio teve atuação fundamental no bloqueio, amortecendo para os contra-ataques brasileiros. Mais que a vitória, o 3 a 2 sobre o Irã mostrou que o banco tem muito a oferecer na temporada e que Renan terá uma dor de cabeça de luxo para decidir quem sai e quem fica na equipe titular.

Jogadores do banco de reserva foram decisivos (FIVB)

Liga das Nações Masculina – Segunda Semana

Horários de Brasília
07/06 (sexta-feira)

Irã 3 x 1 Brasil (23/25, 25/16, 21/26, 33/31, 15/10)
França 3 x 1 Polônia (28/26, 25/23, 24/26, 25/20)
7h10 – Japão x Argentina
8h – Itália x EUA
8h30 – China x Bulgária
11h – Rússia x Portugal
17h40 – Alemanha x Sérvia
20h40 – Canadá x Austrália

08/06 (Sábado)
3h10 – Argentina x Irã
5h – Polônia x Bulgária
6h40 – Japão x Brasil
8h – Itália x Portugal
8h30 – China x França
11h – Rússia x EUA
17h10 – Sérvia x Austrália
20h10 – Canadá x Alemanha

09/06 (domingo)
3h10 – Brasil x Argentina
5h – Bulgária x França
6h40 – Japão x Irã
8h – Portugal x EUA
8h – China x Polônia
11h – Rússia x Itália
14h10 – Austrália x Alemanha
17h10 – Canadá x Sérvia

Brasil: Cachopa, Wallace, Lucarelli, Douglas Souza, Isac, Lucão, Thales (líbero). Entraram: Maurício Souza, Leal, Maique, Alan, Flávio, Thiaguinho
Técnico: Marcelo Fronckowiak

Irã: Saied Marouflakrani, Amir Ghafour, Purya Fayazi, Milad Ghara, Ali Shafiei, Sayed Eraghi, Mohammadreza Hazratpourtalatappeh (líbero). Entraram: Mohammadjavad Manavinezhad, Farhad Ghaemi, Porya Yali, Masoud Gholami
Técnico: Igor Kolakovic

LEIA TAMBÉM:

Notícias recentes

Aos 36 anos, Skowronska anuncia aposentadoria

Em entrevista ao site polonês Przegląd Sportow, a oposto Katarzyna "Kasia" Skowronska anunciou a aposentadoria das quadras. A jogadora, que…

3 horas atrás

Favoritas na semi do Asiático feminino

O Campeonato Asiático feminino entra na reta decisiva. E com os quatro principais participantes vivos na briga pelo título. A…

3 horas atrás

Sesi abre temporada na Copa São Paulo

Uma nova temporada começará nesta sexta-feira para o Sesi-SP. Às 18h, o time estreará na Copa São Paulo, uma prévia…

6 horas atrás

FIVB concede anistia e Ismailoglu é beneficiada

A ponta Ismailoglu está liberada pela Federação Internacional para defender novamente a seleção da Turquia. Ela foi beneficiada por uma…

7 horas atrás

O retorno de Fawcett ao Dentil/Praia Clube

Nicole Fawcett, de 32 anos, foi apresentada para a temporada 2019/2020 do Dentil/Praia Clube, na tarde desta quarta-feira, em Uberlândia…

18 horas atrás

Douglas: único campeão olímpico para jogos na Argentina

A Seleção Brasileira masculina viajará com um grupo recheado de novidades, nesta quinta-feira, para Calafate, província de Santa Cruz, na…

22 horas atrás