Brasil x China
Home Categorias de base Brasil derrota China e fatura quadrangular sub-20
Categorias de base - 8 de julho de 2019

Brasil derrota China e fatura quadrangular sub-20

Vitória sobre as chinesas e derrota argentina garantiram título para o Brasil

A Seleção Brasileira feminina sub-20 superou na noite desta segunda-feira a China por 3 sets a 0 (25/17, 25/15 e 25/12) e conquistou o Desafio Internacional de Voleibol, disputado na cidade de Santa Rita do Sapucaí (MG). O torneio amistoso foi realizado no ginásio do Inatel (Instituo Nacional de Telecomunicações), e reuniu, além de Brasil e China, as seleções da Turquia e da Argentina em três dias de disputas.

Brasil, Argentina e Turquia empataram no número de vitórias – duas para cada seleção -, mas a equipe brasileira levou a melhor no número de pontos (sete), já que na derrota por 3 sets a 2 para a Argentina, somou um, enquanto turcas tiveram revés por 3 a 0.

O técnico Hairton Cabral fez um balanço do desempenho brasileiro no torneio, último teste antes da disputa do Campeonato Mundial Sub-20, que começa no dia 12 deste mês.

– Sabíamos que não dependíamos mais de nós, mas depois que a Turquia venceu a Argentina, deu um ânimo a mais para as meninas. Mas o principal foi cumprir o que tínhamos traçado, assistimos aos vídeos, sabíamos que o time da China tem volume de jogo, mas é um time com um ataque mais fácil de ser marcado. Elas tiveram dificuldades no passe e isso facilitou – disse Hairton, que completou.

– Foi muito proveitoso, enfrentamos times de qualidade, tivemos a possibilidade de testar situações de jogo, posicionamento de bloqueio. As meninas vivenciaram a experiência do hino, de sentir aquela ansiedade, estou muito contente com o resultado final. Vamos buscar apresentar nosso melhor voleibol agora no Campeonato Mundial.

A estreia brasileira no Campeonato Mundial Sub-20 acontecerá no dia 12 de julho, contra a República Dominicana. O país também enfrenta na primeira fase as seleções do Japão e Ruanda. O Brasil é o maior campeão da categoria, com 13 medalhas, sendo seis de ouro.

Quem também analisou o desempenho brasileiro foi a levantadora Kenya, capitã do time nos três jogos. Ela celebrou a oportunidade para testes e para que o entrosamento crescesse mais.

– Acredito que estamos vindo de uma sequência boa de amistosos, foi um torneio muito bom para entendermos o que estamos fazendo de correto, o que estamos errando. Aumentar o entrosamento das meninas, crescer como grupo para ir forte ao Mundial. Fico muito honrada com o prêmio de melhor levantadora do torneio e ser capitã, é uma honra, tudo que fazemos pela seleção nos dá muito orgulho – disse a levantadora.

O Brasil esteve presente com várias atletas na seleção do torneio. A oposta Kisy foi eleita melhor jogadora do torneio, Kenya foi a melhor levantadora, Laura Kudies escolhida uma das centrais, Ana Cristina foi uma das duas melhores ponteiras, e Letícia foi eleita melhor líbero. A central argentina Farriel e a ponteira turca Cebecioglu completaram a lista.

A Seleção Brasileira começou a partida com a levantadora Kenya, a oposta Kisy, as centrais Julia Kudies e Daniela Seibt, as ponteiras Júlia Bergmann e Ana Cristina, e a líbero Letícia Moura. A China começou a partida com a levantadora Sun, a oposta Xu, as ponteiras Chen e Wang, as centrais Mao e Jiao, e a líbero Chen.

LEIA TAMBÉM

Veja também

Taiana e Talita disputam o bronze no México

As brasileiras Talita e Taiana (AL/CE) vão disputar neste domingo a medalha de bronze na e…