Jaqueline
Home Superliga Jaqueline é de Osasco: “Temos condição de chegar em todas as finais”
Superliga - Vaivém - 13 de agosto de 2019

Jaqueline é de Osasco: “Temos condição de chegar em todas as finais”

Acabou o mistério. Jaque é de Osasco.  A jogadora acabou de ser apresentada pelo técnico Luizomar de Moura, no Teatro Municipal, em Osasco, para a temporada 2019/2020.  Jaqueline foi a última jogadora a ser apresentada pelo treinador, e se emocionou ao falar do seu retorno ao clube. “A Jaque é nossa!”, comemorou Luizomar. O prefeito de Osasco, Rogério Lins, também participou do evento.

– Estou muito feliz por retornar à minha casa, onde tudo começou, onde eu evolui, onde eu vivi, onde me torneio o que sou hoje, onde eu fui para seleção, onde eu cai, onde eu levantei – disse Jaque, emocionada.

– Só tenho a agradecer à torcida, aos fãs e às pessoas que sempre tiveram um carinho enorme comigo. Tenho certeza que com todo esse carinho que eu venho recebendo não só nas redes sociais, mas quando eu ando na rua, “Volta Jaque, sinto sua falta”, tudo isso, me tocou muito e contribuiu para o meu retorno. Sinto um carinho muito grande por vocês, que sempre me apoiaram. Quero agradecer a comissão técnica, às jogadoras e todo mundo que confia no meu trabalho. Estou feliz por voltar ao local onde tudo começou – completou a jogadora.

Jaqueline ainda analisou o atual grupo:

– Volto para a equipe onde ganhei tudo. Vamos voltar com tudo! A equipe tem toda condição de chegar a qualquer final. É um equipe bem montada. Lógico que tem mais equipes fortes, mas a gente não vai desistir.  É um grupo jovem, eu sou a mais velha. Mas estou muito feliz em poder contribuir. Vou dar meu máximo para que elas cresçam, evoluam e se tornem a nova geração do voleibol brasileiro. Obrigada pelo carinho de vocês – disse.

Aos 35 anos, Jaqueline volta depois de um ano afastada das quadras. Ela defendeu o Hinode/Barueri na temporada 2017/2018 e não atuou mais desde então. Jaque é campeã mundial de clubes em 2012 com o Osasco. Com a camisa do time paulista conquistou ainda quatro títulos de Superliga, e o Sul-Americano de 2012. Ela tem ainda um troféu de Superliga com o Sesc RJ. Ela tem passagens pelo voleibol espanhol e italiano. No Brasil, defendeu ainda o Sesi-SP e o Minas Tênis Clube.

Reforços

O time para a temporada 2019/20 passou por um processo de reformulação. Do elenco da temporada passada, permanecem as líberos Camila Brait e Kika. A central Bia e a sérvia Ana Bjelica voltam a vestir a camisa osasquense, enquanto as demais atletas farão sua estreia no José Liberatti jogando com o apoio da torcida: Mara, Roberta, Ellen Braga, Vanessa Janke, Pri Heldes, Adriani Vilvert, Fernanda Tomé, Amanda, Karyna Malachias e a cubana Heidy Casanova.

Osasco
O novo elenco de Osasco (João Pires/Fotojump)

O treinador Luizomar segue à frente do projeto, com sua comissão técnica. O treinador tem três conquistas de Superliga, sendo duas pelo time osasquense (2009/10 e 2011/12) e uma pelo Flamengo (2000/01), em seu primeiro ano como técnico. Ele também é tricampeão da Copa Brasil (2008, 2012 e 2018), tetracampeão sul-americano de clubes (2009, 2010, 2011 e 2012) e tem novo títulos no Campeonato Paulista (2006, 2007, 2008, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017), todos comandando o time do Osasco.

LEIA MAIS:

Macris fala ao Web Vôlei sobre Pan, Tóquio, Minas, futuro…

Seleção feminina carimba passaporte olímpico no sufoco

Entrevista com Fabi, bicampeã olímpica, hoje comentarista do Grupo Globo

Entrevista exclusiva com o comentarista Marco Freitas

Veja também

No embalo de Pri Daroit, Praia estreia em casa na Superliga

O Dentil/Praia Clube, atual vice-campeão, disputará sua primeira partida em casa na Superl…