Sesc
Home Estaduais Mais um título carioca feminino para o Sesc
Estaduais - 8 de novembro de 2019

Mais um título carioca feminino para o Sesc

O Campeonato Carioca feminino segue dominado pelo Sesc. Pela 15ª vez, o time de Bernardinho faturou o título estadual, desta vez, batendo o Flamengo, na final, no Ginásio do Tijuca, por 3 sets a 0, parciais de 25-11, 25-22 e 25-22, na noite desta sexta-feira.

Com todos os reforços disponíveis, o Sesc começou o jogo de forma avassaladora. Uma passagem da central Milka pelo saque fez estragos na linha de passe rubro-negro. A diferença rapidamente chegou a dez pontos, permitindo ao Sesc apenas administrar a sequência da parcial.

Diferente

No segundo set, Alexandre Ferrante viu outro Flamengo em quadra. Com a linha de passe estabilizada, a jovem e talentosa levantadora argentina Mayer conseguiu distribuir bem os ataques. E o Sesc se viu, assim, atrás no placar até o 21º  ponto. Depois de uma marcação contestada pelo time flamenguista, pesaram a maior experiência e categoria das atacantes comandadas por Bernardinho. A virada deixou o título muito perto.

(Divulgação)

Guerreiro, o Flamengo conseguiu equilibrar o placar até a metade da terceira parcial. O Sesc chegou a abrir cinco pontos e parecia com o título encaminhado. Mas o Rubro-Negro, que voltará à Superliga após longa ausência, esboçou uma reação e obrigou Bernardinho a pedir um tempo. Não o suficiente, porém, para virar. Com um erro de ataque de Malu, o Sesc fechou em 25 a 22 para festejar a conquista.

– É sempre bom começar com título, o meu primeiro título pelo Sesc. Nosso time tende a crescer. Foi apenas o quarto jogo oficial na temporada e uma conquista só acrescenta para a gente – disse Tandara, que também falou sobre a recuperação física após uma temporada passada muito conturbada.

–  A cada dia estou melhor. Já senti que dei uma melhorada (fisicamente), mas tenho que melhorar ainda mais. Meu pé está 100%, ainda vai doer um pouco, mas nada comparado com o que eu sentia antes.

Já a ponta Carla elogiou a performance do Flamengo em dois sets da final:

– Muito orgulhosa da gente. Tirando o primeiro set, que não foi o nosso time, o segundo e o terceiro mostraram o que a gente pode fazer nesta temporada.

LEIA TAMBÉM

+ Entrevista exclusiva com o narrador do SporTV, Bruno Souza

Globo abrirá Superliga com medalhões na transmissão

Dores na canela fazem Drussyla questionar presença na Olimpíada

CBV anuncia preços e pacotes do pay-per-view da Superliga 2019/20

Sada/Cruzeiro usará próprio vídeocheck na Superliga

Uberlândia confirmada como sede do Sul-Americano de Clubes 2020

Veja também

EMS/Taubaté atropela o Apan/Blumenau na estreia da Superliga Masculina

O EMS/Taubaté não teve nenhuma dificuldade em derrotar o Apan/Blumenau, time que subiu nes…