Home Praia Teresina volta a receber etapa nacional, após seis anos e definirá título geral
Praia - 15 de agosto de 2019

Teresina volta a receber etapa nacional, após seis anos e definirá título geral

Disputa da quarta e última etapa do Circuito Brasileiro Challenger de vôlei de praia acontece de 16 a 18 de agosto

A quarta e última etapa do Circuito Brasileiro Challenger de vôlei de praia 2019 desembarca em Teresina (PI) neste final de semana, com partidas de sexta-feira a domingo. A entrada ao público será franca na arena montada no estacionamento do Teresina Shopping. A competição terá caráter ainda mais especial, já que além dos campeões da etapa, definirá os campeões gerais, no somatório dos pontos das quatro etapas.

A capital piauiense volta a receber um torneio do calendário nacional do vôlei de praia após seis anos, já que em 2013 também recebeu uma etapa do Challenger. Entre os inscritos, atletas de ponta, como a medalhista olímpica Juliana (CE), bronze em Londres-2012, que jogando ao lado da parceira Josi (SC), pode conquistar o título geral. Elas lideram o ranking com 1.160 pontos, seguidas por Andressa/Diana (PB/RJ), com 1.080.

Juliana e Josi

Josi destacou o bom momento do time, elogiou a parceira e apontou as razões para o rápido entrosamento após três meses de trabalho.

Harley (esq) e Luciano em vitória no Canadá
(Divulgação/FIVB)

– Estamos completando três meses de parceria, felizmente alcançando finais, bons resultados. Estou muito feliz com isso. Jogar ao lado da Juliana é estar ao lado de uma pessoa maravilhosa. Como atleta, todos já sabem, mas tive a oportunidade de descobrir uma pessoa muito positiva, que está ao meu lado sempre, dentro e fora de quadra. Isso que está fazendo a diferença. Estamos com os mesmos objetivos, mesmos focos, isso é muito importante – disse.

Harley/Luciano

No masculino, Harley e Luciano (DF/ES) lideram o ranking geral junto, podendo conquistar o título da temporada com um bom resultado em Teresina. Eles somam 1.000 pontos após três etapas, mas são seguidos de perto por Arthur e Adrielson (PR), com 960 pontos. Harley relembrou uma conquista em 2009 na capital do Piauí esperando que o bom retrospecto novamente prevaleça na disputa deste final de semana.

– Venci a etapa do Open disputada em 2009, ao lado de Alison, em final contra Márcio Araújo/Fábio Luiz (CE/ES), espero que novamente Teresina me traga bons ares. Luciano e estamos ansiosos, queremos muito ir apresentar um bom voleibol, jogar bem e vencer. Tivemos alguns torneios em que não apresentamos nosso melhor, um pouco pelo cansaço de viagens internacionais também, mas nos preparamos e vamos com tudo – declarou.

A competição conta com 16 duplas na fase de grupos, divididas em quatro grupos de quatro times. As 12 equipes mais bem colocadas no ranking de entradas entram direto à fase de grupos, no sábado, enquanto as outras quatro vagas são decididas no classificatório, que ocorre na sexta-feira. Esta fase pré-torneio conta com até 24 times se enfrentando em jogos eliminatórios diretos, com os quatro vencedores finais garantindo a vaga.

Arena que receberá as partidas em Teresina, a partir desta sexta-feira (Divulgação)

Formato

Os primeiros colocados de cada grupo se classificam direto para as quartas de final, enquanto segundos e terceiros de cada chave disputam uma rodada a mais, da repescagem (round 1). Os quartos de cada grupo dão adeus ao torneio. A partir da repescagem o torneio seguem em formato eliminatório simples, com disputas de semifinais, terceiro lugar e final.

Estão já garantidos na fase de grupos do torneio masculino os times Harley/Luciano (DF/ES), Arthur Lanci/Adrielson (PR), Jô/Léo Vieira (PB/DF), Matheus Maia/Averaldo (RJ/TO), Ramon Gomes/Eduardo Davi (RJ/PR), Allison Francioni/Fábio (SC/CE), Arthur/Felipe Cavazin (MS/PR), Rafael/Renato (PB), Miguel/Bruno (MS/AM), Bernardo Lima/Anderson Melo (CE/RJ), Lipe/Jefferson (CE) e Álvaro Andrade/Gabriel (SE/RJ). Outros 23 times disputam as últimas quatro vagas no classificatório.

No naipe feminino, os times já na fase de grupos pela pontuação no ranking de entradas são Juliana/Josi (CE/SC), Diana/Andressa (RJ/PB), Aline/Juliana Simões (SC/PR), Carol Horta/Ângela (CE/DF), Flávia/Izabel (RJ/PA), Rafaela/Jéssica (PA), Vivian/Sandressa (PA/AL), Rita Vital/Neide (RJ/AL), Hegê/Talita (CE), Solange/Teresa (DF/CE), Fabrine/Andrea (BA/AM) e Alba/Fernanda (BA). Outras 18 duplas disputam o classificatório.

Carol Horta e Ângela foram bronze no Pan de Lima (Divulgação)

Calendário nacional

O torneio é o segundo mais importante do calendário nacional e conta com presença de atletas experientes, medalhista olímpica, campeão do circuito mundial e campeões de mundiais de base. O Challenger é realizado durante o intervalo de meses do fim de uma temporada do Circuito Brasileiro Open e começo da próxima, sendo responsável por manter um calendário competitivo às duplas que não estão disputando o Circuito Mundial neste ano.

Na primeira etapa da temporada, em Jaboatão (PE), no mês de junho, Juliana/Josi (CE/SC) e Arthur Lanci/Adrielson (PR) ficaram com o título. A parada seguinte aconteceu em julho, em Cabo Frio (RJ), com ouro para Diana/Andressa (RJ/PB) e Harley/Luciano (DF/ES). A terceira parada, em Maringá (PR), contou com títulos para Jô/Léo Vieira (PB/DF) e Juliana/Josi (CE/SC).

Pontuação

Além dos campeões de cada uma das quatro etapas, existe o campeão geral da temporada, somando os pontos obtidos em cada uma das paradas. As duplas vencedoras de uma etapa nos dois gêneros somam 400 pontos e recebem um prêmio de R$ 12 mil.

Ao todo, são distribuídos mais de R$ 130 mil em cada etapa aos times participantes. Atualmente o ranking do Challenger é liderado por Juliana/Josi (CE/SC) no naipe feminino, com 580 pontos, e por Harley/Luciano entre os homens, com 500 pontos.

LEIA MAIS:

Um papo com Antonio Rizola, técnico da Colômbia

A volta de Jaqueline ao Osasco/Audax

Macris fala ao Web Vôlei sobre Pan, Tóquio, Minas, futuro…

Seleção feminina carimba passaporte olímpico no sufoco

Entrevista com Fabi, bicampeã olímpica, hoje comentarista do Grupo Globo

Veja também

Zé Roberto leva 16 para Suzano. Gabi e Natália ganham folga

O técnico José Roberto Guimarães levou 16 jogadoras para Suzano, onde o Brasil faz dois am…