Home Liga das Nações Uma virada para ganhar moral na Polônia!
Liga das Nações - 2 de junho de 2019

Uma virada para ganhar moral na Polônia!

Depois de perder primeiro set, Brasil consegue a virada para cima da Polônia

O Brasil encerrou a primeira etapa da Liga das Nações masculina com uma vitória importante, neste domingo. De virada, a Seleção bateu a Polônia por 3 sets a 1, parciais de 22-25, 25-15, 25-21 e 25-17, calando o abarrotado Spodek Hall, em Katowice.

Resultado para manter a campanha 100% na competição da equipe verde-amarela, algo que apenas Irã e França já garantiram e a Argentina também tem chance.

Resultado também para dar moral, já que a Polônia é atual bicampeã mundial, uma pedra no sapato brasileiro recentemente, vencendo os confrontos diretos nas duas últimas finais.

Agora resultado à parte, vários pontos (positivos e negativos) devem ser destacados da virada deste domingo:

1) O primeiro teste do trio Wallace/Leal/Lucarelli foi animador. Qualquer seleção do planeta muda de patamar no quesito ataque com três atletas deste nível, para desespero dos bloqueios adversários. É um potencial absurdo a favor do Brasil.

Fronckowiak conversa com o time (FIVB Divulgação)

2) O cubano naturalizado brasileiro estava muito mais à vontade do que na estreia, no sábado. E assim o jogo fluiu muito melhor. As câmeras flagraram ele mais falante com os companheiros, deu bronca em Isac, além de sorridente após fazer um levantamento de costas. Terminou a partida com 15 pontos e quase 50% de aproveitamento no ataque. A tendência é seguir crescendo.

3) Isac e Lucão tiveram boas passagens na partida. E isso inclui ataque, bloqueio e saque. Hoje parecem estar em vantagem na briga pela titularidade. O block foi o fundamento que mais evoluiu: foram 13 pontos e muitas bolas amortecidas.

4) O passe brasileiro voltou a oscilar demais. No primeiro set, Szalpuk, com um saque flutuante, fez um estrago tremendo. Foram seis pontos seguidos e virada no placar, no pior momento do Brasil no jogo. O fundamento merece uma atenção especial para s sequência da VNL.

Linha de passe teve trabalho em Katowice (FIVB Divulgação)

5) Cachopa, tão contestado por muitos, termina a primeira semana da Liga das Nações merecendo elogios. Parecia bem mais confiante e seguro neste domingo. Com exceção da pouca utilização de Wallace no primeiro set, fez boa distribuição.

6) O belga Vital Heynen, o maluco beleza que comanda tão bem a Polônia, tentou de tudo para evitar a primeira derrota na Liga das Nações. Trocou levantadores, centrais, usou todos os ponteiros. Só acho que errou ao deixar Szalpuk muito tempo fora. Era disparado o melhor do time.

Na segunda etapa da VNL, em Tóquio, o Brasil terá pela frente o Japão, time da casa, além de Irã e Argentina, times que começaram muito bem a temporada. Serão testes contra escolas bem diferentes, algo importante neste início de temporada.

TABELA DA SEGUNDA SEMANA DA VNL (horário de Brasília)

7/6 (sexta-feira)

3h40 – Brasil x Irã
5h – França x Polônia
7h10 – Japão x Argentina
8h – Itália x EUA
8h30 – China x Bulgária
11h – Rússia x Portugal
17h40 – Alemanha x Sérvia
20h40 – Canadá x Austrália

8/6 (sábado)

3h10 – Argentina x Irã
5h – Polônia x Bulgária
6h40 – Japão x Brasil
8h – Itália x Portugal
8h30 – China x França
11h – Rússia x EUA
17h10 – Sérvia x Austrália
20h10 – Canadá x Alemanha

9/6 (domingo)

3h10 – Brasil x Argentina
5h – Bulgária x França
6h40 – Japão x Irã
8h – Portugal x EUA
8h – China x Polônia
11h – Rússia x Itália
14h10 – Austrália x Alemanha
17h10 – Canadá x Sérvia

LEIA TAMBÉM

Veja também

Polônia fica com a medalha de bronze no Europeu

O terceiro lugar no Campeonato Europeu masculino de vôlei é da Polônia. Neste domingo, em …