Home Liga das Nações EUA cede 46 pontos em erros e perde para a Polônia na Liga das Nações
Liga das Nações - 1 de junho de 2019

EUA cede 46 pontos em erros e perde para a Polônia na Liga das Nações

Poloneses venceram os norte-americanos no tie-break, na Liga das Nações

Depois de ceder quase dois sets em erros – 46 pontos – os Estados Unidos perderam para a Polônia por 3 sets a 2, de virada – parciais de 17/25, 34/32, 26/28, 25/23, 15/9 -, em Katowice, na Polônia, na tarde deste sábado, pela segunda rodada da fase classificatória da Liga das Nações Masculina 2019.

Os norte-americanos ainda não venceram na competição – foram derrotados pelo Brasil por 3 a 0, na estreia, sexta-feira. Os poloneses derrotaram a Austrália, na estreia, por 3 a 1  e estão invictos. Os Estados Unidos enfrentam a Austrália, neste domingo, às 9h (com transmissão pelo SporTV 2) e, na sequência, ao meio-dia (horário de Brasília), também com transmissão pelo SporTV 2, o Brasil encara a Polônia, na reedição da final dos dois últimos Mundiais (2014 e 2018), ambos vencidos pelos europeus.

Os ponteiros Aleksander Sliwka, da Polônia, e Torey Defalco, dos EUA, foram os maiores pontuadores do jogo, com 20 acertos cada um. O número de erros do confronto impressionou. Os poloneses cederam 37 pontos em erros, contra 46 dos norte-americanos.

Torcida

O técnico da Polônia, Vital Heynen, elogiou o clima do jogo, especialmente a festa da fanática torcida:

“Estou satisfeito por podermos jogar um jogo incrível para todos os torcedores. Para ser honesto, qual foi a melhor parte deste jogo? Os dez minutos antes da partida e os dez minutos depois. Essa torcida é incrível. É tão legal jogar aqui, vê-los nos apoiando, sentindo-os, isso é incrível! Por que vencemos? Porque eles continuaram nos apoiando. Eu acho que no quarto set nós quase desistimos, nós estávamos perto de desistir, mas eles nos ajudaram. E no tie-break os torcedores fizeram a diferença”, disse.

O ponteiro Aleksander Sliwka da Polônia marcou 20 pontos (FIVB)

O ponteiro norte-americano Torey Defalco também elogiou a torcida: “É sempre incrível jogar contra a Polônia na Polônia, eu adoro isso. Ambas as equipes jogaram muito bem, foi um jogo muito duro. Eu cometi alguns erros no final,e isso fez a diferença Mas aconteceu o mesmo em ambos os lados. Ambas as equipes são muito boas”, disse.

O levantador da Polónia, Grzegorz Łomacz, já projeta um jogo difícil contra o Brasil, amanhã: “Foi muito difícil. Poderíamos ter perdido, mas conseguimos celebrar a vitória. Foi um confronto extremamente longo e cansativo, mas felizmente vencemos, o que tira um pouco do cansaço. Nosso jogo ainda não está estável, porque acabamos de terminar a temporada nos clubes. Amanhã vamos jogar contra o Brasil e vamos lutar por uma vitória”.

Resultados

Sábado (01/06)

Itália 3 x 0 Alemanha (25/21, 30/28, 25/23)
Brasil 3 x 2 Austrália (32/34, 25/16, 25/19, 27/29, 15/13)
Irã 3 x 0 China (25/22, 25/18, 25/21)
Rússia 3 x 1 Japão (25/22, 23/25, 25/19, 25/23)
Polônia 3 x 2 EUA (17/25, 34/32, 26/28, 25/23, 15/9)
França 3 x 1 Sérvia (25/12, 22/25, 25/20, 25/20)
Canadá 3 x 0 Portugal (25/20, 25/23, 25/16)
Argentina 3 x 0 Bulgária (25/16, 25/21, 25/23)

Jogos de domingo (02/06)

5h – Alemanha x Irã
9h – Austrália x Estados Unidos
9h – China x Itália
11h – Japão x França
12h – Brasil x Polônia
14h – Rússia x Sérvia
16h10 – Portugal x Bulgária
19h10 – Argentina x Canadá

LEIA TAMBÉM

Veja também

Brasil joga mal, sofre e perde, mas é campeão sul-americano

Uma atuação para esquecer, pelo lado brasileiro. Uma atuação memorável pelo lado colombian…