Mendez
Home Internacional Marcelo Mendez faz balanço da temporada argentina
Internacional - 24 de setembro de 2019

Marcelo Mendez faz balanço da temporada argentina

Em sua primeira temporada como técnico da seleção masculina da Argentina, Marcelo Mendez, também comandante do Sada/Cruzeiro, não tem do que reclamar. Pelo contrário. Levou a equipe ao bicampeonato dos Jogos Pan-Americanos, em Lima, e à conquista da vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. E por pouco não encerraram a hegemonia do Brasil no Sul-Americano. Agora, os argentinos se preparam para a Copa do Mundo, no Japão. O grupo começará o período de aclimatação na cidade de Kagoshima, e a estreia acontecerá contra os Estados Unidos, no dia 1 de outubro, em Fukuoka.

– A análise dessa temporada é positiva. Acredito que cumprimos com os principais objetivos, principalmente, a classificação olímpica e a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos. Realizamos uma excelente Liga das Nações, e perdemos por uma diferença mínima o Sul-Americano com uma equipe que era formada 90%, aproximadamente, por jogadores com menos de 23 anos – avalia Marcelo.

– A conquista da vaga olímpica foi o momento mais importante nesta temporada. Quando fui treinador da Espanha, em 2007, fiquei fora após perder a final para a Sérvia – 17-15 no tie-break -, no dificílimo Pré-Olímpico Europeu. Depois de 12 anos, com a seleção do meu país, conseguimos essa vaga tão desejada e procurada. Como jogador nunca tive a oportunidade de participar de uma Olimpíada. Como treinador e argentino poder representar o meu país nos Jogos Olímpicos é uma satisfação enorme.

A Argentina na Copa do Mundo será a mesma que conquistou a medalha de prata no Sul-Americano, no qual, perdeu para o Brasil na decisão. Os argentinos venciam por 2 sets a 0, e acabaram levando a virada.

– O sentimento que fica é de que podemos brigar com as grandes potências se realizamos um jogo técnico-tático organizado.

A Argentina permanecerá em Kagoshima até o próximo domingo, quando seguirá para Fukuoka. Além dos Estados Unidos, a equipe enfrentará ainda Tunísia, Itália, Polônia e Japão. Em seguida, os argentinos irão para Hiroshima, onde jogarão contra Brasil, Canadá, Irã, Rússia, Egito e Austrália.

– Nosso grande objetivo na Copa do Mundo é fazer crescer nossos jogadores mais jovens, principalmente, em busca de uma melhora técnica-tática, tanto individual como coletiva. Claro que sempre procurando e tentando ganhar todos os jogos possíveis e continuar criando uma mentalidade ganhadora. Será uma tarefa difícil. Acho que podemos realizar boas partidas – completa Mendez.

LEIA TAMBÉM

O adeus de Francesca Piccinini

Clima esquenta durante Irã x Coreia do Sul

Brasil viaja quase completo para a Copa do Mundo masculina

Veja também

Edinara está fora da Superliga 2019/2020

Uma péssima notícia para o Pinheiros foi confirmada. A ponta/oposto Edinara está fora da S…