Roberta
Home Estaduais Roberta quer “sangue nos olhos” de Osasco hoje
Estaduais - 8 de novembro de 2019

Roberta quer “sangue nos olhos” de Osasco hoje

A levantadora Roberta enumerou méritos do São Paulo/Barueri na 1ª final, mas fala em mudança de atitude de Osasco

Acostumada a decisões, Roberta viverá uma situação nova em sua carreira nesta sexta-feira, a partir das 21h30. Vestindo a camisa do Osasco Audax nesta temporada, a levantadora verá o ginásio José Liberatti pulsar em sua primeira decisão pela tradicional equipe paulista. E após perder o primeiro jogo da final do Paulistão para o São Paulo/Barueri por 3 sets a 0, nada melhor que contar com uma torcida fanática para reverter a adversidade e sair com mais um troféu.

E antes de pensar em conquistas, Roberta sabe que é preciso reconhecer que ela e suas companheiras terão um grande adversário pela frente. Por isso, utilizaram todos os momentos possíveis antes da decisão desta sexta para estudar bastante.

– A expectativa é muito grande para o jogo. Tivemos tempo para descansar, estudar e treinar e estou muito confiante. Barueri teve mérito ao vencer o primeiro jogo da final, com todas as meninas jogando muito bem. A Lorenne foi muito bem no ataque, as ponteiras também, com um fundo de quadra muito bom, subindo a bola a todo momento, na defesa. E a gente jogou muito abaixo, cometendo muitos erros. Nosso sideout foi muito fraco, a relação bloqueio/defesa não funcionou em momento algum e acabamos nos perdendo, querendo reverter os maus momentos de qualquer maneira – analisou a levantadora.

Mais do que muito estudo sobre o adversário, Roberta sabe que o Osasco Audax tem um trunfo na manga para superar o São Paulo/Barueri: sua fanática torcida, que promete lotar o ginásio José Liberatti e alavancar uma mudança de postura na equipe.

– Colocamos a cabeça no lugar, aprendemos com os erros e temos condições de reverter o resultado em nossa casa para levar a decisão para o golden set. Sabemos da importância desse jogo e que precisamos entrar um outro time em quadra, com uma atitude diferente e sangue nos olhos. Além de arrumar todos os pontos falhos, taticamente, precisamos de atitude. Isso conta muito numa hora dessas e nossa torcida ajudará bastante – finalizou Roberta.

LEIA TAMBÉM

CBV anuncia preços e pacotes do pay-per-view da Superliga 2019/20

Taubaté bate o Vôlei Renata e é hexacampeão paulista

Sada/Cruzeiro usará próprio vídeocheck na Superliga

Uberlândia confirmada como sede do Sul-Americano de Clubes 2020

Veja também

EMS/Taubaté atropela o Apan/Blumenau na estreia da Superliga Masculina

O EMS/Taubaté não teve nenhuma dificuldade em derrotar o Apan/Blumenau, time que subiu nes…