Home Superliga Sesc vence no tie-break e segue líder invicto da Superliga
Superliga - 30 de novembro de 2019

Sesc vence no tie-break e segue líder invicto da Superliga

O Sesc derrotou o rival Osasco, com direito a 15-5 no quinto set

O Sesc RJ segue líder e invicto na Superliga Feminina 2019/2020. Na noite desta sexta-feira, o time carioca derrotou o histórico rival Osasco/Audax por 3 sets a 2 – 25-23, 21-25, 25-22, 21-25 e 15-5 -, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP), pela sexta rodada da competição. Os dois times já decidiram a Superliga 17 vezes na história.

O placar atípico no tie-break (15-5) não refletiu o equilíbrio do restante da partida. Mal na virada de bola, Osasco foi presa fácil para as rivais.

No reencontro de Tandara com o ex-time Osasco, a torcida rival e o caldeirão do José Liberatti lotado, a oposta levou a melhor. Além de vencer, foi a maior pontuadora do confronto, com 22 pontos (todos de ataque) e foi eleita a melhor em quadra, ficando com o Troféu VivaVôlei.

Tandara recebeu o VivaVôlei das mãos do ginasta Arthur Nory (Divulgação/CBV)

Pelo time paulista, a oposta sérvia Bjelica marcou 21 pontos (18 de ataque e 3 de bloqueio) e foi o destaque das donas da casa. Outras também pontuaram bem: Ellen (14), Bia (13) e Jaque (12).

No Sesc, outra jogadora que se destacou foi a central Juciely, com 17 pontos (5 de bloqueio). Amanda marcou 15 pontos e Drussyla, 11.

O técnico Luizomar de Moura escalou o Osasco com Bjelica na saída de rede, no lugar da cubana Casanova, que foi para o banco. Ellen começou como ponteira. O treinador repetiu a formação que conquistou a vitória de virada sobre o São Paulo/Barueri nos dois sets finais, na última rodada. A única alteração é que, contra o Barueri, Pri Heldes terminou em quadra e, nesta sexta, Roberta foi titular.

O resultado fez o time de Bernardinho se isolar na liderança, com 17 pontos e seis vitórias em seis jogos. O Dentil/Praia Clube, que está na China para a disputa do Mundial de Clubes, a partir de terça-feira, junto com o Itambé/Minas, é o vice-líder, com 15 pontos e um jogo a menos – são 5 triunfos em 5 partidas. A equipe de Uberlândia é a única com 100% de aproveitamento na competição até agora.

(João Pires/FotoJump)

Osasco sofreu a sua primeira derrota na Superliga e ocupa a quarta posição, com 12 pontos (4 vitórias em 5 jogos), atrás do Itambé/Minas, terceiro na tabela, com 14 pontos (5 vitórias em 5 partidas). Além de Sesc e Praia, as minastenistas também estão invictas no torneio.

Osasco sofreu uma virada indigesta no primeiro set: vencia por 12 a 6 e, numa sequência boa de Drussyla no saque, o Sesc fez 14 a 12. No tie-break, as paulistas tiveram dificuldade na virada de bola e, com Juciely impossível na parcial, viram as cariocas fazer 6 a 1 rapidamente.

Abaladas emocionalmente, sem conseguir colocar a bola no chão, nem marcar as rivais, Osasco foi sendo presa fácil no quinto set e perdeu por 15 a 5.

Na próxima rodada, Osasco enfrenta o Sesi/Bauru no Panela de Pressão, em São Paulo, às 21h30, com transmissão pelo SporTV. O Sesc RJ voltará à quadra na próxima terça-feira contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), às 21h30, no Lauro Gomes, em São Caetano (SP

João Pires/FotoJump

Vôlei Osasco-Audax jogou com Roberta (3), Bjelica (21), Bia (13), Mara (8), Ellen (14), Jaque (12) e a líbero Camila Brait. Técnico: Luizomar de Moura. Entraram: Casanova (1), Pri Heldes, Vanessa Janke e Amanda.

Sesc RJ jogou com Fabíola (4), Tandara (22), Milka (8), Juciely (17), Amanda (15), Drussyla (11) e a líbero Natinha. Técnico Bernardinho. Entrou: Gabi.

LEIA TAMBÉM

Números de Leal seguem bons na Itália

As transmissões da Superliga neste fim de novembro

Gramado se candidata para receber as Supercopas em 2020

Entrevista exclusiva com o narrador do SporTV, Bruno Souza

Veja também

Superliga Feminina inicia semana com jogos que foram adiados. Veja a classificação

A oitava rodada da Superliga Feminina terminou neste sábado, com a vitória do Itambé/Minas…